Sangue Mágico - Ilona Andrews

ANDREWS, Ilona. Sangue Mágico. Tradução: Flávia de Lavor. Rio de Janeiro: Saída de Emergência, 2015. 256 páginas. (Série Kate Daniels, v.1). Título original: Magic bites. Skoob.

Sinopse:
“Se não fosse pela magia, Atlanta seria uma boa cidade para viver. No momento em que a magia domina, os carros param e as armas falham.
Quando a tecnologia assume, os feitiços de proteção já não protegem sua casa dos monstros. Aqui, os arranha-céus são derrubados pelo ataque da magia; homens-lobo e homens-hiena rondam as ruas arruinadas; e os Mestres dos Mortos, necromantes impulsionados pela fome de poder, comandam vampiros com suas mentes.Neste mundo, vive Kate Daniels. Kate gosta um um pouco demais de usar a sua espada e tem dificuldade de ficar calada. A magia em seu sangue a torna um alvo, e ela passa a maior parte da vida se escondendo no meio da multidão.
Mas quando o guardião de Kate é assassinado, ela deve optar entre não fazer nada e manter-se segura… ou perseguir o assassino sobrenatural. Esconder-se é fácil, mas a escolha certa nunca o é…” 

Sangue Mágico é o primeiro volume da aclamada série Kate Daniels, que está fazendo um estrondoso sucesso lá fora e é apontada com uma das melhores séries de fantasia urbana. Para quem ainda não sabe, fantasia urbana é um gênero da Literatura Fantástica, onde o elemento essencial para caracterizá-lo é a presença do fantástico em uma cidade afetando diretamente a sociedade, sem que essa se distancie do que podemos classificar como real. Bacana é? Sinceramente, eu nunca tinha me interessado muito sobre o tema, e quando o livro chegou eu quis fazer uma pesquisa a respeito e descobri que já tem uma longa lista de livros que se enquadram no gênero, como: Anita Blake, série Night Huntress, Cidade dos Ossos, Artemis Fowl, Good Omens, O Livro do Cemitério, Southern Vampires, Vampire Academy, Morganville, Ruas Estranhas (coletânea de contos organizada pelo George R R Martin), A Garota das Cicatrizes de Fogo (nacional), entre outros. Fonte

Mas além de pertencer a um gênero relativamente novo, Sangue Mágico tem mais um diferencial que chama muito minha atenção: uma protagonista feminina muito forte. Longe de ser a mocinha delicada e indefesa, ela é desbocada, sarcástica e debochada. Tem resposta na ponta da língua e não espera ser salva por ninguém, e eu amo livros que dão esse poder à mulher. Detesto mocinhas chorosas que esperam o príncipe vir salvá-las, prefiro quando elas empunham sua arma e correm atrás do que querem.

A narrativa é em primeira pessoa pela Kate e isso faz com que nos aproxime da personagem e entenda melhor suas razões. Mas o mesmo item que me atraiu na história também acabou sendo o que me causou mais entranheza: a narrativa. As explicações do que tudo é, ou significa vem vindo com as páginas, os autores não se preocupam em te dar todas as informações. Eles apenas fazem com que as coisas aconteçam, fluam, e você sozinho faz com que tudo se encaixe. Então a maior parte do tempo em me sentia como se estivesse montando um quebra cabeças enorme, tentando entender onde estava ou quem era aquela personagem que entra do nada sem ser apresentado. Isso fez com que eu demorasse a pegar o ritmo da leitura e acabou fazendo com ela se arrastasse um pouco.

Fora isso eu gostei do livro. É dinâmico e totalmente fora do convencional. O enredo é incrível e os personagens são muito vívidos (depois que você consegue desvendá-los). Todos eles tem qualidades e defeitos e vão ganhando espaço conforme avançamos na leitura - especialmente Curran, rsrs.

Atualmente a série Kate Daniels conta com oito volumes e pelo ritmo que segue ainda vai longe, pois meios para surpreender o leitor os autores tem de sobra! Indico para todos que amam uma fantasia.

Série Kate Daniels
  • Sangue Mágico
  • Magic Burns (ainda não publicados no Brasil)
  • Magic Strikes 
  • Magic Bleeds 
  • Magic Slays
  • Magic Rises
  • Magic Breaks
  • Magic Shifts
Os Autores

Ilona Andrews é o pseudônimo de uma dupla de escritores formada por marido e mulher. Ilona nasceu na Rússia e Gordon é ex-sagento do exército americano. Ao contrário da crença popular, Gordon nunca foi um agente da inteligência com licença para matar nem Ilona a misteriosa espiã russa que o seduziu. Os dois se conheceram na faculdade, na aula de introdução à redação. Atualmente eles moram no Oregon, com dois filhos, três cães e um gato. Gordon e Ilona dividem a autoria da série Kate Daniels e da série romântica The Edge, ambas de fantasia urbana. Mais informações em www.ilona-andrews.com.

Avaliação (3/5)






B-jussssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

12 comentários :

  1. Amiga primeiramente tenho que confessar que estava ansiosa para ler a resenha desse livro, mas eu ainda estou com receio de fazer a leitura por ser um livro muito pesado sabe? Sou uma pessoa que se impressiona muito fácil e gosto de livros mais leves, mas nem tão violentos. Se for uma aventura/fantasia e mistério eu até chego a ler, mas não sei se é o caso desse livro. Eu assisto Games of Thrones, mas nunca li os livros hahahah. Mas mesmo assim tenho que confessar que você desenvolveu muito bem sua resenha e sinceramente adorei o seu ponto de vista. Parabéns. Uma resenha simples e objetiva =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-maquiado-para-morrer.html

    ResponderExcluir
  2. Eu posso ser suspeita para falar, mas Sangue Mágico é e sempre será um livro que indicarei a torto e a direito, uma história que li em algumas horas mas quero levar comigo para todos os lados. Pode não ser o melhor livro da série, mas é onde tudo começou e só posso agradecer a Saída de Emergência por finalmente investir em algo que já conquistou leitores por todo o mundo, mas que muitos brasileiros nunca tiveram a oportunidade de conferir e agora tem.

    ótimo post, ótima resenha. *--*

    ResponderExcluir
  3. Ana Carolina Ribeiro31 de março de 2015 11:19

    Olá
    Não conhecia o livro mas gostei bastante da capa
    Pelo visto a série é grandinha o negócio e esperar sair todos aqui né :/
    Tbm não conhecia esse gênero Fantasia urbana mas me parece bem legal
    Adoro mocinhas que são pra frente e não esperam o mocinho por tudo.
    Já foi pra minha lista :D

    ResponderExcluir
  4. Nina, os livros da saída de emergência são lindos.

    As capas belas e as histórias bem a cara de RPG.

    Adorei essa mocinha forte e fiquei curiosa para ler o livro.


    Lisossomos

    ResponderExcluir
  5. OI Nina!!
    Ain, fantasia não é minha praia! hahahah
    Mesmo gostando de livros que nos fazem montar coisas na nossa cabeça, ir juntando informações que vem mais tarde no livro, não sei se leria T_T Ainda mais você dizendo que as coisas ficam meio arrastadas até você pegar a manha do livro i.i
    Quem sabe, se um dia virar filme eu goste, igual aconteceu com Divergente, que odiei o livro e adorei o filme hahaha!!
    Beijos

    http://lumartinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina!

    Ainda não li nenhum livro deste gênero, mas eu fantasia é fantasia, e é um dos gêneros que mais me agradam, haha!

    Gostei bastante da ideia do livro. Sem dúvidas mais um para adicoonar a wishlist, haha!

    Beijos

    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tatiana Petraccone1 de abril de 2015 11:26

    Oie Nina!
    Eu não conhecia esse novo gênero, adorei saber mais sobre. A capa do livro é linda, e eu também adoro as mocinhas fortes e guerreiras que não esperam ser salvas pelo príncipe encantado. Ótima dica de leitura.

    Beijos

    Paraíso das Ideias

    ResponderExcluir
  8. Amiga tem postagem nova no blog

    venha conferir =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/the-book-jar-parte-4.html

    ResponderExcluir
  9. Resenha bem elaborada, abordando o conteúdo de forma simples e inteligente, despertando o interesse dos leitores, vale a pena conferir.

    ResponderExcluir
  10. Bem coisa de mocinha malvada. A personagem me lembrou a minha juventude. Sempre tive que ira luta e não media palavras. Adorei!

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse gênero, embora eu seja pouco familiarizada com fantasia, o enredo parece promissor e Kate é o tipo de personagem que não me fará ter raiva por viver de mimimi, de indefesas já basta as doa contos de fada - que nunca curti mesmo na infância -, acho que gostarei da protagonista.

    Acredito que vai ser interessante ler um livro com uma narrativa assim, e ao mesmo tempo um pouco estranho, afinal, não vemos muitos livros que seguem essa fórmula de "quebra-cabeça".

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o livro nem a série. Gostei do livro, achei a personagem muito forte! A premissa do livro é muito boa.

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados