Sushi - Marian Keyes

Hey peeps!

Acho que já declarei aqui, em alto em bom tom, que minha escritora favorita EVER é Marian Keyes, mas sinto que depois de ter lido Sushi, todos os elogios já feitos a ela ficaram pequenos. Mais uma vez ela conseguiu se superar e escrever um livro engraçado, romântico, avassalador, picante, e que ainda traz críticas sociais e políticas e temas relevantes como a depressão e o abuso de bebidas.


Em Sushi somos apresentados a três mulheres incríveis que terão suas vidas transformadas em poucos meses.
Lisa Edwards é uma ambiciosa redatora de uma revista feminina em Londres. Apesar de sua origem humilde, Lisa batalhou muito para conseguir crescer profissionalmente e foi capaz de atropelar muitas pessoas para conseguir o que queria - inclusive seus pais e seu marido Oliver. Ela está certa de que será promovida a diretora de uma mega revista de sucesso e transferida para Nova York, porém ela será enviada para Dublin para dirigir uma nova revista feminina, a Colleen. Na Irlanda, Lisa vai descobrir que a redação da revista não passa de uma sala apinhada de mesas e que sua equipe será composta de meia dúzia de funcionários. 

Entre estes funcionários está Ashling Kennedy, ou Senhorita Quebra-Galho, pois ela tem de um tudo dentro da bolsa, desde band-aids a um baralho de tarô. Ashling é uma mulher ansiosa, solitária e muito supersticiosa. Ela vive sozinha em seu apartamento tendo como companhia seus vizinhos Joy e Ted, e, esporadicamente, Boo, que é morador de rua e de vez em quando dorme na fachada do prédio de Ashling, mas ela acredita que sua solidão acabará agora que ela está namorando o humorista Marcus Valentine.

A melhor amiga de Ashling é Clodagh Kelly, uma dona de casa que tem uma vida quase perfeita. Uma marido lindo e trabalhador que conseguiu sucesso no mundo dos negócios e pode lhe proporcionar uma vida de tranquilidade, dois filhos lindo e saudáveis e uma casa maravilhosa. Mas Clodagh não é feliz, ela se sente insatisfeita e vazia e tem um inveja enorme da vida de Ashling. Ela quer sai à noite, se divertir, conhecer pessoas, mas Dylan está sempre cansado do trabalho e não é fácil encontrar boas babás para as crianças.

A vida das três personagens vai se cruzar e se embaralhar graças ao lançamento da revista. Muitas confusões, festas, bebedeiras (afinal é Marian Keyes) vão fazer com que elas repensem suas vidas e as coisas que acreditam como certas. Lisa percebe que seu jeito durão e frio não funciona com os irlandeses e que ela terá que melhorar seu gênio ruim e mau-humor se quiser se adaptar ao país. Aliado a isso, vai ter que lidar com um divórcio para o qual ela não está preparada. Ashling, com seu jeito doce e ingênuo, terá que aprender a se defender e a por seus pés no chão, e principalmente, terá que aprender a lidar com alguns traumas de infância. E Clodagh fará de tudo em busca de felicidade, até trair os que mais ama.

O livro é uma delícia de ler. Os personagens são tão bem criados que quando terminei de ler eu fiquei triste... me apeguei à Ashling e à Lisa, e me vi falando delas como se fosse pessoas reais. Até parecia que elas estavam mesmo aprontando lá na Irlanda. E ainda é um compêndio de nomes esquisitos (Ashling, Clodagh, Phelim, Dee, Boo, Trix, e por aí vai).

E sem falar que o universo da Marian Keyes é muito doido, cheio de bebedeiras e festas, todo mundo fuma e falam de drogas com naturalidade. Como a própria Keyes já precisou lutar para se livrar do alcoolismo, ela trata o assunto com conhecimento de causa, sem tabus e sem fazer apologias.
Também é muito interessante quando ela trata da depressão e da maneira como cada uma das personagens reagem ao colapso nervoso.

E ainda tem Jack Devine, o mais perfeito de todos os mocinhos criados por Keyes.Ele é lindo, mas totalmente sem consciência da sua beleza, do tipo descuidado e romântico. Ele me fez querer morar na Irlanda!

Em poucas palavras, Sushi é um livro que trata de busca pela felicidade e do que somos capazes de fazer para encontrá-la. De maneira sensível e sutil, ele nos faz refletir sobre o que é importante para nós, o que nos faz felizes. 

Sei que muita gente não gostou de Sushi, li várias críticas negativas por aí, dizendo que o livro é chato e muito parado. Mas eu não achei, é um típico chick lit, tratando de problemas reais de mulheres reais. Eu adorei o livro e recomendo.

B-jussss! ♥
;-p


Comente com o Facebook:

8 comentários :

  1. Olá, Nina!

    Bom, eu nunca li Marian (e do jeito que a vida anda, não lerei tão cedo, rs), mas não gosto de Chick-lits. Nada que me impedisse de ler sua resenha, ÓBVIO! :D
    Adorei a forma como destrinchou a história e a analisou. E de uma maneira bem divertida (como talvez o livro seja). Muito legal!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. olá

    otima resenha, tbm adoro a autora, tenho este livro, mas nunca li...


    bjs

    ResponderExcluir
  3. Ei Nina,

    Eu já li todos da Marian, o único que gostei +ou- só foi Um bestseller para chamar de meu, os outros gosto de todos. Este é bem legal, não está entre meus favoritos mas gosto da história e dos personagens.

    bjo
    Nanda

    ResponderExcluir
  4. OI Nina!

    Eu ainda não li nada dela, acredita! Sou louca para conhecer as obras de Marian Keyes pq todo mundo elogia mto! Fico curiosa!

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro a Marian Keys, mesmo. Eu li o Melancia e fiquei apaixonada e o ''Tem alguém aí?'', que também é maravilhoso. O sushi parece ótimo, vou pegar ele para ler. Não gostei taaaaanto de férias, mas vou continuar a ler todos os livros dela! *-* Ótima resenha, beijos!

    Rachel Lima- EtCoetra

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina!
    Da Marian eu li Melancia e Férias e adorei os dois livros!
    Quero ler Sushi também. Os livros dela são caros, mas eu vi que lançaram Sushi em versão Best Bolso :)
    Ah, Clodagh, que nome é esse? hahaha
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  7. Oi Nina!
    Confesso que não sou fã de Chick-lit. rsrs Não sei o que acontece, mas não consigo ler. Preciso encontrar um que me cative.
    Parabéns pela resenha.
    BJs

    ResponderExcluir
  8. acredita que nunca li nada da Marian?
    eu tenho vontade, mas não quero começar por série, vou pegar um individual, rsrs.
    Ainda vou ler esse pq gostei do estilo pela sua resenha. ^^

    beijos Nina.

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados