Se Eu Ficar - Gayle Forman


FORMAN, Gayle. Se Eu Ficar. Tradução: Amanda Moura. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2014. 224 páginas.

Sinopse:
“Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.”
Acho que nem consigo mensurar o quanto estava ansiosa por este livro. Eu amo esse estilo mais dramático que faz eu me acabar de chorar e então tinha certeza que ia amar o livro, e realmente amei!!! Foi paixão total e absoluta pelos personagens, enredo e pela narrativa de Forman e acredito que estamos diante de um sério candidato para o Top 10 2014.

Mia tem a família dos sonhos de qualquer adolescente, apesar de achar que não se encaixa muito bem entre eles. Seu pai foi baterista de uma banda de rock e só abandonou a vida de músico quando seu irmão mais novo Teddy nasceu. A mãe, apesar de não tocar nenhum instrumento, tem a música na alma e sempre acompanhou de muito perto a banda do pai. Era de se esperar que Mia também se apaixonasse pela música e que tocasse algum instrumento; o que ninguém imaginava é que em meio a roqueiros ela se interessasse por música clássica e tocasse violoncelo.

Mesmo vivendo com uma família tão despachada e alto astral, Mia é muito tímida e introspectiva e só mesmo sua melhor amiga Kim conhece seus verdadeiros segredos. Musicista brilhante, ela está disputando uma vaga Juilliard, uma das mais renomadas escolas de música do mundo.

Mais impressionante ainda é saber que Mia namora com Adam, o vocalista da banda Shooting Star que está começando a despontar nas paradas musicais. A garota insegura e quieta conseguiu chamar a atenção do roqueiro mais popular do colégio e contrariando todas as suposições, eles estão juntos há mais de um ano. Mesmo se sentindo um peixe fora d’água, ela frequenta os shows da banda e Adam a acompanha em seus concertos, pois o sentimento de ambos é verdadeiro e profundo mesmo com a pouca idade.

Mas em uma manhã de neve, em que a família achava que tinha conseguido um dia de folga para ficarem juntos, uma grave acidente de carro muda os planos de Mia. Ela vê os pais mortos e seu próprio corpo abandonado na beira da estrada. Sem saber o que está acontecendo, ela se vê diante de uma difícil escolha: partir com a família ou ficar com Adam e viver como órfã.

Quando comecei a ler, achei que a escolha de Mia era óbvia e simples. Para mim é inconcebível que ela não escolha viver, sempre! Mas o livro se passa entre os momentos em que ela vaga pelo hospital e acompanha o desespero de seus amigos e família e flashbacks em que ela se lembra dos momentos em que esteve com os pais e irmãozinho. E são esses flashbacks que tornam tudo tão difícil: seus pais são incríveis e Teddy é adorável! Como seguir vivendo sem eles? Como conviver com tamanha perda? Acordar em um mundo em que tudo o que ela tinha como certo já não existe mais e quase todos os que ela ama se foram. Será que vale a pena?

Eu chorava copiosamente a cada descrição desses momentos porque sabia que eles não se repetiriam. E como sou muito próxima dos meus pais, consegui entender o tamanho do drama da Mia e acho até que ela foi muito forte diante de tanta dor.

Por outro lado, Adam é um dos namorado mais fofo da literatura e ele parece capaz de tudo para ter Mia de volta. Até mesmo armar uma “ação de guerra” para invadir a UTI e ficar alguns momentos ao lado da namorada. O amor e o carinho dos dois são imensos e eles são um grande exemplo de como podemos nos adaptar para viver bem com quem a gente ama.

Tem uma frase do Teatro Mágico (amo!) em que eles dizem que: “Os opostos se distraem, os dispostos se atraem”. E é bem assim a relação deles. Ele são muito diferentes e essa diferença transparece no começo do namoro: silêncios constrangedores, estranhamentos… Mas a música os une lhes dão forças para superar as diferenças. Uma amor assim não pode ser deixado para trás.
“- Não ligo — rebate Adam. — Tudo o que preciso é de um segundo.- Por que? Digo, o que você vai conseguir fazer em um segundo?Adam faz uma pausa. Seus olhos, que normalmente são uma mistura de cinza, castanho e verde, de repente escurecem.- Mostrar à ela que estou aqui. Que ainda há alguém aqui.”
A narrativa de Gayle Forman é muito bem construída e ela consegue conduzir a história com maestria. Ela conseguiu desenvolver o enredo em flashbacks sem se perder ou confundir o leitor. Além disso, os diálogos são tão doces e cheios de sentimentos de amor de perda que é difícil não se emocionar com o livro.

Os personagens são todos envolventes e é difícil dizer de qual gostei mais. São todas pessoas simples e comuns, que poderiam estar presentes no nosso dia a dia, portanto a gente acaba se imaginando assistindo a um show do Shooting Star, conversando com Kim ou abraçando Teddy. E esse realismo transmitido pelos personagens acaba fazendo com a gente fique ainda mais comovido com o livro.

Acho que já me alonguei demais nessa resenha, mas é difícil ser concisa com livros que amo. É uma leitura leve e ao mesmo tempo marcante e indico a todos que gostam de se emocionar com uma boa história.

E para que ainda não sabe, Se Eu fica foi adaptado para os cinemas e estreia no Brasil dia 04 de Setembro de 2014, com Chloë Grace Moretz como Mia e Jamie Blackley como Adam. Aliás, no final do livro a Novo Conceito acrescentou entrevistas que a autora fez com os dois atores.



Gayle Forman também já escreveu uma continuação do livro, que se chamará Para Onde Ela Foi e nos conta, pela versão de Adam, como ficou a vida dos dois depois do acidente. O livro chega às livrarias no mês que vem.

Sobre a Autora

Gayle Forman é uma autora premiada e uma jornalista cujos artigos foram já publicados naCosmopolitan, Seventeen e Elle, entre outras revistas. Se Eu Ficar encontra-se publicado em mais de 35 países e recebeu diversas distinções, incluindo ser considerado um dos melhores livros juvenis de 2009 pela Amazon e pelaPublishers Weekly. A Summit Entertainment, o estúdio que produziu a saga Crepúsculo, adaptou esta obra ao cinema. Gayle Forman vive em Brooklyn com a família.

Avaliação (5/5)





B-jussssss! ♥
;-p

17 comentários:

  1. Esse livro parece ser maravilhoso e emocionante! *-*

    ResponderExcluir
  2. Oi Nina, tudo bem? Estou mega ansiosa para ler esse livro!!! Quando vi que ele seria relançado pela NC quase tive um treco, rs. Sabe aquele livro que logo de cara vc sabe que irá gostar? É assim que me sinto com Se eu Ficar. E o filme também parece que será muito bom. Ansiedade define, rs,
    Adorei a resenha.
    Beijinhos,
    Andréia - StarBooks

    ResponderExcluir
  3. Oi Andréia!
    Que bom receber sua visita!
    Eu tive o mesmo sentimento em relação a Se Eu Ficar e não me enganei nem um pouco em relação ao livro: é tudo como eu pensei! É muito lindo e quase me desidratei de tanto chorar (se bem que sou suspeita, porque choro fácil, kkkk). Agora é aguardar pelo filme e pela continuação.
    B-jussss!

    ResponderExcluir
  4. Tenho um pouco de medo de livros assim, pois em algum momento eu sei que ele vai me decepcionar, pq vou criar expectativas demais quanto ao final. Mas gostei muito de como você o descreveu, me deixou bem curiosa para conhecer a Mia.

    Beijos

    http://coolturenews.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda nem li resenhas sobre esse livro, mas tenho visto que está super bem cotado. Mas quando está muito no topo eu prefiro esperar um pouco para ler e não me deixar levar pelas expectativas do povo. Não vou ver o filme primeiro, com certeza vou ler o livro primeiro!
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Esse livro parece ser emocionante, quero muito ler ele antes de ver o filme.

    Adorei a resenha, beijos !

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha, quero muito ler o livro, já estou preparada pra chorar.

    ResponderExcluir
  8. Só leio coisas positivas e, claro, muito emocionantes a respeito da historia.
    Apesar de não me abalar tanto assim com enredos como este, acho que até o coração mais gelado é capaz de derrete com a narrativa linda sobre Mia.

    ResponderExcluir
  9. Amei a resenha estou muito ansiosa para ler o livro..

    ResponderExcluir
  10. Gente, essa história é maravilhosaaaaaaa! Sério, me apaixonei completamente. Vi o filme e me emocionei demais e o livro ouço falar muito bem também. Estou louca para ler. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  11. Se você chorou lendo o livro, imagina eu, choro demais. Adoro histórias fascinantes e fiquei tocada. Vou ler com certeza. Valeu!

    ResponderExcluir
  12. Livro muito bom, história fascinante e não é atoa que é o livro mais lido no momento eu espero muito lê-lo.

    ResponderExcluir
  13. O livro é muito bom e eu adorei o filme [mesmo muitos dizendo que foi ruim].

    ResponderExcluir
  14. Estou louca pra ler! Já está na minha lista!

    ResponderExcluir
  15. Já estou apaixonada só pela sinopse imagina pela sua resenha. Arrasou! Preciso, eu necessito desse livro *-*

    ResponderExcluir
  16. Amei o livro, mas achei q o filme (pelo menos o trailer) é um pouco diferente. Porque no livro fala que ela já até tinha se decidido morrer, porque não queria viver sem os pais, mas no trailer mostra como se ela tivesse a certeza q iria ficar pelo Adam.

    ResponderExcluir
  17. Olá, Nina! Achei sua resenha ótima e fico feliz que a leitura tenha a agradado.É muito legal saber que sentiu a fluidez do texto, pois isso significa que consegui a aproximação com o texto da Gayle. Um abraço!

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p