Encrenca - Non Pratt


PRATT, Non. Encrenca. Tradução Sílvia M. C. Resende. Campinas, SP: Editora Verus, 2016. 307 páginas. Título original: Trouble. Skoob.

Sinopse
“Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita.
Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade.
Este livro inteligente, por vezes comovente, por vezes engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida.”

Eu sei que já passei um pouquinho da idade, mas amo o estilo Jovem Adulto. Adoro lembrar como eu era naquela época, os medos e as inseguranças que eu tinha e como era bom só ter como preocupação as minhas notas em Matemática, e Encrenca me proporcionou exatamente isso. Com a diferença que os personagens têm preocupações um pouco maiores.

Hannah Sheppard tem 15 anos e leva a vida sem muitos compromissos, seu único interesse é sair com a melhor amiga Katie, beber e ficar com os garotos. Ela usa roupas muito curtas e provocantes e não se envergonha de gostar um pouco demais dos meninos e por isso tem fama de fácil na escola, mas ela não se importa com isso - até que descobre que está grávida e que não pode revelar que é o pai da criança.

É aí que aparece Aaron Tyler, o novo e misterioso aluno da escola e eles começam uma grande amizade. Quando a escola inteira descobre da gravidez de Hannah e a especular quem seria o pai do bebê, Aaron decide fingir ser o pai para ajudar a amiga. O que Hannah não imagina é que o garoto também tem seus erros do passado e que quer compensá-los.

Encrenca foi um livro que me pegou de jeito, e que mesmo dias depois de ter terminado a leitura,ainda não consegui parar de refletir sobre ele porque teve muitos pontos que me chamaram a atenção. O primeiro deles foi a maneira como a autora falou sobre a sexualidade feminina. Hannah é considerada uma vadia na escola por causa de suas roupas e por ter ficado com alguns meninos sem se preocupar em esconder isso, e ela mesmo se considera assim, mas conforme vamos conhecendo-a melhor, percebemos que não é nada disso. Ela é só uma garota que não se envergonha de ter desejos e que é julgada por isso, e a autora nos mostra isso de uma maneira muito sutil sem deixar de alertar para os riscos de se viver essa sexualidade sem a devida proteção. Fica claro também como é diferente o tratamento dado para meninos e meninas, como Hannah é taxada, julgada e abandonada quando fica grávida, enquanto o pai da criança não assume nenhuma responsabilidade, muito pelo contrário, continua vivendo sua vida e sendo considerado o garanhão enquanto ela é a vadia grávida.

Outro tema que é abordado é a amizade, que é na verdade o tema central do livro. Não que não fale de amor, mas a amizade permeia todas as relações e em todos os sentidos. Tem descoberta de novos amigos, tem decepção com quem se imaginava ser o melhor dos amigos, tem redescoberta de amizades antigas… E ainda me fez pensar muito sobre como esse sentimento é importante na adolescência e em como podemos valorizar demais as pessoas erradas e se deixar influenciar por elas.

Os personagens são muito bem construídos e coerentes com a idade que tem, e isso é um diferencial para o livro. A narrativa é envolvente e bem desenvolvida, tanto que eu não queria que o livro acabasse. E quando acabou, fiquei imaginando que ele merecia uma continuação, só para que eu pudesse saber se Hannah e Aaron ficaram bem… Mas quero deixar claro que o final é bem fechado e que não há pontas soltas, eu é que fiquei imaginando que seria lindo ver os dois crescidos.

Então, se vocês procuram por um Jovem Adulto que, mesmo voltado para adolescentes não deixe de tratar de assuntos mais sérios, com certeza vai amar Encrenca! Porque eu amei muito e recomendo!

A Autora


Non Pratt se formou no Trinity College, da Universidade de Cambridge, e foi editora de literatura infantil. Ela mora em Londres com o marido e o filho e atualmente é escritora em tempo integral.


Avaliação (5/5)






B-jussssss! ♥
;-p

7 comentários:

  1. Olá, tudo bem?

    Eu te entendo! Não vejo mal algum em relação a idade x leitura, não importa a sua idade, o que importa é o livro te conquistar e ponto final.

    Quanto ao livro, me parece que ele passa mensagens importantes, principalmente para os nossos jovens de hoje em dia, até mesmo para os pais que tem filhos que tornam-se pais jovens pode ser uma boa pedida. Curiti a dica!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Blog Virando a Página5 de junho de 2016 12:38

    Oi, Nina!
    Gosto de livros reflexivos, e este parece ser um deles, independente se é jovem adulto, se tem boas lições, então vale a pena. Não conhecia esse livro, tão pouco a autora, mas amei a premissa dele, e fiquei curiosa para saber como a história se desenrola.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Suzana Chaves Linhares5 de junho de 2016 18:33

    Olá! Achei bem legal a premissa do livro. Gostei como os personagens são apresentados e também do drama que foi apresentado. O mais legal também é saber que o livro vai mostrar o amadurecimento dos personagens. Fiquei curiosa sobre o passado do rapaz. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá... tudo bem???
    Eu gostei muito do livro... achei a premissa bem interessante.... eu gosto de livros com a temática mais jovem, gosto de lembrar a época de minha adolescência e saber um pouco mais dos adolescentes literários... eu achei a ideia do romance bem legal... e a forma que a menina vive e o estilo que ela aderiu pra ela, sem ter vergonha de ser feliz... embora sendo tachada, ela seguia em frente... mesmo assim... gostei muito e claro que ele vai para a minha listinha... Xero!!

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Também amo histórias que me levam ao passado, me fazendo lembrar como eu era e as minhas preocupações.
    Já tinha lido uma resenha desse livro e fiquei interessada
    Quando gosto tanto de um livro, também quero a continuação rsrsrs não querendo abandonar os personagens
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, gostei da premissa do livro e acho que ele traz um assunto bem pertinente e reflexivo que é a gravidez na adolescencia e como isso afeta a estima e o modo de vida da pessoa, e acho que é um tipo de livro que todos deveriam ler, principalmente adolescentes. Ótima resenha.
    bjus

    ResponderExcluir
  7. Olá, tenho visto diversas resenhas sobre essa obra, a grande maioria muito positiva. Achei o enredo interessante, a forma como o garoto ajudou Hannah me comoveu bastante, quero saber mais sobre o desfecho da história.

    Abraços

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p