O Caminho para Casa - Kristin Hannah


HANNAH, Kristin. O caminho para casa. Tradução Carolina Alfaro. São Paulo: Editora Arqueiro, 2017. 352 p. Título original: Night road. Skoob.

Sinopse
“Durante 18 anos, Jude pôs as necessidades dos filhos em primeiro lugar, e o resultado disso é que seus gêmeos, Mia e Zach, são adolescentes felizes. Quando Lexi começa a estudar no mesmo colégio que eles, ninguém em Pine Island é mais receptivo que Jude.
Lexi, uma menina com um passado de sofrimento, criada em lares adotivos temporários, rapidamente se torna a melhor amiga de Mia. E, quando Zach se apaixona por ela, os três se tornam companheiros inseparáveis.
Jude sempre fez o possível para que os filhos não se metessem em encrenca, mas o último ano do ensino médio, com suas festas e descobertas, é uma verdadeira provação. Toda vez que Mia e Zach saem de casa, ela não consegue deixar de se preocupar.
Em uma noite de verão, seus piores pesadelos se concretizam. Uma decisão muda seus destinos, e cada um deles terá que enfrentar as consequências – e encontrar um jeito de esquecer ou coragem para perdoar.
O caminho para casa aborda questões profundas sobre maternidade, identidade, amor e perdão. Comovente, transmite com perfeição e delicadeza tanto a dor da perda quanto o poder da esperança. Uma história inesquecível sobre a capacidade de cura do coração, a importância da família e a coragem necessária para perdoar as pessoas que amamos.”

Krisitin Hannah foi a minha grande descoberta de 2016, quando finalmente pude ler um livro seu e fiquei dias em êxtase com a profundidade e a emoção que encontrei no enredo. Depois desse, tive a oportunidade de ler outros dois livros e o final foi o mesmo, e assim, Hannah assumiu o posto de autora favorita com tranquilidade. E agora, em O Caminho para Casa, pude mais uma vez constatar o tamanho do talento dessa mulher.

Aos quatorze anos, Lexi já passou por sete lares adotivos e agora, depois da morte da mãe por overdose, a assistente social diz que ela tem uma parente distante que quer ficar com ela. Eva, sua tia avó, vive em Washington e está disposta a abrigar a menina. Ela está assustada e com medo de ter esperanças de encontrar uma família. Mas Eva a recebe de braços abertos, e apesar da vida pobre que leva, está disposta em transformar seu velho trailer em um lar para Lexi.

No seu primeiro dia de aula, ela decide que passar despercebida é a melhor opção, principalmente na escola de elite que a tia a matriculou. Mas seus planos mudam quando ela vê uma garota lendo sozinha durante o almoço e decide se aproximar. Ela e Mia Farradow se tornam grandes amigas e essa amizade vai mudar seu mundo, principalmente por causa de Zach, irmão gêmeo de Mia e primeiro grande amor de Lexi. Os três se tornam inseparáveis.

“Lexi sentiu a insegurança se dissolver. Ou, mais precisamente, se fundir à de Mia e se transformar em outra coisa qualquer. Elas eram parecidas. Era um absurdo, mas ela, que não tinha nada, era como aquela menina que tinha tudo.” (p. 28)

Jude não teve uma infância feliz. Perdeu o pai muito cedo e nunca conseguiu se conectar com a mãe, que estava sempre ocupada com o trabalho. Assim, quando se casou, seu maior desejo era dar segurança e muito amor ao seu filhos, tudo o que ela mesma não tivera. Assim, ela vê seu sonho se realizando com a chegada dos gêmeos, Zach e Mia são tudo para ela e crescem cercados por todo o amor e carinho de Jude. Mas tudo começa a mudar quando suas crianças vão para o Ensino Médio e conhecem Lexi.

Honestamente, não sei como dizer para vocês o quanto amei esse livro. Assim que comecei a ler, já me apaixonei por Zac e Mia, sempre tão juntos, cúmplices em tudo, mas Lexi roubou a cena assim que apareceu. Uma garota sofrida que tinha tudo para ser amargurada ou revoltada com a vida, mas que tem um coração imenso e só deseja ser amada e fazer parte de uma família. E é isso o que ela encontra entre os Farradow. Jude, que eu pensei que seria a grande vilã da história, é na verdade um doce, uma mulher adorável que só quer ver os filhos felizes e seguros. E para mim, esse é o grande lance desse livro , ser uma história onde não há vilões, apenas pessoas comuns tentando conviver com seus medos, culpas e perdas.

“Jude sabia a resposta certa, sabia qual teria sido sua opinião antes de tudo aquilo e no que teria acreditado: que Miles tinha razão. Só o perdão poderia aliviar a dor que ela sentia. Mas ela não era mais aquela mulher.
- Justiça - disse por fim, vendo a decepção no rosto de Miles. - Que mãe não iria querer isso?” (p. 185)

O perdão é um dos temas centrais do livro, e aqueceu meu coração ver personagens que me conquistaram com tanta facilidade lutando para perdoarem uns aos outros, e principalmente, para perdoarem a si mesmos. Quando a tragédia se abate sobre eles, todos ficam quebrados, cada um à sua maneira, e por mais que eu desejasse um final feliz para eles, eu não conseguia ver como eles poderiam superar tanta dor. Mas Kristin Hannah mostra porque é rainha, e cria uma trajetória emocionante para que cada um deles encontre um caminho para casa.

Um livro único, sensível e tocante, que nos leva a refletir sobre família, perda, culpa, medo… e tantos outros sentimentos que permeiam a vida com aqueles que amamos. Um livro que me fez chorar horrores, mas que terminou me deixando com um sorriso bobo no rosto. Um livro que recomendo muito!!!

A Autora

Kristin Hannah é autora de mais de 20 livros, que já ultrapassaram 12 milhões de exemplares vendidos no mundo. Ela largou a advocacia para se dedicar à sua grande paixão: escrever. No Brasil, já publicou Jardim de Inverno, Por toda a eternidade e O lago místico (Novo Conceito) e, pela Editora Arqueiro, Quando você voltar, Amigas para sempre e O Rouxinol, que está sendo adaptado para o cinema pela TriStar Pictures.
Tem um filho e mora com o marido em Bainbridge Island, no noroeste dos Estados Unidos.

Avaliação (5/5) 💗






B-jusssssss! ♥
;-p

Um comentário:

  1. Gabriela de Oliveira2 de abril de 2017 20:17

    Adorei a leitura, sem dúvida uma das melhores que eu já fiz, super recomendo!!

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p