Depois Daquele Beijo - Rafaella Vieira


"Era um beijo suave como seda, suculento e doce como pêssego maduro. Tinha tudo certo: o toque, os movimento, o ritmo... Como uma música perfeita."

Michele é uma adolescente de 16 anos que parece não se encaixar no mundo onde vive. Ela não gosta de festas, mas vai por obrigação, para acompanhar as amigas, não gosta de badalação nem de fazer comparas, e nunca teve um namorado. Ela gosta mesmo de ler e de escrever, tanto que é a redatora do jornal da escola e seus artigos são sempre polêmicos entre os alunos.

Mas o mundo de Michele vai virar de pernas pro ar quando Caterine chega ao colégio. Ela é descolada, linda muito diferente de todos. Tanto que ela serve de inspiração para um roteiro que Michele está escrevendo para um projeto de filmagem da matéria de artes. E durante esse roteiro, Michele e Cat vão descobrir que o quanto um beijo pode transformar suas vidas. 

Esse livro é muito fofo! Tanto que li numa tarde, pois não conseguia largá-lo. A história é ambientada no Recife e a descrição da Rafaella é tão perfeita que eu me sentia na cidade, eu conseguia visualizar cada cantinho da cidade que ela descrevia. Essa ambientação também dá um super diferencial aos diálogos, que são cheios de "Oxes", Vixis", "Painhos" e outras gírias típicas do Nordeste.

O romance das meninas também é uma graça, eu me comovi com a profundidade dos sentimentos demonstrados por elas, mesmo sendo tão jovens. Elas mostram como o amor pode acontecer a qualquer hora e com qualquer um, que não existe gênero ou definições pré-concebida, a gente só ama, e pronto.
Mas esse livro também me fez rir muito, como os nomes estranhos que a Michele chamava seus amigos, como "tabacudo" (nunca ouvi isso, rsrs!), e como as tiradas da tia Jaque,  de longe minha personagem preferida! Mas a fala que mais me fez rir foi a de Jasmine, melhor amiga da Michele:

"Eu nunca pensei que você fosse ficar com uma garota. Mas não acho nada demais, as garotas beijam bem e não querem enfiar coisas em você o tempo todo." (p. 142)

Eu só discordo um pouco da maneira como as coisas foram acontecendo entre as meninas, pensei que elas encontrariam mais dificuldades para assumir seu relacionamento, que recebessem mais críticas. Mas na verdade tudo acontecesse com muita naturalidade, elas se beijam em público, trocam carinhos, e em momento algum alguém torce o nariz e fala alguma coisa. Achei que o livro descreve a situação como ela deveria ser e não exatamente como ela é, infelizmente o país ainda é muito preconceituoso e assumir uma relação homossexual não é assim tão fácil. Eu achei que enfrentar todas essa dificuldades seria o enredo principal do livro, mas não é, na verdade, o que se passa com as meninas pode acontecer com qualquer casa heterossexual.

Por outro lado, descrever toda essa relação com tamanha naturalidade ajuda a romper barreiras e a ver que na verdade, o que está acontecendo entre as meninas não é nada anormal, e nos ajuda a perceber que o amor é para todos, independente de raça, credo ou sexualidade.

Enfim, "Depois Daquele Beijo" é tudo isso: amor, carinho, gargalhadas, o primeiro amor acontecendo de uma forma diferente, mas nem por isso deixando de ser lindo! 
Leitura obrigatória!

Eu li esse livro graça ao Book Tour promovido pela Evellyn do Hey Evellyn!


B-jusssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

Um comentário :

  1. Joyciane Vasconcelos21 de outubro de 2015 00:03

    aqui no Ceará tabacudo é quem tem a vagina grande.

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados