Simplesmente Ana - Marina Carvalho

CARVALHO, Marina. Simplesmente Ana. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2013. 304 páginas.

Avaliação (1 a 5) ♥ ♥ ♥ ♥

"Eu tenho um pai, pensei. E ele é um rei.
- Então eu sou uma princesa?
Ele riu.
- Sim Ana. Você é uma princesa, herdeira de tudo o que eu tenho. Não tive outros filhos, embora tenha tenha me casado, e vai ser a maior alegria da minha vida compartilhar tudo com você, minha filha." (p. 10)

Um conto de fadas moderno seria a melhor descrição para o livro de estreia da autora nacional Marina Carvalho, que mesmo com uma história bem clichê e previsível, conseguiu me prender na leitura e me fez suspirar pela história. Conheça Simplesmente Ana.


Ana Carina Bernardes, ou só Ana como ela prefere, é uma minheira de 20 anos, estudante de direito, que vive com a mãe em Belo Horizonte. Ela tem uma vida absolutamente normal, até que um recado no seu Facebook a surpreende:

"Desculpe, mas acho que sou seu pai." (p. 7)

A partir daí a vida de Ana vira de pernas para o ar. Ela descobre que é filha de Andrej Markov, rei da Kósvia, um pequeno país do leste europeu. Sua mãe engravidou aos 18 anos enquanto fazia intercâmbio em Londres, e ao descobrir que seu namorado era um príncipe, preferiu fugir ao enfrentar a pressão. Andrej nunca soube que tinha uma filha.

Ele convida Ana para passa seis meses com ele em seu palácio na Krósvia, ela deixa todos a que ama - a mãe, a avó Nair, a melhor amiga Estela e o quase namorado Artur - para viver a aventura de ser uma princesa.

Mas nem tudo será flores. O pai tem um enteado, Alexander Jankowski (alto, forte, moreno, profundos olhos verdes e estilo badboy) que vai por a sanidade de Ana em risco. O problema é que ele tem namorada, Laika, e a garota não está disposta a largar o osso que tanta facilidade.

* * * * *

Quando comecei a resenha eu disse a vocês que a história era extremamente clichê e previsível e lendo a sinopse tenho certeza de que vocês estão concordando comigo. Mas mesmo assim, admito que o livro é ótimo! Marina Carvalho escreve com uma fluidez e segurança única e sua narrativa faz com a gente fique preso no livro até a última página, mesmo tendo certeza de como a história vai acabar.

Ana é uma personagem bem típica: boa moça, meiga, carinhosa e totalmente alheia a própria beleza. Alex é o mocinho padrão: mesmo com o estilo badboy, ele é todo romântico e se sente culpado por seu compromisso com Laika. Já essa última é aquela vilãzinha que te faz querer esganá-la com poucas páginas, não é à toa que Ana a chama de Nome de Cachorro.

Alem deles temos a mãe a avó super companheiras e compreensivas e a sempre bem humorada melhor amiga, Estela.

Conhecem esse roteiro, não é? Não tem como não comparar com a diva Meg Cabot, já que até mesmo a própria Ana o faz:

"Quando ele me contou isso, comecei a rir. Fiquei lembrando de um livro que li sobre uma princesa americana recém-descoberta. Eu estava vivendo algo parecido, com a exceção dos cabelos indomáveis."

Mas mesmo com a história não sendo autêntica, Marina Carvalho a conta de maneira tão deliciosa que gente devora o livro. Eu gostei tanto que o considero com uma leitura obrigatória para adolescentes românticas, principalmente por ser tratar de obra nacional! É ótimo ver a Ana em um país tão distante do nosso e transmitindo um pouco dos nossos gostos e hábitos, ensinando a tirar a cutícula para fazer as unhas, receita de pão de queijo e o significado da palavra saudade.

Só uma coisa me incomodou: não teve nem um teste de DNA, o rei olhou para a cara da Ana e já foi falando "você é minha filha". Na Krósvia, não houve ninguém que duvidasse ou contestasse essa paternidade, todo mundo achou mega normal o rei voltar do Brasil com uma filha a tiracolo, como se ele estivesse trazendo um filhote de poodle e não uma princesa, herdeira do trono do país.

E nem assim deixo de recomendar o livro, um conto de fadas moderno e apaixonante!

B-jusss! ♥
;-p


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados