A Morte do Cozinheiro - Allan Pitz

"É verdade, eu matei o cozinheiro. Em momento algum deste livro eu negarei que matei o sórdido cozinheiro com minhas próprias mãos de escrever versos."


A Morte do Cozinheiro nos apresenta um personagem, no mínimo, intrigante, o poeta Luiz Aurélio. Ele sofre de uma das doenças mais conhecidas da humanidade - a dor de cotovelo. Ele viveu uma grande história de amor com Carmem, porém o romance dos dois sofria com as constantes interferências da mãe dela (a bruxa velha) que não aceita o namoro. Eles vivem juntos por três anos, mas as constantes brigas motivadas pelas condições precárias em que vivem e um aborto espontâneo são suficientes para abalar a relação e Carmem o deixa. Poucas semanas depois, ela já aparece com um novo namorado, Lucas, o famigerado cozinheiro. 

Luiz não se conforma com o fim da relação, e passa a viver de maneira soturna trancado em sua casa, escrevendo sem parar. Ele se atormenta dia após dia, acompanhando a relação de Carmem e Lucas pelas fotos em rede sociais e tentando entender o que ela viu nele.

"Um maldito cozinheiro! Ela larga de viver os sonhos grandiosos de um escritor para padecer ao lado de um reles cozinheiro ignorante! Um interiorano demente, um nada na plataforma celeste que cultiva a essência dos homens de verdade, a última dezena de uma casa incontável para se alcançar a soma lógica de um raciocínio nobre e civilizado, O que deu em Carmem? O que foi? Sexo!? O membro de diamante!?"

Luiz começa a receber telefonemas anônimos, que o alertavam que Carmem é maltratada, que Lucas a drogava para abusar dela, em que em poucos meses, o cozinheiro pretendia matá-la. Não resta outra alternativa para nosso poeta, senão matar o cozinheiro e salvar a vida de seu anjo.

É um livro realmente singular! E se você gosta de humor negro, acredite, esse livro foi feito para você. Juro que dei várias risadas da desgraça de Luiz Aurélio e da maneira como ele coloca as coisas. Esse é aliás outro  ponto forte do livro. O livro é narrado em primeira pessoa, então a gente vê tudo pela ótica dele. Muitas vezes eu me peguei pensando que Lucas não parecia assim tão mal, que Luiz Aurélio devia ter sido um péssimo marido, meio moleirão, sem coragem para enfrentar a mãe e os amigos de Carmem. Fica meio parecido com Dom Casmurro, sabe? Capitu é inocente e Bentinho um louco? Ou Capitu é uma traidora e Bentinho um pobre enganado?

A capa é muito bonita e super criativa. E eu amei a diagramação interna, com um tomate cortado no canto direito. A Above fez um excelente trabalho.
E o final é totalmente imprevisível! Te faz pensar melhor sobre as motivações de Luiz e os sentimentos de Carmem. 
Eu recomendo!


Essa resenha faz parte do Book Tour do Selo Brasileiro, um projeto incrível que está me possibilitando conhecer os novos talentos da literatura nacional. Você não participar também? É só clicar AQUI e se inscrever.

B-jussssssss! ♥

Comente com o Facebook:

6 comentários :

  1. Oinnn, só vejo coisas positivas sobre esse livro.

    Desculpa pela ausência no blog ~^

    Beijocas,
    Lari

    ResponderExcluir
  2. Está na minha estante aguardando leitura!!!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha, Nina!
    Muito obrigado.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Pela capa eu não leria, o livro não consegue despertar muito minha atençãoaté mesmo pela historia. Mais eu gostei bastante da sua resenha =)

    ResponderExcluir
  5. OI!

    Eu li esse livro há alguns meses e adorei! É realmente um livro forte, mas eu achei mto interessante. Há pessoas q dizem q a capa assusta, mas foi justamente ela que chamou a minha atenção para o livro.

    Acho uma leitura super recomendável!

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina!
    Eu gosto de humor negro e agora me interessei em ler esse livro!
    (Obs: tem sorteio novo no meu blog, de um kit da Editora iD! :)
    Beijos

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados