A Luz do Sul - Osvaldo Junior Pansera Waczuk


"Acredito que dentro de mim existe um grando coração, que se importa com os sentimentos e cultiva um grande desejo de ser feliz e fazer do amor, não apenas música ou poesia, mas um estilo de vida. Sentir e poder viver por esta alegria, fazer tudo ter seu sentido próprio.
Poder simplesmente sorrir e ser feliz." (p.78)

Das muitas coisas que me agradam em ter um blog, com certeza a maior delas é ter contato com pessoas incríveis, como esse jovem escritor - Osvaldo Junior. Ele é de uma delicadeza impressionante, que transparece em cada uma das páginas do seu livros de poesias.

Antes de começar essa resenha, tenho que fazer uma confissão da qual eu não me orgulho muito. Eu não gostava muito de poesia. Sempre achei um estilo muito complicado e difícil de se entender. Só lia os poetas unânimes, como Vinícius de Moraes e Fernando Pessoa.
Pois é, mas eu não gostaVA, pretério, passado... isso mudou depois que li A Luz do Sul, um livro de poesias que maisparece um descanso para alma.
Um livro que a leitura flui, sem grandes prolemas, e que ainda tem vantagem de te dar a liberdade de interpretá-los com melhor lhe convém. Isso porque as poesias não tem títulos, e por isso a gente sempre tem a impressão de que elas estão falando com gente.

Outro ponto positivo são as ilustrações das páginas, faz a leitura ficar ainda mais agradável.
Essas ilustrações se parecem muito com os desenho que eu fazia, quando adolescente, nos meus cadernos de escola. Viajei no tempo lendo!

É um livro que, com certeza, recomento, para ser lido e relido, naquelas horas em que a gente precisa esquecer do tempo e deixar a cabeça viajar.
Para vcs sentirem um gostinho, vou transcrever o poema que mais gostei:

"Já vivi amores
impossíveis,
sonhos incrívies,
dores insuportáveis,
sabores indescritíveis,
beijos apaixonados,

bocas de corações gelados,
sentimentos puros,
carícias verdadeiras,
desejos sem limites,
esperanças angustiantes,
raivas amargurantes,
medos apavorantes,
paixões frustantes,
aventuras impressionantes,
mas nunca tive remorso.
Talvez somente um pouco
de arrependimento por
saber que a vida passa
e somos prisioneiros
do tempo."

Bom peeps! Esse mês vou fazer um mês especial para ajudar a divulgar o trabalho desse amigo tão querido, então vou fazer uma série de posts sobre ele. Espero que gostem!!!

B-jussss!!!! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

4 comentários :

  1. Nina!!!!
    Minha amiga querida, MUITO OBRIGADO PELO SEU APOIOOO!!!
    Seu post está de PARABÉNS!!
    Muito bem escrito e descrito. Tô honrado com as suas palavras.

    Um beijão enorme no seu coração!!!

    ResponderExcluir
  2. olá Nina, não conhecia esse livro, mas pela sua resenha o livro deve ser muito bom. ^^
    Com certeza vou ler. ^^
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oii Nina!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas parece ser muito bom! :)
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  4. Ah, eu adoro poemas! Principalmente de novos autores, porque dá para se ter uma ideia da nova vertente que corre nos dias de hoje. Gostei do estilo do livro, do estilo do poeta de abordar os assuntos.
    Meus professores sempre diziam que as poesias nem precisavam ter nomes, porque a leitura delas se encaixava perfeitamente no título, mas acho que isso não se aplica a este, não é?
    Estou ansiosa pelas próximas informações deste autor que está aguçando minha curiosidade.

    Abraço,
    Ana Nonato.
    http://odesafiodecadadia.blogspot.com

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados