O Livro do Amanhã - Cecelia Ahern

AHERN, Cecelia. O Livro do Amanhã. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2013. 367 páginas. Título original: The book of tomorrow.
Avaliação (1 a 5) ♥ ♥ ♥ ♥
"- Preferiria que lhe dessem uma vida já vivida também, Tamara? Desse modo você pode relaxar e observá-la. Ou preferiria você mesma vivê-la?" (p. 113)
Tamara Goodwin tem 16 anos e uma vida que qualquer adolescente daria uma braço para viver. Seu pai é poder de rico e e ela vive em uma mansão incrível à beira mar, com direito à quadra de tênis e praia particular. Mas, como é muito comum acontecer com quem está nessa fase peculiar da vida (a adolescência), ao invés dela agradecer a imensa sorte que tem, ela gasta seu tempo tentando ser a garota mais insuportável do mundo. Mimada, egoísta, teimosa, fútil são apenas alguns dos muitos adjetivos que podem ser atribuídos a Tamara, e tudo indicaria que ela nunca mudaria não fosse a falência de seus pais.

Isso mesmo peeps, numa bela manhã, Tamara encontra seu pai morto caído no chão do escritório, morto após ter ingerido uma dose cavalar de pílulas e uísque, ao mesmo tempo. Dias depois, ela e mãe descobrem que toda a fortuna que elas acreditavam que tinham herdado se evaporara e que elas teriam que vender tudo o que tinham para pagar as dívidas. E que, inclusive, a casa já estava sendo requisitada pelo banco.

A única saída é se refugiarem na casa de seus tios Arthur e Rosaleen, que vivem em uma guarita de um antigo castelo no meio do nada. Arthur é um homem de bem poucas palavras, na verdade seu discurso se restringe a alguns grunhidos e gemidos, já Rosaleen fala sem parar e é uma dona de casa exemplar, que está sempre entupindo Tamara de comida, como se essa fosse a solução de todos os seus problemas. Mas Rosaleen também tem um jeito muito estranho de ser, sempre vigiando tudo o tempo todo. Ela paira sobre Tamara e a mãe como um sombra opressora, tentando guiar suas vidas. E para piorar, a mãe de Tamara não está lidando bem com o luto e mergulhou em um profunda depressão - não come, não tira a camisola e dorme o tempo todo.

Quando Tamara acreditava que tudo o que sobrava era o tédio eterno, surge um ônibus biblioteca na estrada de sua casa, pilotado por um belo bibliotecário. Nesse ônibus ela encontra um misterioso diário com inscrições com sua própria letra e datadas do dia seguinte. Quando tudo acontece exatamente como o livro previa, ela percebe que pode ter encontrado a solução para seus problemas. No entanto, a garota que sempre viveu pensando no hoje vai ter que aprender a ser preocupar com o amanhã.

* * * *

Cecelia Ahern ficou famosa pelos sua narrativa envolvente e mais uma vez ela não decepciona. A história é espirituosa e nos absorve de uma maneira fantástica. Conforme a gente vai avançando na leitura, vai se surpreendendo com a quantidade de coisas novas e personagens interessantes vão aparecendo, bem ali, no meio do nada onde se encontra Tamara. Isso porque a personagem vai amadurecendo e aprendendo a olhar para outros lugares que não seu próprio umbigo.

O único problema é que a história demora muito para desenrolar. As primeiras cem páginas do livro são repletas de devaneios e lamentações da Tamara, e isso ficou bem maçante. Mas vencido esse começo, tudo corre muito bem.

Enfim, O Livro do Amanhã é uma leitura fantástica e que eu recomendo, com certeza!
B-jussss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados