Neve na Primavera - Sarah Jio


JIO, Sarah. Neve na Primavera. Tradução Rafael Gustavo Spigel. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2015. 336 páginas. Título original: Blackberry winter. Skoob.

Sinopse:
“Seattle, 1933. Vera Ray dá um beijo no pequeno Daniel e, mesmo contrariada, sai para trabalhar. Ela odeia o turno da noite, mas o emprego de camareira no hotel garante o sustento de seu filho.Na manhã seguinte, o dia 2 de maio, uma nevasca desaba sobre a cidade.Vera se apressa para chegar em casa antes de Daniel acordar, mas encontra vazia a cama do menino. O ursinho de pelúcia está jogado na rua, esquecido sobre a neve.Na Seattle do nosso tempo, a repórter Claire Aldridge é despertada por uma tempestade de neve fora de época. O dia é 2 de maio. Designada para escrever sobre esse fenômeno, que acontece pela segunda vez em setenta anos,Claire se interessa pelo caso do desaparecimento de Daniel Ray, que permanece sem solução, e promete a si mesma chegar à verdade. Ela descobrirá, também, que está mais próxima de Vera do que imaginava.”

Essa é a minha segunda experiência com Sarah Jio, a primeira foi com As Violetas de Março que me tocou profundamente, tanto que eu estava ansiosa para ler mais da autora e comprovar seu talento. Meu veredicto é que Jio é tão talentosa que deve ter a alma na ponta dos dedos, pois ela conseguiu me transportar de tal forma para dentro da história que eu não conseguia largar o livro - a toda e qualquer oportunidade estava eu lá lendo só mais um página.

O mais impressionante é que ela consegue fazer isso com personagens simples e uma história tão cotidiana que poderia acontecer com qualquer um de nós. Claire e Vera são duas mulheres com mais de 70 anos de distância uma da outra, mas que tem um mundo em comum e são incrivelmente apaixonantes em sua luta incansável contra a dor.

O livro fala sobre duas tempestades de neve que atingiram Seatle em plena primavera, uma em 1933 e a outra em 2010. Em 1933 acompanhamos Vera Ray, uma mãe solteira que trabalha muito para sustentar sozinha seu filho de três anos, Daniel. Na noite da nevasca ele teve que deixar o menino sozinho para trabalhar como camareira e quando finalmente consegue voltar para casa, descobre que Daniel foi levado.

Em 2010, conhecemos Claire Aldridge, uma jornalista que tenta superar sem sucesso um grande trauma que está abalando seu casamento. Ela é designada pelo seu editor para fazer uma matéria sobre a estranha nevasca que cobre a cidade, e em suas pesquisas ela descobre a história de um menino desaparecido e fica determinada e encontrá-lo.

O livro é narrado do ponto de vista das duas protagonistas e intercala capítulos nos dias atuais e flashbacks. De um lado temos a luta de Vera, uma jovem apaixonada pelo filho que luta para sustentá-lo e depois para encontrá-lo. Do outro temos Claire, uma mulher que passou por maus bocados mas que tenta se manter firme, trabalhando e tentando salvar um relacionamento que já parece fadado ao fracasso. É praticamente impossível não se apaixonar por essas duas mulheres tão fortes e com histórias de vida tão parecidas. Eu gosto muito de histórias que intercalam tempos diferentes, e Sarah Jio mais uma vez fez isso com perfeição. Ela criou uma dinâmica que funcionou muito bem para o livro e a leitura fluiu rapidamente. O mistério do enredo também é muito bem construído, deixando as pistas certas e nos prendendo ao livro. Não é aquele tipo de mistério inesperado, mas consegue nos surpreender.

Enfim, o livro é maravilhoso e no final eu estava como um sorriso bobo no rosto e o choro preso na garganta, pois a história me tocou de uma maneira profunda e tenho certeza que vai tocar em cada leitor a sua maneira. Então se você não leu ainda, não perca mais tempo e venha conhecer essa história linda!

A autora


Sarah Jio é jornalista e já escreveu para muitas revistas conhecidas. Hoje é responsável por um blog de saúde e bem-estar, o Vitamin G. Sarah vive em Seatle com o marido, três filhos e Paisley, um golden retriever que rouba pés de meia. Ela é autora de As Violetas de Março e O Bangalô.


Avaliação (5/5)






B-jussssss!
;-p

16 comentários:

  1. Ual, que resenha. Consegui até imaginar a aflição que deve ser ler ele. Eu não conhecia a autora. Nem suas obras. Mas sua resenha me despertou a curiosidade. E a capa e linda diga-se de passagem adorei sua resenha parabéns.

    Beijos.
    Books And Carpe Diem.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha, não conhecia essa autora nem a obra.

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  3. DEISE GABRIELA DE LARA9 de janeiro de 2016 12:41

    Nossa que desespero, fiquei doida pra saber quem levou o menino Daniel e ao mesmo tempo fico pensando no sofrimento de Vera chegar em casa e não encontrar seu filho. Já conhecia o livro Violetas de Março da autora.

    Bjin

    http://reinoliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nina,
    Comprei esse livro na Black Friday e estou animada com essa leitura, ainda mais depois de conhecer um pouco mais aqui na sua resenha.
    Gosto de dramas e fico imaginando o desespero dessa mãe ao chegar em casa e não encontrar seu filho.
    E fiquei curiosa para saber se no futuro isso finalmente se resolverá.
    Já me imagino chorando assim como você :)


    Abraço e Bons Livros,
    Biblioteca do Coração❤

    ResponderExcluir
  5. Oi linda, tudo bem?
    Já ouvi falar sobre essa autora, que por sua vez está fazendo bastante sucesso com os seus livro..já vi várias resenhas sobre os livros dela e sempre vejo muitos pontos positivos sobre todos, a capa que me chamou atenção no primeiro momento mas também AMEI a resenha, por ser da novo conceito aposto no livro e espero que seja bom! Então, será mais um para a leitura esse ano..espero conseguir ele logo logo. Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Samara Rabelo Medeiros10 de janeiro de 2016 02:04

    Esse livro está super na minha lista! A cada resenha que leio, a vontade só aumenta. O estilo me lembra o da Lucinda Riley, isso de ir para o passado e voltar, mulheres fortes e lutadoras! Doida para ler!

    ResponderExcluir
  7. Acabei de ler o novo livro dessa autora O bangalô e achei muito sessão da tarde e clichê. Confesso que perdi a vontade de ler outros livros da autora, mas futuramente darei mais uma chance, quem sabe o problema foi só em um livro e não com a autora. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá!


    Esse livro está na minha lista porque, além da protagonista Claire ser jornalista (adoro personagens jornalistas) a premissa é linda! Gostei da sua resenha e agora quero saber quem levou Daniel e o que aconteceu no casamento de Claire.


    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Nina, eu nunca li nada da autora, mas esse livro especificamente não tenho muita vontade de ler.
    Até que a história parece ser bem emocionante mesmo, mas ele é um que divide muitas opiniões na blogosfera e falta algo nele que me faça querer lê-lo mesmo. Vou tentar outro da autora quando tiver oportunidade.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Nunca li nada da autora, e estou bem curiosa com esse livro. Também adoro quando as histórias intercalam duas fases diferentes, me deixa mais ansiosa para continuar lendo. O livro já está na minha lista e espero poder lê-lo em breve.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Eu ganhei esse livro de presente mas estou em dúvida com relação à ele, tenho lido resenhas bem divergentes. Pelo visto ele se encaixa em romance/drama né. Espero apreciar a leitura e adorei a capa escolhida.
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  12. Livros & Tal...10 de janeiro de 2016 22:53

    Oii
    Gostei muito da sua resenha... nao tive o contato com esse livro ainda, porém tive a oportunidade de ler varias resenhas do mesmo, mas gostei muito de todas as criticas que li por isso tenho vontade de lê-lo.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  13. Ana Paula Lima Miranda11 de janeiro de 2016 07:44

    Olá!


    Eu estou muito afim de conhecer a escrita dela gente! Todos elogiam a escrita dela e só essa semana eu li umas 4/5 resenhas para suas obras.
    Eu gosto de livros com dois pontos de vista porque consigo me envolver mais. Ainda não sei ao certo qual livro dela eu vou começar, mas esse está na lista!


    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Até hoje nao li nada da Sarah Jio e eu tenho justamente o livro Neve na Primavera.
    Desde que li a sinopse eu fiquei bem curiosa em como as historias dos personagens seria finalizada.
    Que bom que o livro te satisfez vejo que vc se emocionou com a historia. O misterio que me deixou mais intrigada e quero saber se acham a criança.
    Beijo.

    Blog Livros e Sushi
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá.
    Vejo que a editora está trazendo muitos livros da autora e isso prova que ela é boa no que faz. Gostei da premissa, e tem aquele mistério, coisa que eu amo. Também gosto de livros que intercalam no tempo. Irei adicionar esse livro na lista há e espero ler muito em breve. E espero que me toque como te tocou e emocionou.

    Beijos
    Lovesbookandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. É realmente mto bom quando uma história nos toca desse jeito. A autora deve ter mesmo caprichado, eu não a conhecia, mas saber que o enredo tem as doses certas com certeza me motiva a pesquisa sobre a obra

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p