Presentes da Vida - Emily Giffin

Nem sempre o que queremos é o que realmente precisamos.


"Mas rapidamente eu observava as inesperadas ondas no cabelo castanho de Rachel e me convencia de que eu estava muito bem. Não sabia localizar o Paquistão e o Peru no mapa e não sabia converter fração em porcentagem, mas minha beleza iria me lançar no mundo do Jaguar, das mansões e dos jantares com três garfos ao lado de um parto de porcelana de ossos. Eu só precisava fazer um bom casamento, assim como minha mãe." (p. 11)

Leram a citação acima?
Não? Então peço a vocês que voltem no topo de leiam a citação. Sei que tem muita gente que não curte e sempre pula as citações, mas garanto que essa é essencial para o desenrolar da resenha.

Leu?
Então acredite: você não leu errado. Essa é uma típica frase de Darcy Rhone. Ela simplesmente se acha a criatura mais perfeita, maravilhosa e única e do mundo. Uma mulher decidida, que luta pelo que quer e sempre ganha, mesmo que para isso tenha que usar meios nem sempre muito éticos.
Ela é linda, tem um emprego glamuroso como relações públicas e um apartamento chiquérrimo. Namora há sete anos com Dexter Thaler, um advogado bem sucedido e muito bonito. Eles estão noivos e vão se casar em poucos dias, mas todos os seus planos escorrem pelo ralo quando ela encontra Dex de cuecas dentro do armário de sua melhor amiga e madrinha de casamento Rachel White.

Darcy sente-se traída, humilhada e enganada pelas duas pessoas que ela mais confiava no mundo. Não importa que ela foi ao apartamento de Rachel para contar que queria por fim ao casamento, que estava tendo um caso com Marcus (que era amigo e padrinho de Dex) e que estava grávida dele. Isso realmente não importa, são apenas detalhes. O que importa é que pela primeira vez Darcy perdeu. E pior, perdeu para Rachel. A paranoia de Darcy é tão grande que nem mesmo Marcus, o pai de seu filho, consegue ficar ao seu lado. Ela só consegue recitar as mesma ladainha sempre: a traição de Rachel e Dex.

Grávida, sozinha e incapaz de enfrentar suas responsabilidades, ela decide se mudar para Londres, alegando que iria "passar uma pequena temporada" com seu amigo de infância Ethan Ainsley. Ela se aloja no pequeno apartamento do rapaz acreditando que lá ela poderia mudar de vida. Ela frequenta todas as badaladas lojas londrinas, gastando suas economias em roupas que em poucas semanas não lhe servirão mais, e só pensa no belo homem inglês que conhecerá. Gentil, elegante, lindo e obviamente muito rico, ele não importará com a gravidez de Darcy. Eles se casarão e se mudarão para uma elegante mansão e serão vizinhos de Gwynetn Paltow e Madonna. Acompanha só os delírios da maluca:

"Ele se chama Alistair e é muito inteligente, sofisticado e preocupado com a saúde. Ele deve ser duque ou conde. Ele supera Dex em todas as categorias. E ele é mais sexy do Marcus. É claro ele se apaixonará por mim à primeira vista. A minha gravidez não será um problema para ele. Na verdade ela o deixará mais apaixonado, como ouvi falar que acontece com alguns homens." (p. 185) Será que existe homem assim? rsrs

Em momento algum passa pela cabeça oca de Darcy que todos os problemas que ela está enfrentando são decorrentes de seu comportamento egoísta e mesquinho. Que ela mesma afastou Dex com sua falta carinho e interesse pelos assuntos dele, e que suas futilidades levaram Rachel a trair sua amizade, mesmo sofrendo com isso. E pior, que ela está sendo uma péssima visita para Ethan. Mas ele não hesita e dar uma boa sacudida na garota e fazê-la enxergar quem é verdadeira vilã nessa história.

"Você sempre gostou de competir com a Rachel e o que está sendo pior para você é o fato de que Dex escolheu a Rachel. Ele escolheu-a em vez de escolher você. Não importa que você o tivesse traído também. Não importa que estava claro que vocês não eram feitos um para o outro e que os dois tenham se salvado de um divórcio, terminando tudo. Você só consegue pensar em uma coisa: Rachel ganhou de você." (p. 237)

Nesse momento, fica claro para Darcy que ela precisa aprender muito sobre a vida se quiser se refazer do tombo e conseguir sobreviver em Londres. Lá seus truques de sedução não funcionam além de um grande detalhe que ela precisa considerar: sua gravidez.

O livro é lindíssimo. Muito gostoso de ler, passei muito raiva, dei muita risada e também chorei com a Darcy. Com o desenrolar da história, ela vai amadurecendo e deixando de ser a personagem mais detestável que já conheci para se tornar uma pessoa centrada, coerente e mãe!

A Emily Giffin é realmente muito boa. Nunca tinha lido nada dela, sempre via elogios mas não conhecia sua escrita. Mas agora tenho que assumir: encontrei minha mais nova queridinha! E estou doida por todos os livros dela, principalmente o Noivo da Minha Melhor Amiga, que conta a história na versão da Rachel. 
Mas o melhor de tudo são os personagens. Giffin os descreve com tanto realismo que parece que eles realmente existem, que você pode cruzar com eles no supermercado ou na padaria. E de todos eles, é claro que quem me ganhou foi o Ethan, principalmente por ter sido ele o responsável por puxar a orelha da Darcy e fazer com ela iniciasse sua mudança.

Leitura mais que recomendada, pois garanto que todos vocês vão gostar.

Ah, e já está rolando no blog uma promoção do kit de Presentes da Vida. Se quiser concorrer é só se inscrever AQUI.

B-jusssss! ♥
;-p




Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados