O Ar que Ele Respira - Brittainy C. Cherry


CHERRY, Brittainy C. O ar que ele respira. Tradução Meire Dias. Rio de Janeiro: Record, 2016. 308 páginas. (Elementos, v.01). Título original: The air the breathes. Skoob.

Sinopse
“Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.”

Brittainy C. Cherry tornou-se conhecida (e amada) por Sr. Daniels, romance que ainda não tive a oportunidade de ler mas que chamou muita a minha atenção pelas muitas resenhas positivas que li a respeito. Por isso, quando vi o lançamento de O Ar que Ele Respira não quis perder a oportunidade e fui correndo conferir a fama da autora.

Há pouco mais de um ano, Elizabeth perdeu seu marido em um acidente trágico e agora ela tenta encontrar forças para continuar vivendo. Sua mãe passou pelo mesmo drama anos atrás e nunca se recuperou, e a infância de Liz foi marcada pelos seus esforços em ajudar a mãe a vencer o luto. Disposta a não não infligir o mesmo sofrimento à filha Emma, ela decide retomar sua rotina na pequena cidade que vivia com o marido, Meadows Creek. O que ela não esperava era ter um novo vizinho tão grosseiro e mau humorado.

Tristan Cole vive o mesmo drama que Elizabeth, mas o acidente que lhe tirou a esposa, levou também seu filho, e ele não consegue seguir em frente. Ele se culpa por não ter estado ao lado da família nos momentos finais, e tanto sofrimento fez dele um homem soturno e solitário, tanto que ele é considerado o louco da cidade. Não se barbeia, não corta o cabelo, corre descalço pelo bosque e trabalha na loja de produtos exotéricos do Sr. Henson. Tudo isso já era motivo para que o cidade já o visse com a desconfiança, agora somem a isso o seu comportamento irascível.

Assim, o destino une Tristan e Elizabeth, duas almas devastadas pela dor mas que tem maneiras muito diferentes de lidar com ela.Tristan quer manter todos afastados, especialmente sua nova vizinha intrometida, e Elizabeth só quer alguém que a ajude a manter a memória do marido vivo. Juntos, eles vão encontrar uma maneira de vencer o sofrimento e continuarem respirando.

Preciso avisar que sou extremamente sensível com esse tipo de histórias. É um tema que mexe muito comigo pois não consigo me imaginar sobrevivendo a uma tragédia dessas. A ter que continuar a vida depois de perder meu amor. E por isso chorei tanto nas primeiras páginas. Imagino que não há dor pior. A gente se prepara para perder os pais, dói, mas você sabe que um dia vai acontecer, é a lei da vida. Mas ninguém começa um amor pensando em perder... E no casamento temos uma convivência tão intensa que não consigo me imaginar seguindo em frente.

Agora se coloquem no lugar de Tristan, que perdeu o amor e o filho ao mesmo tempo… Como um homem se recupera de uma perda dessas? Nisso, a situação é um pouco mais favorável para Liz, já que ter Emma por perto é um estímulo e tanto para que ela consiga seguir em frente.

Tristan ganhou meu coração. Primeiro pelo visual (deem uma olhada na capa e digam se não concordam comigo). Segundo porque ele está devastado e não tenta disfarçar, ao contrário da grande maioria dos personagens desse estilo que vemos. Ele não é frio, distante e duro como uma rocha. Ele desaba, chora e soluça várias vezes e isso partiu meu coração, mas também trouxe tanta humanidade para o personagem que eu não mudaria isso.

Elizabeth é uma personagem doce, que parece frágil mas que tem uma força imensa. Até nos momentos em que fraqueja ela consegue ter foco para continuar lutando. Eu gostei muito dela e da maneira como ela não exitou e não duvidou do novo amor que surgiu no seu caminho.

Já deu para percebe que eu amei né? Sim, eu amei e amei muito! Apesar de tratar de um tema tão duro, o livro traz lições de vida e frases fortes, e os personagens secundários conseguem trazer um pitada de humor para a história, como Faye e Sam. Já Emma é a dose de fofura que todo bom romance precisa.

No geral eu achei o enredo muito parecido com as histórias de Nicholas Sparks. Cidade pequena do interior, casal que precisa se recuperar de um trauma para ficar juntos, criança fofa, final com um climinha de ação e aventura… Mas é um Nicholas Sparks com tempero, entendem? Por que ele costuma ser bem light nas cenas hot, e a Brittainy não economizou nisso, rsrs. Enfim, quem curte o tio Nick, com certeza vai amar. Quem não curte por achar muito parado, pode ter certeza de que também vai amar. Super recomendo!

Série Elementos
  1. O Ar Que Ele Respira
  2. The Fire Between High & Lo (Ainda não lançados no Brasil)
  3. The Silent Waters 
A Autora

Brittainy C. Cherry é formada em artes cênicas, com especialização em escrita criativa pela Carroll University, em Wisconsin. Quando não está escrevendo, adora brincar com seus bichinhos de estimação. Também é autora de Sr. Daniels, publicado pela Editora Record. Ela com a família em Milwaukee, Winsconsin.

Avaliação (5/5)






B-jussssssssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

2 comentários :

  1. OI Nina, sua linda, tudo bem?
    Nossa, que história mais intensa. Só de você falar, meu coração ficou apertado, não por ela e sim por ele. Eu consegui imagina ele chorando na minha frente, a dor dele realmente parece ser muito real. Já vi que irei chorar. Não vejo a hora de ler esse livro!!! Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Li Sr. Daniels e me apaixonei. Chorei horrores com ele! Mas admito que O ar que ele respira não me atraiu muito, entretanto ele parece muito bom para quem gosta desse gênero!

    Beijos,
    Gaby

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados