Trama - Michael Jensen e David Powers King


JENSEN, Michael. KING, David Powers. Trama. Tradução Ivanir Alves Calado. São Paulo: Arqueiro, 2016.304p. Título original: Woven. Skoob.

Sinopse
TODO MUNDO FAZ PARTE DE UMA TRAMA.
“O sonho de Nels era ser cavaleiro do reino de Avërand. Filho obediente, ajudava como podia os moradores de sua pequena e tranquila aldeia. Querido por todos e tratado como herói, acreditava que logo seria selecionado como escudeiro da cavalaria.
Mas isso foi antes de ser assassinado por uma figura misteriosa.
Nels virou um fantasma, e agora só uma pessoa consegue vê-lo: a princesa Tyra, herdeira do reino e sua única esperança de entender o motivo do crime. A princípio, a jovem mimada não dá a menor confiança para o rapaz, mas, à medida que o mistério da morte dele vai se desenrolando, os dois percebem que têm em comum um segredo e um inimigo terrível, que pode se disfarçar de qualquer pessoa.
Nels e Tyra não têm escolha. Precisam fugir do castelo, desbravar um mundo oculto repleto de magia e espectros sombrios e encontrar uma agulha, a relíquia capaz de remendar o que foi descosturado na Grande Tapeçaria. E o tempo corre contra eles, pois o fio de Nels está prestes a desaparecer para sempre.”

O jovem Nels é conhecido por toda a aldeia onde vive pelos seus feitos heroicos. Corajoso e leal aos amigos, ele também é um lutador muito competente e por isso ele é conhecido como o Campeão de Vila das Pedras. Mas seu grande sonho mesmo é ser um cavaleiro do reino de Avërand, mas sua mãe abomina qualquer contato com a corte. Ela nunca permitiu que o filho participasse das feiras, onde os novos cavaleiros são escolhidos.

Agora, um novo festival se aproxima e sua mãe é obrigada a partir em uma pequena viagem de trabalho,e para garantir que Nels não iria, deixou uma quantidade enorme de trabalho para o garoto fazer. Mas um velho misterioso chamado Bosh aparece e, magicamente, todas as tarefas estão concluídas. Ao chegar na cidade, Nels tem a oportunidade de participar de uma luta contra Arek, cavaleiro, maior campeão do rei e pretendente da princesa Tyra. O prêmio seria um beijo da princesa. Contra todas as previsões, Nels vence a disputa, mas é humilhado publicamente quando a princesa se recusa a beijar um camponês.

Ao voltar para casa, Nels encontra a mãe desesperada com seu sumiço e furiosa com o trabalho que ficou por fazer (sim, porque Bosh tinha usado uma ilusão para Nels acreditar que as tarefas estavam concluídas). Inconformado com a situação, o garoto sai para uma caminhada e é assassinado por uma figura misteriosa.

O que esse estranho não imaginava é que Nels se tornaria um fantasma e que, por uma ironia incrível, a única pessoa capaz de vê-lo é a princesa Tyra. Sem entender as razões do crime e os segredos de sua mãe, Nels percebe que sua única chance é a mimada e voluntariosa princesa, mas ela não está nem um pouco interessada em ajudar. Mas, à medida que novos acontecimentos se sucedem, eles percebem que têm um perigoso inimigo em comum e precisam deixar o castelo para encontrar a Agulha de Gailner, um artefato mágico que pode salvar o mundo e restaurar a vida de Nels.

Eu amei! O livro é uma fantasia como há muito tempo eu não lia. Cheio de ação e cenas rápidas, uma narrativa ágil e envolvente e personagens incríveis. Trama tem uma pegada bem juvenil que é encantadora, os personagens tem aquela inocência que vemos nos livros desse estilo. Uma amizade, que pode se transformar em amor, nasce e cresce pelas páginas e todo mundo sabe como eu adoro quando as histórias são assim: personagens que evoluem e sentimentos que crescem aos poucos.

Nels e Tyra são personagens muito fofos. Ele é o típico cavaleiro de armadura, bom caráter e fiel aos seus princípios até o fim. Já ela é a princesa mimada, chata e pernóstica e no começo tive muita dificuldade para lidar com ela, mas conforme o livro avança ela evolui e começa a entender melhor as coisas. E o que eu mais gostei é que essa transformação não é instantânea, Tyra vai mudando aos poucos, e, mesmo no final, ela ainda não é a princesinha perfeita de conto de fadas.

“- A Grande Tapeçaria é o registro do nosso mundo, as ações da nossa realidade comprimidas pelos pentes do tear do tempo.”(p.94)

Outro ponto que me agradou muito foi a mitologia que os autores criaram para Trama. A magia gira em torno da costura, eles acreditam que o mundo é uma tapeçaria e que todos os acontecimentos são “costurados” nessa tapeçaria. E mais, que cada pessoa tem um fio, que o liga a essa tapeçaria.

Enfim, Trama está recomendadíssimo! Leve, divertido e cheio de ação, tenho certeza que essa fantasia juvenil vai agradar o leitor de qualquer idade.

Os autores

Michael Jensen passou dez anos desenvolvendo o conceito de trama antes de conhecer o coautor David Powers King, que expandiu a visão de Michael e a tornou realidade. Ele cursou o prestigiado programa de música, dança e teatro da Brigham Young University. Depois de dar aulas na BYU, abriu o próprio estúdio de formação de cantores. Além de ser um criativo contador de história, Jensen é cantor e compositor. Vive em Salt Lake City com o marido e quatro cachorros.

David Powers King nasceu em Burbank, Califórnia, e seu amor pelo cinema o inspirou a ser escritor. Fã ávido de ficção científica e fantasia, também tem um queda por zumbis e pelo paranormal. Vive com a esposa e os três filhos em Provo, Utah.

Avaliação (5/5)






B-jusssssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados