Dia Estranho


Hoje eu não fui trabalhar. Já faz tepo que me sinto cansada, sem ânimo. Resolvi abonar o dia. Ao invés de descansar, como eram os meus planos, fiz faxina o dia todo, brinquei de Amélia. Minha casa estava precisando.

Dizem que a casa da gente é o reflexo do nosso estado de espírito, e eu acredito nisso. Minha casa estava numa desordem total, exatamente como eu. Então eu arrumei tudo, mas por dentro ainda está tudo uma bagunça, só que essa eu não sei como arrrumar. Acho que vou precisar de ajuda.

É estranho porque as coisas estão bem aqui, mas mesmo assim, toda noite eu me sinto tão triste, tão sozinha, e eu não sei porque... devo esta enlouquecendo simplesmente.

Tenho medo de ficar doente e luto muito contra essa angústia que sinto, mas é difícil. Dá uma falta de ar, uma vontade de chorar. Aí eu penso, por que isso? Não sei.

Loucura talvez, quem sabe?

Mas eu vou vencer... eu sei que vou.

E eu já sei também que o erra é que busco minha força no lugar errado. Eu fico esperando que o André me ajude, mas ele não pode. Quem tem que fazer isso sou eu, e sozinha. Só preciso parar de esperar tanto assim dele. Só que escrever é tão fácil!!! Quero ver eu cumprir... quero veu é eu não ficar ansiosa, esperando ele chegar, ele ligar, ou mandar um scrap, ou enviar uma mensagem, ou qualquer coisa.

Mas resumindo tudo, minha casa tá fofa, até parece casa de gente, kkkk. Menos meu quarto, pq alguma coisa tem q estar parecido comigo né??? Eu não arrumei nada, só tirei o pó e limpei o chão. A cama tá um horror, e tem tanta roupa pra lavar que nem sei o que vai ser de mim no sábado.

Ah, hj comecei a ler o e-book do P.S. Eu te Amo. É bem pior que o livro, me fez chorar já na terceira página. O livro é como o filme, a Holly tenta superar a perda de seu marido Gerry que morreu aos 30 anos com um tumor no cérebro. Dois meses depois ela recebe um envelope com uma lista que o Gerry fez para que ela consigar prosseguir a vida sem ele. Tem um envelope para cada mês, num total de de 10 envelopes. Eu li os dois primeiros. No primeiro ele diz pra ela comprar um abajour para o quarto pq eles sempre brigavam pra ver quem ia apagar a luz. No segundo ele manda ela sair pra comprar uma roupa bem bonita.

Quase desidratei! Tão romântico. Eu não sei se teria forças para continuar vivendo se algo assim acontecesse comigo, se eu tivesse que viver sem o André. Acho que morreria de dor. É uma das coisas que mais temo no mundo, perder alguém que eu amo, meu pais, meus irmãos... não sei como seria.

Amanhã leio mais e comento.

Estava esperando o André chegar, ele disse que talvez viesse dormir comigo, mas não chegou até agora, acho que não vem mais... Vou tomar um banho e tentar dormir sem remédio.

B-jusssss!!!!!!!


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados