Sorte ou Azar? - Meg Cabot


CABOT, Meg. Sorte ou Azar? 4ª ed. Rio de Janeiro: Galera Record, 2009. 288 p. Título original: Jinx.

"- Sem ofensa, Tory. Mas acho que você andou vendo episódios demais de Charmed. Ou isso ou ainda está na onda desde que saiu do caramanchão." (p. 67)

Jean Honeychurch é uma garota totalmente normal, que vive numa cidadezinha chamada Hancock, no interior de Iowa, onde leva uma vida muito tranquila. Filha da pastora da cidade, ela é uma menina exemplo: inteligente, participa da banda da escola, não se envolve em confusões. Só duas coisas a incomodam: seu cabelo vermelho e sem graça e seu nome, que só não consegue ser que o seu apelido - Jinx (que significa azarada, pé frio). Apelido esse um tanto quanto apropriado, uma vez que ela não é conhecida por sua boa sorte.

Até que um fato misterioso acontece e Jinx é obrigada a deixar sua família e ir morar com seus tios em Nova York. A garota fica encantada com a cidade, com seu quarto maravilhoso e com a chance de começar em um novo lugar onde ela não seja conhecida por sua falta de sorte. Mas sua prima Tory não pretende facilitar as coisas para ela. Magra, popular, com um visual todo descolado, ela vive cercada por suas duas amigas sinistras e as três acreditam que são bruxas poderosas. Isso porque a avó de Tory e Jinx contava às meninas, quando elas eram crianças, que sua tata-tataravó era uma bruxa poderosa e que uma de suas netas herdariam seu poder.

Mas Tory tem certeza de que a herdeira dos poderes da tata-tataravó é ela, e já anda por aí fazendo feitiços e aterrorizando os alunos de sua escola. Seu objetivo e conquistar Zach, um garoto lindo que é seu vizinho e que parece totalmente imune aos seus poderes. 

A situação de Jinx vai se complicar quando ela se recusar a entrar para o coven de Tory, e piorar quando ela se tornar amiga muito íntima de Zach. A pobre vai ser tornar alvo do ódio da prima e vai ter que se desdobrar para aceitar quem ela é para proteger os que ama.

"- Compreendo como deve ser para você - continuou ela, com simpatia. - E está certa em ser cautelosa. Um poder tão forte quanto o seu... é realmente muita responsabilidade. Você nunca deveria usá-lo de modo leviano. E nunca, como tenho certeza que aprendeu, para manipular a vontade de outra pessoa. Porque pode dar errado... muito errado, como parece ter acontecido com seu primeiro feitiço. Mas isso não significa que deva ter medo dele. Ter cuidado, sim. Medo, não. Porque seu poder, seu dom, faz parte de você. Uma parte boa, e não má. Ao não abraçá-lo, você está negando parte de si mesma. É como dizer que não gosta de si mesma. E isso é errado. Sem dúvida você pode ver que é isso que está acontecendo, porque tem uma espécie de... bem, como você diz, azar, não é isso que jinx significa?" (p.178)

Não é novidade para ninguém que adoro Meg Cabot. Nunca me decepcionei com um livro dela, e dessa vez não foi diferente. Sorte ou Azar é um livro fofo, cheio de aventuras e uma delícia de ler. Jinx é uma das melhores personagens de Meg: divertida, inteligente e bem humorada, mas com aquele probleminha clássico dos Yas: se acha feia, sem graça, e não se aceita. Aliás, esse é o grande tema do livro - aceitação, de si mesmo, de suas peculiaridades, de seus defeitos, e, até mesmo, de suas qualidades. Porque nem sempre é fácil ver como dádiva algo que você encasquetou que é um castigo.

Mas o pior é quando o adolescente começa a fingir ser o que não é porque não gosta de si mesma - como acontece com a Tory. Mesmo ela sendo a vilã da história, no final eu acabei com dó dela *o*

E no meio dessa confusão toda está Zach, mais um personagem lindo e pronto para gente cair de amores por ele. Seu coração será de qual prima? Da sofisticada Tory, modelo de beleza física (mas não de moral) ou da azarada Jinx, toda campestre com seus cabelos vermelhos e esvoaçantes? Descobrir a solução desse mistério será uma leitura deliciosa para vocês, garanto.

B-jusssss! ♥
;-p




Comente com o Facebook:

Um comentário :

  1. Realmente esse livro é uma delícia de ler. Acho a serie a mediadora mais lega, mas a meg nunca descepiciona.

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados