A Garota do Calendário: Maio - Audrey Carlan


CARLAN, Audrey. A Garota do Calendário: Maio. Tradução Andréia Barboza. Campinas, SP: Editora Verus, 2016. 144 páginas. (Garota do Calendário, v.5). Título original: Calendar Girl: May. Skoob.

Sinopse
“Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... 
Em maio, Mia vai trabalhar como modelo no Havaí, onde conhecerá Tai, um dos homens mais impressionantes que ela já viu. Com ele, Mia vai descobrir que o prazer não tem limites — e que ela deve aproveitar absolutamente tudo o que a vida tem a oferecer.”

Olá pessoal!!!

A saga de Mia em busca de dinheiro suficiente para quitar a dívida de seu pai continua, e nós estamos de olho para contar quase tudo para vocês, hahahahahaha. Hoje vamos falar da aventura de maio, bora?

Nesse mês, as coisas serão mais tranquilas para nossa heroína pois, dessa vez, Mia foi contratada para ser a modelo em uma campanha de fotos de biquínis para mulheres com tamanhos naturais, ou seja do 42 para cima, mas não se iluda o fato de ser férias não significa que não serão quentes...

Neste volume vamos conhecer muito mais de Madds, que agora está noiva, e de Ginele, a melhor amiga de Mia. Como esse mês seus serviços não serão todos os dias e sua estadia é no maravilhoso Hawai, Mia resolveu levar as meninas para curtir esse lugar paradisíaco com ela e assim matar a saudade.

Mas assim que chega, ela já dá de cara com um delicioso Samoano e nesse momento a autora nos presenteia com uma comparação com o The Rock, o que facilita muito durante a leitura. A química aqui é inexplicável, momentos quentes e enlouquecedores acontecerão neste volume, afinal o Samoano é um Deus do sexo.

"Abdome não, quadradinhos de luxúria. Cada gomo me fazia cobiçá-lo. Eu queria lamber e morder cada centímetro daquele tronco, com tatuagens e tudo... Especialmente por causa das tatuagens."

Mais uma vez a autora inclui no volume um tema de peso, e neste será discutido o corpo, o corpo que temos e o corpo que a mídia vende e a sociedade acredita ser o certo. A leitura continua bem bacana e agora, mais do que nunca, está bem divertida, e o cenário só contribui para a leveza do volume. E agora consigo analisar que talvez a autora só estivesse aliviando um pouco para nos preparar para o próximo mês.

"(...) nós éramos modelos plus size e havíamos conseguido o trabalho por causa da nossa aparência, e não pelo tamanho que a sociedade queria que tivéssemos."

Se você assim  como eu, você já se apaixonou por Mia e toda sua liberdade, continue acompanhando essa série que promete muito e não deixe de dar sua opinião, estamos loucas para falar sobre essa série!

A Autora

Audrey Carlan escreve histórias de amor criadas para proporcionar aos leitores uma experiência sexy e romântica. Além de A garota do calendário, ela é autora das séries Falling e Trinity. Seus livros já figuraram nas listas de mais vendidos de jornais como New York Times, Washington Street Journal e USA Today.
Audrey mora na Califórnia com o marido e dois filhos. Quando não está escrevendo, ela gosta de praticar ioga, tomar uma taça de vinho com as amigas e ler romances picantes.


Comente com o Facebook:

7 comentários :

  1. Hey!
    Confesso que não tenho interesse nessa série, porque não consigo de jeito nenhum ler romances hot. Mas sua resenha é tão animadora! Quem sabe um dia eu não tome coragem e resolva me aventurar?
    Mil beijokas! :*

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    Acabei de ler uma resenha do livro Março haha
    E como eu disse não tenho interesse por essa série no momento!
    É difícil entender os outros livros sem conhecer o primeiro, mas adorei sua resenha! E seu blog é lindo!! Beijos <3

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei muito do tema de março (li por resenhas), foi o mais interessante dos 3 primeiros livros. Não sei o tema de Abril, e até gostei do tema de Maio, a questão de estética corporal na sociedade, e até entendo um sexo caliente com um cara ultra-gostoso em outro país, mas estou meio saturada de livros assim. Mais pra frente tento. ;)

    ResponderExcluir
  4. OOi!
    Estou amando a série!! Ainda estou em Abril, mas pelo que disse Maio vai ser um pouco diferente dos outros, certo?!
    Amoooo quando a autora coloca outros temas nos livros, como a homossexualidade, no mês de março.
    Já já chego nele! haha

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Eu tô doida para conhecer a Mia, só tenho visto coisas boas a respeito dela, então é meio que impossível não ficar curiosa...haha'
    Só espero não desanimar com o volume "Fevereiro", tenho visto que pouca gente está gostando dele *-*
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Cristiane Rodrigues10 de outubro de 2016 10:25

    Oiiii!
    Não gosto de livros hot, e confesso que fujo deles kkkk
    Eu já tinha visto resenha de outros livros dessa série, e o tema desse livro me chamou bastante a atenção. Essa questão do que a mídia quer nos vender, pode deixar qualquer uma doida se não tiver auto controle kkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Li o primeiro livro da série e gostei, fiquei curiosa pois chegou aqui fazendo barulho. Gostei da Mia, da atitude de ajudar o pai. Estou com o segundo livro aqui, mas não sei quando irei ler..
    beijos!

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados