Charlotte Street - Danny Wallace

WALLACE, Danny. Charlotte Street. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito, 2012. 400 páginas. Título Original: Charlotte Street.
Avaliação (1 a 5) ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

"E ela sorriu para mim. Um sorriso inacreditável. De repente sinto toda a masculinidade e confiança, como um faz-tudo que sabe exatamente qual prego comprar, e seguro seus pacotes e algumas de suas sacolas, e ela está pegando outras sacolas que parecem ter brotado de dentro do taxi, está dizendo 'Obrigada, é muito gentil da sua parte, e então acontece aquele momento. O olhar de relance, rápido, para aquela alguma coisa que mencionei. E me pareceu um começo." (p. 15)

Jason Priestley é um homem que muitos de nós consideraria um fracassado, e só não o é porque ele não pode admitir para si mesmo uma verdade tão intensa. Aos 32 anos ele é um ex professor que deixou a sala de aula para ser jornalista, mas a única oportunidade que encontrou foi de freelancer como crítico de filmes ruins e restaurantes baratos, em um jornal gratuito do metrô. Sua ex namorada está noiva e grávida de outro, e parece estar no momento mais feliz de sua vida, mesmo que ele não consiga superar o rompimento. Ele e seu amigo Dev dividem um apartamento que fica em cima de uma loja de video games e ao lado de um lugar que todo mundo pensa ser um bordel, mas não é.

É importante esclarecer que esse Jason Priestley não é aquele que vocês estão pensando - o ator canadense que fazia o Brandon Walsh na série Barrados no Baile (que aliás eu adorava! tinha um postêr dele no meu quarto, rsrs). Esse é outro, com um pouco menos de sorte.

Mas a vida de Jason está para mudar. Num final de tarde típico londrino, ele vê uma moça se atrapalhando para segurar suas sacolas e fechar a porta do táxi e decide ajudar. Mas quando seus olhos se encontram, Jason sente alguma coisa, uma certa atração que poderia mudar sua vida. Porém a moça se vai sem que eles troquem uma única palavra, e ele percebe que ficou com um de seus embrulhos - uma câmera descartável 35 mm.

Motivado por Dev, Jason decide revelar as fotos e começa um busca para descobrir quem é a misteriosa Garota das fotos. Mas antes de se entregar para uma nova paixão, ele precisa resolver algumas questões de seu passado e de seu presente.

* * * *

Charlotte Street foi uma agradável surpresa para mim. É um tipo de livro que eu classificaria como um chick lit ao contrário. Sim, porque ele tem todos os elementos que o estilo, a única diferença é que o personagem principal é um homem. E foi realmente muito interessante ler todos os dilemas típicos de Marian Keys e Sophie Kinsella relatados por Jason.

Danny Wallace tem uma maneira inovadora de escrever e nos cativa rapidamente. É muito interessante a maneira como ele cria o Jason, um cara normal, que em certos momento é até bem chato, mas que a gente não consegue se afastar, pois tudo o que ele fala são coisas que estão tão presentes no nosso cotidiano que é fácil se identificar com elas. Jason vai nos contando sua história e se dirigindo a nós, seus leitores, e muitas vezes parece que estamos sentados com ele, conversando.

Aliás, Jason está sempre filosofando sobre tudo, e tem um parceiro ótimo para isso, Dev. Ele é muito irreverente e engraçado, e tem uma visão muito mais ampla e positiva das coisas, é ele que vai instigar Jason na sua busca e evitar que ele desista antes do fim. Os dois estão sempre tendo diálogos engraçados e com um humor inteligente, que faz a gente rir nem que seja um pouquinho. O livro todo é muito engraçado, com seus personagens malucos e ao mesmo tempo muito reais.

O único ponto negativo é que as vezes Jason pensa demais, filosofa demais. São páginas e páginas com ele sonhando, imaginando como seria se. Isso me entediou um pouco e prejudicou bastante a leitura, tinha momentos em que eu precisa me esforçar muito para me concentrar e controlar o impulso de pular a página.

Mas o final compensa muito! Danny Wallace conseguiu amarrar muito bem todo o enredo e ficou muito claro que não é mais um livro sobre um cara procurando uma garota, e sim sobre um cara que precisa enfrentar muitas adversidades, crescer e superar seus traumas para seguir em frente e conseguir o que quer.

B-jusssss! ♥
;-p


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados