Almas Gêmeas - Nicholas Sparks


SPARKS, Nicholas. Almas Gêmeas. Tradução Fernanda Abreu. São Paulo: Editora Arqueiro, 2018. 288 p. Título original: Every breath. Skoob. Comprar.

Sinopse

Hope Anderson está numa encruzilhada. Aos 36 anos, ela namora o mesmo homem há seis, sem perspectiva de casamento. Quando seu pai é diagnosticado com ELA, Hope resolve passar uma semana na casa de praia da família, na Carolina do Norte, para pensar nas difíceis decisões que precisa tomar em relação ao próprio futuro.
Tru Walls nasceu numa família rica no Zimbábue. Nunca esteve nos Estados Unidos, até receber uma carta de um homem que diz ser seu pai biológico, convidando-o a encontrá-lo numa casa de praia na Carolina do Norte. Intrigado ele aceita e faz a viagem.
Quando os dois estranhos se cruzam na praia, nasce entre eles uma ligação eletrizante e imediata. Nos dias que se seguem, os sentimentos que desenvolvem um pelo outro os obrigam a fazer escolhas que colocam à prova suas lealdades e reais chances de felicidade.
O novo romance de Nicholas Sparks, na tradição de Diário de uma Paixão e Noites de Tormenta, aborda as muitas facetas do amor, os arrependimentos e a esperança que nunca morre, trazendo à tona a pergunta: por quanto tempo um sonho consegue sobreviver?

Há alguns anos atrás se me perguntassem quem era meu autor preferido eu respondia sem vacilar: Nicholas Sparks! Suas histórias simples, recheadas de romantismo e cenas cotidianas eram um alento para mim e nem sei dizer quantas vezes já reli seus livros mais antigos. Mas seus últimos livros foram meio decepcionantes para mim e quase desisti do tio Nick, mas quis tirar a prova dos nove com Almas Gêmeas. 

Tru Walls é guia de safári no Zimbábue por pura vocação. Ele nasceu em uma das famílias mais ricas do país mas tanto dinheiro não trouxe harmonia e ele prefere a solidão da selva a conviver com seus parentes. Mas a curiosidade sobre a passado de sua mãe, morta quando ele ainda era uma criança, faz com que ele aceite o convite do seu pai biológico para se encontrarem em uma casa de praia na Carolina do Norte, Estados Unidos.

Hope Anderson sempre achou que seu destino estava traçado, mas aos 36 anos percebe que está longe do que planejou para si. Ela namora Josh há seis anos mas a relação esfriou e eles estão “dando um tempo”, enquanto ele passa uma temporada em Las Vegas com os amigos, ela se prepara para ser madrinha de casamento de uma de suas melhores amigas. Quando seu pai é diagnosticado com ELA, Hope resolve passar uma semana na casa de praia da família na Carolina do Norte para tentar por os pensamentos em dia e decidir o que fazer no futuro.

Quando Tru e Hope se encontram na praia a atração é imediata, mas será que é o momento certo para eles entregarem ao amor?

Pensou em como eles já pareciam à vontade um como o outro e em como seria fácil se apaixonar por alguém como ela. E que talvez, apenas talvez, ele já tivesse se apaixonando, e não havia nada que pudesse fazer para evitar.

Já deu para perceber que o livro tem todos os elementos que fizeram de Nicholas Sparks um fenômeno de vendas: uma cidadezinha litorânea na Carolina do Norte, um amor miojo, um casal que precisa tomar uma decisão difícil e uma doença grave. Tudo isso somado à prosa deliciosa do tio Nick se transformou em uma fórmula de sucesso que funcionou por anos, mas que infelizmente não deu certo em Almas Gêmeas. Em parte porque, por mais que a fórmula seja boa, se ela não trouxer elementos novos chega uma hora que satura, e foi isso o que aconteceu comigo.

A coisa deu tão errada que sinto esse foi o pior livro do Sparks que li até hoje. O enredo é fraco, os personagens não tem carisma algum e são os únicos que aparecem, já que o livro não tem coadjuvantes. Família, filhos e amigos são apenas citados e isso empobreceu a história, pois os dramas de alguns deles são muito mais interessantes do os de True e Hope. Aliás, os dois me pareceram imaturos demais a idade, quase infantis, especialmente Tru. E o final é bem previsível e bem típico dos livros do Sparks.

Então é livro é um fracasso total? Não, claro que não! Ainda é Nicholas Sparks e as cenas românticas conseguiram me arrancar um ou dois sorrisos. Então, se você já é fã, provavelmente vai gostar do livro; mas se não é, melhor passar longe.

O Autor

Nicholas Sparks lançou seu primeiro romance aos 31 anos, ao qual se seguiram outros 19 livros. Suas obras foram traduzidas para 50 idiomas e já venderam mais de 100 milhões de exemplares no mundo todo. Onze de seus livros ganharam adaptações para o cinema.
O autor mora na Carolina do Norte e tem cinco filhos.

Avaliação (2/5)




B-jussss! ♥
;-p



Nenhum comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p