Os Adoráveis – Sarra Manning

MANNING, Sarra. Os Adoráveis. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2013. 384 páginas. Título Original: Adorkable.
Avaliação (1 a 5) ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

“Qualquer tolo poderia ver (se ele soubesse que estávamos “juntos”) que estávamos destinados ao desastre. A um grande e terrível desastre. Eu não sabia quando isso ia acontecer, mas sabia que seria em breve.” (p. 158)

Quem aqui está procurando por um livro fofo, engraçado e que te levará a rever alguns conceitos? Se seu alvo for algo parecido com isso, eu recomento Os Adoráveis, de Sarra Manning, sem nenhum medo de errar e com a certeza de que você vai se encantar tanto quanto eu!

Aos dezessete anos, Jeane Smith definitivamente não se encaixa nos padrões considerados normais por outros adolescentes. Dork convicta e totalmente segura de sua dorkidade, ela se veste de maneira estranha, criando sua própria moda em brechós, pinta os cabelos sempre com cores estranhas (cinza, branco, pêssego…) e adora balas Haribo – tanto que tem feito delas sua principal fonte de alimento. Ela é blogueira e seu blog, o Adorkable, já ganhou vários prêmios e Jeane é uma espécie de celebridade na internet, com meio milhão de seguidores no Twitter, ainda que na escola todos se recusem a falar com ela. Isso porque Jeane sabe ser arrogante como ninguém e não hesita em destruir suas colegas de sala com suas palavras maldosas.

E justamente por ter essa personalidade única, é que Jeane jamais olharia para Michael Lee. Ele é o garoto mais popular da escola e tem trânsito livre em todas as tribos, já que parece saber agradar a todos. É lindo, capitão do time de futebol, presidente do clube de debates e inteligente o bastante para disputar com qualquer geek. Usa um falso moicano e All Star cuidadosamente desgastado, o típico garoto que namoraria a menina mais bonita da escola.

Ou seja, os dois são completamente diferentes e qualquer tipo de relacionamento entre eles é improvável. Mas a aproximação de seus namoradoros – Scalett e Barney – vai colocar os dois frente a frente, e eles não vão mais conseguir se separar depois de ficarem pela primeira vez.

* * * * *

Totalmente adorável! Eu simplesmente caí de amores por esse livro e adorei cada página. A narrativa é deliciosa, e por alternar entre os pontos de vista de Jeane e Michael (um capítulo para cada), fica ainda mais incrível. A gente consegue conhecer bem os dois personagens e fica difícil não se encantar por eles.

Jeane é egoísta, mandona, arrogante e muito, muito preconceituosa. Sei que parece estranho dizer que uma jovem tão moderninha e antenada seja preconceituosa, mas é o que acontece. Jeane não aceita quem é "normal", para ela é um absurdo alguém querer se vestir com roupas de marca e feitas em série e ouvir música eletrônica. E é isso que Michael vai melhorar nela, ele vai ser o contraponto que vai mostrar a Jeane que o equilíbrio é sempre melhor do que extremismo. Mas mesmo com todos esses defeitos, eu me encantei com Jeane e adoraria conhecer alguém como ela, tão inteligente e espirituosa.

Já Michael é muito fofo: bom filho, bom aluno, bom moço. O namorado perfeito dos livros. Mas faltava a ele um pouco de personalidade, de se conhecer e se entender melhor. E conforme ele vai convivendo com Jeane, vai aprendender a se impor mais e a aproveitar a vida com mais liberdade.

O que eu considerei mais importante nesse livro foi a mensagem de aceitação que ele passa. Não importa se você é um nerd, geek, dork, dweeb, ou tudo isso e nada ao mesmo tempo. O que importa é ser quem nós somos e nos respeitarmos e amarmos acima de tudo. Não podemos fingir ser o que não somos ou tentar abafar nossa personalidade para agradar alguém. O livro também ensina a importância de aceitarmos o outro, sem julgamentos ou pré conceitos. Pessoas não devem ser separadas e etiquetadas em estilos e tribos como se fossem objetos. Pessoas devem ser conhecidas, respeitadas e amadas por quem são.

Tá na cara que o livro me conquistou né? E tenho certeza que vai conquistar você também, com seus diálogos inteligentes sobre preconceito, família, futuro, sexo na adolescência, moda e tudo o mais que ronda a cabeça dos jovens do mundo todo. Leiam! Vocês também também vão achar essa casal totalmento adorável!

Sarra ManingSarra Manning é escritora e jornalista. Foi editora do caderno de moda da Ellegirl, na Inglaterra. É articulista em revistas e jornais, como ELLE, Grazia, Red, InStyle, ¬ e Guardian, Sunday Times Style e Harper`s Bazaar. É autora best-seller com romances para jovens, mas escreve para adultos também. Sarra Manning vive no norte de Londres com seu Bull Terrier.

B-jusssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados