Fim

O dia de hoje sempre me faz pensar sobre o fim de tudo isso, o porquê das coisas. Acho que é por isso que não gosto muito de cemitérios. Enquanto estou lá, olhando todos aqueles túmulos, não consigo parar de pensar nas pessoas que estão ali, enterradas, principalmente nas que eu não conheço. Fico pensando no tipo de vida que elas levaram, nas coisas que gostavam, na família que deixaram. E o pior, como será que elas se relacionavam com todos à sua volta.
Aí eu chego na difícil conclusão de que não importa. Não importa a vida que vc levou, o que fez, com quem se relacionou, o final é sempre o mesmo: o cemitério.
Quer dizer, eu posso ser a mais rica, linda e bem relacionada pessoa do mundo que vou terminar no mesmíssimo lugar de quem lavou a minha privada. Isso não é irônico? Quer dizer que não importa todo o esforço que eu faça pra ganhar dinheiro, acumular bens, porque no final o que vale mesmo é o que eu vivi e senti. Isso sim é importante. Isso sim faz a diferença.
Porque como dizia minha querida vovó Maria (que infelizmente fui vistar hj no cemitério): caixão não tem gaveta, mas o coração sim. É ele quem está habilitado a levar nossa herança desse mundo. E é lá que eu quero acumular muitos bens.

*_*

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados