Seis Anos Depois - Harlan Coben


COBEN, Harlan. Seis Anos Depois. Tradução: Ricardo Quintana. São Paulo: Arqueiro, 2014. 272 páginas. Título original: Six years. Skoob.

Sinopse:
"Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la. Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa... durante seis anos. Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se reaproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa. Agora ele está decidido a ir atrás dela, esteja onde estiver, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada. Em Seis anos depois Harlan Coben usa todo o seu talento para criar uma trama sensacional sobre um amor perdido e os segredos que ele esconde".
Fala pessoal, como vocês poderão conferir a partir de agora, eu gosto de livros de fantasia, mas gosto ainda mais de livros policiais, de mistério e suspense. E hoje trago a resenha de Seis anos depois, uma história fantástica do escritor estadunidense Harlan Coben.

O protagonista é Jake Fisher, um professor universitário, que seis anos depois de separar-se de Natalie Avery (seu grande amor, que o deixou, de uma hora pra outra, para casar-se com Todd Sanderson, um antigo namorado), se depara com o obituário de um ex-aluno, que passava no feed de notícias do protetor de tela do computador da universidade. O nome lhe chama a atenção: Todd Sanderson. Jake decide ir ao velório de Todd para dar suas condolências a Natalie, mas no fundo, o que ele quer mesmo é apenas vê-la. Porém, há um problema, Jake fez uma promessa a Natalie, no dia do seu casamento com Todd (sim, ele foi ao casamento - queria ter certeza de que ela se casaria com outro homem), de que deixaria ela e o marido em paz. Por fim, ele viaja para o velório e é a partir daí que as coisas se complicam. A esposa de Todd não é Natalie. O retiro onde eles se conheceram não existiu. As pessoas com quem ele conviveu durante o tempo que esteve com Natalie dizem não lembrar deles. E vários outros fatos se sucedem e trazem grande mistério a trama.

Como todos sabem, uma história do gênero policial para ser boa deve conter vários plot twist (o que é um plot twist? Ao pé da letra poderíamos traduzir como reviravolta. É a mudança radical e inesperada da narrativa de uma história). Harlan Coben faz isso de forma magnífica em Seis anos depois. São tantos plot twist que o leitor não vai querer parar de ler a história até o fim.

A história é narrada em primeira pessoa, trazendo uma espécie de cumplicidade entre o leitor e o protagonista e narrador. Aliás, a forma como Harlan Coben narra é fácil e fluída, trazendo grande prazer na leitura.

A trama é muito bem desenvolvida, havendo cenas de ação e de reflexão de Jake, mas todas ligadas ao enredo, de forma a manter o leitor ávido para saber os acontecimentos seguintes.

Para os leitores que gostam de uma boa dose de romantismo, fiquem tranquilos, vocês irão apreciar o envolvimento de Jake e Natalie, e a história deles.

As personagens foram bem desenvolvidas pelo autor. Toda a angústia sofrida por Jake, assim como seu amor por Natalie, são passados nas páginas do livro. Tensão e alegria também estão presentes. O leitor irá se surpreender com o final.

Pra finalizar, com certeza recomendo Seis anos depois.

Eu tenho alguns outros títulos do mesmo autor, e espero trazer outras resenhas das suas boas histórias, Não conte a ninguém será uma delas.

Na próxima semana será a vez de O oceano do fim do caminho, do Neil Gaiman.

O Autor

Harlan Coben nasceu em Newark, Nova Jersey. Depois de se formar em ciência política, trabalhou no setor de turismo. Hoje mora em Nova Jersey com os quatro filhos e a esposa. Foi vencedor de diversos prêmios e é o único escritor a ter recebido a trinca de ases da literatura policial americana: o Anthony, o Shamus e o Edgar Allan Poe, todos por livros da série de Myron Bolitar. Suas obras já foram traduzidas para 41 idiomas. Aclamado na França, Coben é conhecido como "o mestre das noites em claro".

Avaliação (5/5)






Sobre Lucas Junior

Sou um sonhador incorrigível, fascinado por motociclismo e literatura. Onde pode me encontrar? Por aí, revisando uma nova história prestes a ser contada. Minha primeira publicação foi "A Conspiração dos Números", em uma antologia organizada pela escritora Lycia Barros e o selo Ases da Literatura. Atualmente, estou focado na revisão final do livro de fantasia "O Explorador de Mundos - A Esfera de Cristal" (as histórias estão disponíveis no Wattpad e Widbook), para depois continuar outros três projetos voltados para o seguimento da literatura policial. Entre, fique a vontade e desfrute das tramas que atormentam a minha cabeça. Malucas? Me diga você. E entre uma coisa e outra, vou fazendo algumas resenhas para o blog da Nina (Quem Lê, Sabe Porquê).

8 comentários:

  1. Déborah Araújo7 de maio de 2015 14:01

    Lucas, seja bem vindo ao mundo dos blogueiros.

    Muito boa a sua resenha.

    Que história doida. Como pode tudo mudar do nada?
    Isso sim é um plot twist...

    Não sou muito fã de policial, mas gostei bastante.


    Lisossomos

    ResponderExcluir
  2. O único livro que li do Harlan foi Não conte a ninguém e estava muito curiosa para saber sobre esse livro e pelo visto ele não decepcionou. Estou muito animada para lê-lo e pretendo adquirir toda a coleção desse autor, pois esse gênero é sem dúvida, meu preferido. Adorei a resenha!!!! Bjs

    http://territorio6.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Déborah. Obrigado pelas palavras e fico contente que tenha gostado da resenha. Harlan Coben tem alguns títulos muito bons. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Gleyse. Harlan Coben é um espelho pra mim, pois escrevo literatura policial. Não conte a ninguém é um dos melhores livros dele, mas há alguns não tão instigantes. Fico feliz que tenha gostado da resenha. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Luciana Martinho8 de maio de 2015 11:42

    OI Lucas!

    Eu AMO livros policiais e estava doidinha por esse livro e pela sua resenha só me arrependo mais de não ter comprado quando estava em promoção. O livro parece ter tudo o que acho necessário em um bom Policial e o autor parece mesmo cumprir tudo o que promete.
    Olha, não vejo a hora de ver sua próxima resenha, já que também quero muito ler "O Oceano no Fim do Caminho".
    Beijos!

    LuMartinho

    ResponderExcluir
  6. Olá, Luciana. É muito bom saber que você gosta de livros policiais. Acredito que gostará bastante da história. É uma reviravolta atrás de outra, rs. Dei uma olhada e o livro está R$ 17,86 na Saraiva. Confere lá. Quanto a resenha do livro do Neil Gaiman, a Nina deve postar em breve. Espero que também goste. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Oi Lucas!

    Apesar de
    ja ter ouvido falar bem do autor e gostar do gênero, nunca li nada. Sempre fico
    com duvida se o livro é volume único ou se faz parte de alguma série. Acho que
    vou apostar nessa leitura em breve ;)

    ótima
    resenha =D

    ResponderExcluir
  8. Olá, Camila. Se você gosta do gênero policial pode apostar em Harlan Coben. Não é à toa que ele ganhou vários prêmios literários. E até onde eu consegui saber, trata-se de livro único e não faz parte de uma série. A própria leitura me deixou pensar isso, pois tudo se resolve até o final, não restando pontas soltas. Obrigado pelo comentário e fico feliz que tenha gostado da resenha. Grande abraço.

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p