Cidade dos Ossos - Cassandra Clare



"Queridos Edward e Jacob,
Adoro vocês dois, mas vou passar o fim de semana com Jace. Desculpe! Com amor, Stephenie Meyer."

Sim dears, eu sei o que vocês estão pensando e concordo totalmente. Eu devo ser a última mortal da blogosfera a não ter lido Cidade dos Ossos ainda. E me redimo: mea culpa! Li dezenas de resenhas positivas e comprei o livro numa promoção maluca do Submarino, dessas que levam a gente à falência. (Aliás está na hora de fazer outra, não está não, Sub???). E acreditem, deixei o livro por meses na minha estante, sempre passando as parcerias na frente e deixando o pobre lá, abandonado. Ah, como eu me arrependo!!! Cidade dos Ossos é um dos livros mais viciantes que já li, é incrível! Como eu pude perder tanto tempo?

Clary Fray tem 15 anos e tudo o que ela quer é curtir uma balada com seu melhor amigo Simon. Os dois estão na fila de entrada do Pandemônio, uma das boates mais badaladas de Nova York e Clary vê um garoto de cabelos azuis que chama sua atenção, ele é bem gatinho! Na boate, ela o segue e vê ele entrando numa espécie de despejo com uma garota linda. Logo depois, outros dois garotos entram também, armados com facas. Clary então presencia os três assassinarem o menino de cabelos azuis. O estranho é que na hora o corpo dele simplesmente desaparece, evapora como se nunca tivesse existido.

Jace, Alec e Isabelle são Caçadores das Sombras, nephilins, cuja função é proteger o mundo de seres inferiores (demônios, lobisomens, vampiros, etc). Eles não entendem como Clary pode exergar através da névoa que cobre o olhar dos mundanos, como ela pode vê-los? O que a garota tem de diferente dos demais humanos?

Clary sempre foi uma garota normal. Perdeu o pai muito cedo e vive só com a mãe, Jocelyn, que é linda e uma pintora muito talentosa. Luke, o melhor amigo da mãe, é o mais próximo que ela conhece de um pai. Além dos dois, ela só tem Simon. Mas na noite seguinte ao Pandemônio, ela perde tudo. Sua mãe desaparece misteriosamente e Luke se recusa a ajudá-la, mandando que ela se afaste dele. Ela também é atacada por um demônio e salva por Jace, o garoto loiro, de olhos azuis, sorriso arrogante e totalmente convencido... mas irresistível!

Jace a leva para o Instituto, o local onde ele, Alec e Isabelle vivem com Hodge que é uma espécie de professor dos adolescentes na arte de matar demônios. Lá ela estará protegida e poderá entender melhor o que aconteceu com sua mãe e qual a relação entre elas e esse novo mundo obscuro que Clary está descobrindo.

Ela vai descobrir sobre a Clave, que é a responsável por um acordo que tenta manter 0 equilíbrio entre todos os seres sobrenaturais, para que estes possam viver em harmonia e respeitar os humanos (que eles chamam de mundanos) e que os caçadores são os que lutam para que o acordo seja cumprido. Mas muitos caçadores são contra a Clave a acreditam que somente os de sangue puro devem sobreviver, consideram seres sobrenaturais inferiores e que não deveria haver convivência alguma entre eles. Esses caçadores eram liderados por Valentim, e foram mortos ou expulsos de sua terra natal, Idris. Os caçadores são criados a partir do Cálice Mortal, um instrumento antiquíssimo que está desaparecido e que precisa ser encontrado para não ser usado de maneira errada.

Mas onde está o Cálice Mortal? Qual a relação entre Clary e sua mãe com esse mundo fantástico? Por que ela consegue enxergar através da névoa que deveria cobrir seus olhos? Quem teria sequestrado sua mãe e por qual motivo? Por que Luke lhe virou as costas no momento que ela mais precisa dele? Por que esse estranho interesse de Jace em protegê-la?

"Inicialmente, foi quase como se ele não quisesse beijá-la: a boca dele estava dura, inflexível; depois ele colocou os dois braços em volta dela, e a puxou para perto. Os lábios suavizaram. Ela podia sentir os batimentos rápidos do coração dele,  o gosto doce da maçã ainda na boca." (p. 304)

E aí? Conseguiram não enlouquecer com tanta coisa? O livro tem todos os ingrediente necessários para ser uma leitura viciante e garanto que ele é. Desde o primeiro capitulo as aventuras se seguem de maneira vertiginosa, cheguei a perder o fôlego com o ritmo que livro tem. São situações de todo tipo, desde visita a feiticeiras a invasão em tocas de vampiros.

É tanta aventura que muitas vezes o romance fica em segundo plano. Claro que ele não é esquecido, mas não é aquela coisa de amor eterno e inesquecível, pelo contrário, os dois brigam e se provocam o tempo todo. Clary tem personalidade forte e Jace é muito convencido e arrogante para se deixar dominar. O triângulo amoroso surge naturalmente, mas eu pelo menos não fiquei nada dividida, Jace é simplesmente irresistível. Ele é do tipo bad boy que sempre me ganha nos livros, e tem um senso de humor irônico e sarcástico que eu adoro. Ele bem que poderia ser real, né?

Mesmo achando o livro perfeito, teve algumas coisas que eu não gostei (senão não seria eu, rsrs). Os primeiros capítulos são uma confusão de novos personagens e cenários que eu me senti meio perdida. Também senti falta de uma abordagem mais profunda em personagens secundários como Valentim, Luke e Jocelyn. Mas imagino que esses detalhes podem ser superados nos demais livro da série.

E como diz a tradição, todo bom filme já foi um livro! Então dears, a série Instrumentos Mortais vai virar filme e o elenco está sendo escolhido. Lily Collins (Um Sonho Possível, Branca de Neve) fará Clary Fray, Jamie Campbell (Lua Nova, Camelot) será Jace Wayland. Eu acho a Lily muito fofa e adorei ela ter sido escolhida para o filme, mas o Jamie não sei não. Ele foi o pior rei Arthur que eu já vi e não sei se ele vai me convencer como Jace.
Que o livro tem continuação todo mundo sabe né?
A novidade é que a Cassandra Clare vai lançar um prequel de Instrumentos Mortais, "Anjo Mecânico" que contará a história antes de "Cidade de Ossos" primeiro volume de "Os Instrumentos Mortais", com a personagem central sendo Tessa, que busca encontrar o irmão perdido e tendo como cenário a Inglaterra da Era Vitoriana.


Ficou enorme essa resenha, mas é que o livro merece todos esses elogios, rsrs.


Série Instrumentos Mortais

  1. Cidade dos Osso (City of Bones)
  2. Cidade das Cinzas (City of Ashes)
  3. Cidade de Vidro (City of Glass)
  4. Cidade dos Anjos Caídos (City of Fallen Angels)
  5. City of Lost Souls (os demais ainda não lançados no Brasil)
  6. City of Heaventy Fire


B-jusssss! ♥
;-p


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados