Cyrano de Bergerac - Edmond Rostand


Cyrano de Bergerac é a obra prima do escritor francês Edmond Rostand, e foi um sucesso monumental no século XIX. Na época, o teatro francês estava mergulhado na mesmice e em peças que não agradavam o público. Porém, os versos românticos e decididos conquistaram a população e transformaram o espadachim Cyrano em um herói poético e altruísta.

A peça conta as aventuras de Cyrano de Bergerac, um soldado, músico, astrônomo e poeta, que se apaixona por sua prima Roxana, mas ele mantém esse amor em segredo pois acredita que sua aparência física não vá agradar a moça, pois em seu rosto se destaca um nariz enorme. Por causa disso, ele se sente tão feio e complexado que acredita que moça alguma um dia há de querer algo com ele.
Acontece que um novo recruta, Cristiano, se apresenta no regimento de Cyrano. Ele é lindo, mas nada inteligente, mas só sua aparência já é o suficiente para despertar o amor de Roxana, que pede ao primo que proteja o rapaz.
Cumprindo sua promessa, Cyrano torna-se amigo de Cristiano e descobre que o rapaz não consegue se declarar a Roxana, pois não tem palavras para expressar seus sentimentos. Cyrano faz então um proposta: ele escreveria as cartas que Cristiano entregaria a Roxana, juntando assim a beleza de um com a inteligência do outro.

"Cristiano (com desespero)
Se eu tivesse eloquência e frases...
Cyrano (num arranque)
Eu te empresto!
Empresta-me também tua figura bela:
E formemos os dois o herói duma novela!"

Cyrano passa a escrever cartas de amor maravilhosas, onde declara todo seu amor a Roxana assinando como Cristiano. A moça se encanta e se apaixona pelas cartas, a ponto de enfrentar sua família e casar-se em segredo com Cristiano. É nesse ato (o terceiro), que acontece a melhor cena da peça. Cristiano, achando que já ganhara Roxana, tenta se declarar sozinho a ela, mas as frases simples e curtas declaradas por ele não interessam a moça. Cyrano, escondido sob a sacada, fala por Cristiano, e é aí que vemos os poemas mais doces e românticos da peça.

"Adoro-vos! Eu te amo!
Eu sufoco; inda mais: desvairio, perco o siso.
Teu nome no meu peito é grânulo dum guizo:
Eu tremo, e esse tremor vibrante me atraiçoa.
Pois sempre o guizo treme... e sempre o nome soa!"

Imagino que todos vocês já conheçam a história de Cyrano, portanto estou parando por aqui, não vou soltar spoillers aos desavisados que cometem a insanidade de ainda não terem lido esse livro. As descrições do cenário são bastante ricas, detalhadas, e levam o leitor a imaginar perfeitamente a cena. A peça inteira é escrita em forma de poema, com versos limpos e melódicos, com destaque para os românticos. E o melhor, não tem vocabulário rebuscado para dificultar a leitura, que flui naturalmente.
Cyrano é bastante altruísta, disposto a tudo para fazer sua amada feliz, mesmo que para isso tenho que vê-la nos braços de outro. Cristiano, mesmo com todo o desespero em conquistar Roxana, mostra-se verdadeiramente apaixonado. O que faz com que seja difícil escolher um preferido entre os dois.

A questão estética abordada no texto é válida ainda nos tempos de hoje; afinal, o amor é desencadeado pela beleza ou pela inteligência? Não há quem nunca tenha se atormentado com essas perguntas, e passado horas a fio na frente do espelho ensaiando um modo de se aproximar do amado. Em Cyrano de Bergerac, o autor propõe enfrentar esse desafio, mostrando que, para o coração puro, o conteúdo e o sentimento verdadeiro valem muito mais que beleza.



Essa resenha faz parte do Desafio Literário 2011.


Outras resenhas do DL:

Janeiro: Literatura Infanto-Juvenil - Lendas e Fábulas do Brasil
Fevereiro: Biografias e/ou Memórias - De Moto pela América do Sul
Março: Obras Épicas - Pássaros Feridos
Abril: Ficção Científica - A Hospedeira
Maio: Livro-reportagem: O Livreiro de Cabul

B-jussssss! ♥
;-p





Promoção Box Vampire Academy no blog Pronto.Falei!, até 23/07/2011. Participe e concorra aos três livros da série. ACESSE  -  http://bit.ly/in74hF

Comente com o Facebook:

3 comentários :

  1. eu não conhecia a história de Cyrano e fiquei super curiosa para saber com quem Roxana fica. Me conta? rsrsrs.
    Aii, adorei a resenha, pretendo ler o livro, achei a história super interessante. ^^

    beijos.

    ResponderExcluir
  2. Teve vários filmes baseados nessa história. É bem bacana a temática. A resenha ficou show de bola!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Ei Nina!
    Eu não conhecia a história e fiquei curiosíssima pelo final.
    Ótima resenha!!!
    Tadinho do narigudo ^^
    Bjins

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados