Quem é Você, Alasca?


GREEN, John. Quem é você, Alasca?. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010. 229 páginas. Título original: Looking for Alaska
Avaliação (1 a 5) ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

"Simples assim. De centenas de quilômetros por hora ao repouso em um nanossegundo. Eu queria tanto deitar ao lado dela, envolvê-la em meus braços e adormecer. Não queria transar, como nos filmes. Nem mesmo fazer amor. Só queria dormir com ela, no sentido mais inocente da palavra. Mas eu não tinha coragem. Ela tinha namorado. Eu era um palerma. Ela era apaixonante. Eu era irremediavelmente sem graça. Ela era infinitamente fascinante. Então voltei para o meu quarto e deabei na beliche de baixo, pensando que, se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão." (p. 91)

John Green é um dos autores atuais que mais chamam minha atenção. Adoro o jeito carinhoso como ele se relaciona com seus leitores, sua grande participação em redes sociais, seus vídeos espontâneos. Quando li A Culpa é das Estrelas, caí de amores por ele e pela história de Hazel de Gus, e este se tornou meu livro favorito ever!

E, uma vez escolhido meu autor favorito, agora preciso conhecer toda a obra dele. Então saí em busca de seu primeiro livro publicado no Brasil: Quem é Você, Alasca? A missão não foi fácil, porque o preço nem sempre ajuda na hora de buscar por esse livro, mas quando finalmente e comprei, cheguei a conclusão de que ele vale cada centavo.

Miles Halter é um adolescente tímido, muito magro, com poucos amigos e nenhuma garota. Sua introversão e seu fascínio por últimas palavras não ajudam muito na hora de conhecer pessoas. Isso mesmo, Miles é fissurado por últimas palavras. Ele lê várias biografias e decora as últimas palavras ditas por cada personalidade em seu leito de morte. E suas preferidas são as de François Rabelais: "Saio em busca de um Grande Talvez". E por causa delas, ele decide se mudar da Flórida para o colégio interno Culver Creek, no Alabama.

Ele decide que não quer esperar a morte para encontrar seu Grande Talvez.

No colégio, Miles é acomodado no quarto 43, que ele divide com Chip Martin, ou o Coronel, um aluno mantido por uma bolsa de estudos e que tem uma capacidade incrível de memorizar dados. Além disso, ele tem aversão pelos "Guerreiros de Dia de Semana" como são denominados os filhos da elite que aos finais de semana vão para as ricas residências de seus pais.

Coronel vai se tansformar no primeiro e melhor amigo de Miles, que a partir daí é apelidado de Gordo. Ele o apresenta a Takemi, um garoto oriental, Lara, que veio da Romênia para os EUA, e Alasca, uma jovem de enigmáticos olhos verdes.

Ele logo percebe que, apesar de ser muito bonita, Alasca é também geniosa e instável. Ela também é uma garota sensual, por quem todos caem de amores rapidamente, inclusive Miles. O problema é que ela tem namorado, Jake, que estuda em outra escola e toca baixo em uma banda.

Alasca e Miles tem vários pontos em comum, como o amor pela literatura, e é esse amor que faz com que eles conheçam as últimas palavras de Símon Bolívar, coletada do livro favorito de Alasca: "Como sairei deste labirinto"?

Miles agora tem um grupo de amigos e, em Culver Creek, ele vai aprender a beber, fumar, beijar garotas, matar aulas, levar e passar trotes escolares, amar e não ser correspondido. Coisas que são tão normais na adolescência e que eram novidades para ele. Porém, o que ele não imagina é que suas escolhas vão lhe cobrar um preço muito alto, que ele não está preparado para pagar.

* * * * *

John Green escreveu um livro magnifíco! Todas as dúvidas e incertezas da adolescência são representados aqui de um jeito nada sutil, e nos faz refletir de maneira cruel, sobre nossas atitudes e consequências de nossos atos. Mas esse é também um livro leve, que mostra o valor de uma amizade verdadeira e a importância do perdão.

Como em ACEDE, os personagens são cativantes! Inteligentes, bem humorados, sarcáticos. Dá vontade de conhecer a todos e de tê-los como meus melhores amigos. Miles é um garoto fofo, com aquela timidez toda e seu amor transbordante por Alasca. E ela é a liberdade em pessoa; cheia de conflitos, dúvidas e incertezas, ainda assim é uma muleca, apesar dos traumas que a levaram a ser que é.

O livro também traz várias reflexões filosóficas e religiosas, principalmente por meio das aulas imparciais do professor de religião. Os garotos são forçados a refletirem sobre suas vidas e suas escolhas, e principalmente, sobre o peso delas.

A história é dividida em Antes e Depois, e eu fiquei louca de curiosidade para saber o que significava aquele "depois", e isso apressou bastante a leitura. E também é visível o crescimento dos personagens depois do tal acontecimento. 

Não dá para falar muito, porque eu não quero soltar spoiler e estragar a leitura de vocês, mas, acreditem, o livro vale muito a pena, é lindo! Claro que ACEDE ainda é melhor, meu livro favorito ever!, mas Quem é Você, Alasca? também me surpreendeu de maneira bastante positiva e me marcou demais. Sempre vou me lembrar dos personagens e acontecimentos dessa história. 

Resumindo: John Green, eu te amo!!!

B-jusssss! ♥
;-p



Comente com o Facebook:

2 comentários :

  1. Estou in love com JG desde que li a primeira página de a culpa é das estrelas, depois não parei mais!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, estou na metade do livro.

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados