Da maldade das pessoas


Essa semana me deparei com a maldade, não aquela que acontece ocasionalmente e que acomete alguns desavisados, em raros momentos de distração, mas sim aquela que de natureza das pessoas ou da fase em que elas vivem.
Ontem assisti ao belo espetáculo da maldade adolescente. Por que se tem alguem capaz de cometer atos incrivelmente maldoso sem ter a menor consciência disso, com certeza são adolescentes. Vi meninas destrantando outras por inveja. Vi uma quase criança de 15 anos com lágrimas nos olhos e sentindo se sentindo a menor das criaturas só por ser a melhor das criaturas, e por isso incomodar tanto. Vi a menina se desiludindo de alguns dos seus melhores sonhos por isso.
E como eu me senti impotente! Não é segredo que não sou boa com a fala, escrever até que escrevo (não muito bem, mas me arrisco), mas pra falar eu simplestmente travo. E a menina parada ali, esperando um conforto, e eu ali parada, incapaz de ajudar.
Mas até aí tudo bem. Adolescentes são assim mesmo e sempre fica a esperança de que com o tempo e a maturidade alguma coisa mude. Mas ver uma senhora, já beirando a terceira idade, estragar uma festa de despedida de ensino médio só por maldade já é demais! E o pior é que a dita cuja se diz educadora! Posso?!?
>:-((

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados