Não Olhe Para Trás - Jennifer L. Armentrout

ARMENTROUT, Jennifer L. Não Olhe Para Trás. Tradução: Maria do Carmo Zanini. São Paulo, SP: Farol Literário, 2014. 440 páginas. Título original: Don’t look back.

Sinopse:
“Samantha é uma jovem de 17 anos rica e popular que, depois de passar quatro dias desaparecida, retorna ferida e desmemoriada. A nova Samantha não se reconhece no retrato de menina má e mimada que todos à sua volta começam a pintar. E logo descobrirá que foi a última a ver Cassie, a garota com quem mantinha uma relação confusa de amizade e rivalidade e que desapareceu no mesmo dia que ela. O que aconteceu na noite fatídica em que as duas sumiram? E por que Samantha foi a única a reaparecer? Não olhe para trás é um daqueles suspenses que só paramos de ler para tentar nos antecipar à autora e descobrir qual é o mistério.” Skoob
Uma boa dose de problemas adolescentes juntos à um crime e horas de mistério em um clichê muito bem escrito - esta é a descrição perfeita para Não Olhe Para Trás, da aclamada Jennifer L. Armentrout e que recebi de presente da Farol Literário pelo início de nossa parceria. Confesso que já estava de olho nesse livro desde a Bienal de SP, essa mistura de triler com a realidade adolescente como popularidade, bullying, etc, e uma trama policial cercada de mistérios definitivamente me atrai muito.

Quando Sam é encontrada vagando sozinha e coberta de sangue, ela não consegue se lembrar de nada do que aconteceu, nem mesmo de seu próprio nome e não se reconhece nas descrições que as pessoas que dizem ser de sua família fazem dela: a de uma garota mimada e cruel. Na escola, ela e Cassie ridicularizavam a todos, espalhando ofensas e humilhações e por isso, muita gente se sentiu aliviada quando ambas desapareceram. Mas agora Sam está de volta, ninguém sabe onde Cassie está e sua estranha amnésia está dificultando as investigações.

Ao mesmo tempo, toda essa situação dá a Sam a chance de recomeçar. De se aproximar de seu irmão e sua mãe e reatar a amizade com Carson Ortiz, o filho do jardineiro da mansão que foi seu melhor amigo infância mas que nos últimos anos era sua principal vítima. Isso para a antiga Samantha, porque agora, ela não consegue parar de pensar no garoto.

Além disso, Sam quer entender sua estranha relação com Cassie. As duas eram melhores amigas, e as diversas fotos espalhadas em seu quarto provam isso. Mas as poucas lembranças que ela tem e os relatos de seu irmão, mostram que na verdade a relação era baseada na inveja e na competição. Cassie parecia desejar tudo o que ela tinha, principalmente seu namorado Del - do qual ela não se lembra e não sente a menor química. Mas enquanto ela tenta se lembrar para conseguir ajudar Cassie, algumas pessoas parecem achar melhor que ela se esqueça de uma vez, e estranhos bilhetes com ameaças e algumas aparições aterrorizantes começam a perseguir Sam.

Parece bastante clichê, e na verdade realmente é. Na metade do livro eu já tinha adivinhado quem era o culpado, mas isso não me fez desanimar do livro, pois a excelente narrativa, ágil e interessante, salva com louvor o livro. Eu simplesmente não conseguia lagar a leitura e, se não tivesse outras coisas para fazer, teria lido em uma sentada.

Mas senti que o clímax poderia ter sido um pouco mais trabalhado. Muitas questões poderiam ter sido melhor desenvolvidas e o desfecho acontece em poucas páginas, e isso me decepcionou muito. A trama tensa em torno do ocorrido, as lembranças confusas de Sam e as supostas aparições aterrorizantes mereciam um final mais elaborado.

Enfim, o livro como um todo é interessante, intrigante, de uma leitura rápida e não cansativa, mas que na minha opinião deixou a desejar. Gostei, mas não amei, e com certeza indicaria aos outros.

A Autora

Jennifer L. Armentrout toma café, leva o cachorro para passear pela ruas de Martinsburg, Virgínia Ocidental (EUA), e , quando não está distraída vendo filmes toscos de zumbis ou GIFs de gatinhos, escreve romances paranormais, fantásticos ou contemporâneos para jovens adultos. É autora das séries Lux e Covenant, que estão prestes a ser adaptadas para o cinema e a tevê. Com o pseudônimo de J. Lynn, publicou Wait for you, o romance adulto que chegou ao topo da lista dos mais vendidos do The New York Times. Mais informações em http://www.jenniferarmentrout.com/

Avaliação (3/5)





B-jussssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

9 comentários :

  1. Oii!
    Nunca ouvi falar desse livro, mas gosto desse gênero então com certeza vou me lembrar dele e quem sabe adquirir para ler.
    Adorei a resenha e mesmo você colocando sua opinião de não ter gostado de algumas partes me senti com muita vontade de ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Nina, desde que o livro foi lançado tenho vontade de conferir ele. Adoro mistérios, e por mais clichês que seja, sempre me atraem sabe? kk, espero ter a oportunidade de ler ele um dia :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Nina!!
    Nossa, isso ai parece muito com The Lying Game e PLL hein!? Eu queria MUITO o livro e achei que era um pouco melhorzinho, viu!?
    Apesar de que, sendo fã de TLG e PLL acho que eu iria gostar muito do livro, já que a narrativa é rápida e salva tudo, é o que faz a gente continuar lendo histórias clichês. Amei a resenha por ser BEM verdadeira! Acho que mesmo sendo um livro mais do mesmo, ainda quero ele! haha

    Beijos

    http://lumartinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Finalmente uma resenha desse livro. Faz um tempão que li a sinopse e tava curiosa para saber mais sobre o livro e pela sua resenha é um bom livro, mas não ótimo. Tudo bem, eu ainda quero ler esse livro, pois ele me interessou pelo estilo. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Oi Nina tudo bem?
    Desde quando eu vi este livro a primeira vez eu o desejei kkk
    Seguindo conselhos, para nunca comprar livros pela capa... essa capa me chamou muito a atenção e com o titulo já da para sacar que tem suspense!


    Mas fico triste por você ter descoberto antes do final :/ mesmo assim continuo querendo ler kkkk


    Beijoos
    jeehsts.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Tatiana Petraccone28 de março de 2015 12:06

    Oieee Nina!
    Adorei sua resenha, e o enredo do livro me atraiu muito, adoro uma trama policial, muitas vezes nós já descobrimos antes os mistérios e mesmo assim não perdemos o interesse pelo livro.

    Beijos
    Paraíso das Ideias

    ResponderExcluir
  7. Nina, é tão gostoso quando um clichê consegue ganhar a gente do mesmo jeito do que se não fosse, né?
    Eu acho muito bom porque significa que a história é boa e a escrita também.
    Me fez lembrar um pouco um livro que li no final do ano passado.

    Fiquei curiosa para ler esse.

    http://lisos-somos.blogspot.com.br/2015/03/lancamentos-da-editora-draco-marco.html

    ResponderExcluir
  8. Amiga olha por esses dias e até hoje mesmo eu fiz uma compra gigantesca de livros e sinceramente tenho que confessar que ainda tenho receio de comprar esse livro e ficar um pouco impressionada com os acontecimentos, porque não sei o que esperar. Não gosto de leituras pesadas sabe? Gosto de um bom mistério que nos surpreende, mas coisa assim muito sanguinária não curto não. Mas não sei se é o caso desse livro. Se você puder me dizer ficarei muito grata. Espero poder me convencer e ler esse livro.

    Enfim...Adorei a sua resenha. Achei que ficou muito bem desenvolvida viu?

    Se cuida linda e tenha um ÓTIMO DOMINGO

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/dia-de-quote-2.html

    ResponderExcluir
  9. Oi Nina! Amo essa autora e mesmo você dizendo que esse não é dos melhores, fiquei muito curiosa pra ler!
    Adorei a resenha!
    bjos

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados