Muito além de um lugar exótico


No mercado editorial, importantes agentes, editores e coachers afirmam que quase toda a força de um best-seller está na ambientação e Barbara Wood, autora de A Vidente, sempre fez questão de visitar cenários. Segundo ela, só existe um país em que, inacreditavelmente, ainda não esteve: a Índia!

Foram 27 livros desde 1976 quando ela não se dedicava exclusivamente à literatura. Até o final daquela década, Wood foi técnica de enfermagem. De 1980 até hoje, ela só escreve e visita os cenários dos seus livros.

Wood tem uma carreira regular, exceto no que se refere aos romances Butterfly, Stars e Private Entrance, com os quais ela surpreendeu agente e editor, com uma mudança no estilo. Eles recomendaram que adotasse um pseudônimo, Kathryn Harvey.

Decerto, a força narrativa de Barbara Wood baseia-se nas relações que estabelece entre fatos históricos e trama ficcional. Criteriosa, nunca abre mão da pesquisa e, num romance chamado Vital Signs (um romance médico moderno), empregou a sua experiência na enfermagem.

Sim. Ela usa cores exuberantes! Hounds and jackals (1976), o primeiro romance, tem as tonalidades do Egito antigo e moderno. Rainbows on the moon (2015), ambientado no Havaí, mistura o cristianismo e a cultura milenar dos ilhéus do Pacífico.

O quinto livro de Barbara Wood lançado no Brasil, A Vidente, conta a jornada de uma mulher no Oriente rumo à Germânia. Viagem esta que também é espiritual. Se a obra da autora segue os conselhos dos especialistas em best-sellers, em A Vidente, há uma pitada singular e irresistível de humanismo.

Ficou curioso para conhecer mais sobre o belíssimo trabalho de Barbara Wood? Então anime-se pois ainda essa semana tem resenha A Vidente, lançado pela Editora Record. Enquanto isso você pode visitar o o site da autora.

B-jusssssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

6 comentários :

  1. Oi oi Nina

    Depois desta postagem como não ter vontade de ler uma obra dela?

    Ela escreve há 36 anos, podemos esperar coisas boas...
    Ansiosa para poder ler sua resenha.




    Beijoos
    jeehsts.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Fiquei mesmo interessada em ler os livros dessa autora. Fiquei encantada e invejosa por ela ter viajado tanto!!! kkkk E essa ambientação da narrativa me é muito interessante, pois adoro essa coisa de viajar junto com a estória. Ansiosa pela resenha!! Bjs

    http://territorio6.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. OI Nina!
    Não conhecia a autora e também não conhecia nenhum livro dela, mas já li a resenha que você fez e ela parece ter feito um EXCELENTE trabalho com o livro. Quero viajar o mundo e escrever, também, pode?
    Beijos

    http://lumartinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia a autora e nem os livros dela, Nina, mas achei interessante o que você falou sobre ela.

    Correndo pra ler a resenha. :)


    Lisossomos

    ResponderExcluir
  5. Ana Carolina Ribeiro16 de abril de 2015 16:20

    Olá

    Não conhecia a autora e adorei conhece-la

    Nossa 27 livros não é pra qualquer um não rsrs

    Esperando sua resenha :D

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina!

    27 livros? UAU!

    Eu já conhecia o livro A Vidente, e até gostei da premissa, mas sei lá, não sei se iria me agradar tanto!

    Beijos

    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/2015/04/um-mundo-chamado-filmes-cinderella.html

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados