A Traidora do Trono - Alwyn Hamilton



HAMILTON, Alwyn. A traidora do trono. Tradução Eric Novello. São Paulo: Editora Seguinte, 2017. 440 p. (A Rebelde do Deserto, v.2). Título original: Traitor to the throne. Skoob.

Sinopse
Amani Al'Hiza mal acreditou quando finalmente conseguiu fugir de sua cidade natal nos confins do deserto, montada num cavalo de areia com Jin, um forasteiro misterioso. Em pouco tempo, porém, sua maior preocupação deixou de ser sua própria liberdade: a garota descobriu ter muito mais poder do que imaginava e acabou se juntando à rebelião, que luta para livrar o país inteiro do domínio de um sultão sanguinário.
Em meio às perigosas batalhas, Amani é traída quando menos espera e acaba se tornando prisioneira no palácio. Enquanto pensa em um jeito de escapar, ela tenta se aproximar do sultão para descobrir informações úteis para a causa rebelde. Contudo, quanto mais tempo passa ali, mais ela questiona se o governante é de fato o vilão que todos acreditam, e quem são os verdadeiros traidores do país.

A Rebelde do Deserto foi uma das melhores surpresas do ano! Li depois de muito tempo de lançado por insistência de uma amiga - e como ela é muito muito querida, eu li. E BFF, ainda bem que você me convenceu! O livro tem uma pegada árabe deliciosa e das mocinhas mais phodásticas que já vi. Mesmo assim, enrolei um pouco para ler o segundo e caramba, ele consegue ser ainda melhor do que primeiro!

Amani era só uma órfã pobre vivendo no vilarejo mais pobre do país. Quando percebeu que  acabaria forçada a se casar com o tio, ela arma um plano para fugir que é atrapalhado por um belo forasteiro. Os dois acabam fugindo juntos e Amani descobre que Jin é muito mais do que diz ser - ele é um príncipe, um dos muitos filhos do sultão que governa Miraji com tirania. E mais, Jin faz parte do grupo rebelde que quer tirar o sultão do poder e colocar Ahmed, o príncipe rebelde e verdadeiro herdeiro do trono.

Entretanto essa não é a única novidade na vida de Amani. Ela também descobre que é uma demdji, filha de uma humana com o um djin - seres imortais e dotados de grande poder. Isso explica o fato de seus olhos serem tão azuis, algo muito incomum no país. E isso também explica o fato dela ser capaz de manipular a areia do deserto como uma arma a seu favor. Assim, Amani logo se torna uma das mais importantes e poderosa líder dos rebeldes do deserto, a Bandida dos Olhos Azuis.

Lembrei de quando era pequena, os braços tremendo do esforço de segurar um rifle pesado demais para uma menina de dez anos. Tudo o que eu mais queria era soltar a arma. Abrir as mãos e deixá-la cair. O esforço de erguê-la era demais para mim. Estava forçando meus músculos até a exaustão. Mas, para permanecer viva, eu precisava aprender a segurar aquele rifle. A atirar.

Mas grandes líderes atraem grandes inimigos, e Amani acaba sendo traída e se tornando uma prisioneira do sultão. Ele consegue controlar seu poder e pretende usá-lo contra os rebeldes. Presa no harém, ela vai ter que aprender a se equilibrar em corda bamba para conseguir proteger seus amigos enquanto tenta descobrir o máximo que pode dos planos do sultão.

Para nos situar, A Traidora do Trono já começa com um mapa de Miraji e uma lista dos personagens, mitos e lendas. E isso é importante porque o livro não começa exatamente onde o segundo terminou e sim em um ponto além; alguns acontecimentos entre os livros são brevemente citados, como algumas batalhas dos rebeldes, a situação dos exércitos estrangeiros e a ocupação do território, mas pouco desse período é detalhado e, para ser sincera, não faz falta, pois sabemos que a rebelião avançou, que é o que importa.

Alwyn Hamilton é brilhante na narrativa da história. Ela consegue descrever a complicada e frágil geopolítica de Miraji sem ser entediante, muito pelo contrário, chega a ser divertido acompanhar os meandros políticos do enredo. Ela também acrescentou novos personagens que são incríveis e que trouxeram muito mais dinamismo para a história.

Jin me beijou como se fosse a primeira e a última vez. Como se nós dois fôssemos acabar queimados vivos por causa disso. E eu me desmanchei como se não me importasse com mais nada. A Rebelião podia estar se despedaçando ao nosso redor, talvez até o deserto inteiro estivesse em perigo, mas por enquanto ainda estávamos vivos e juntos, e a raiva havia se transformado em um fogo diferente que nos engolira até eu não saber mais quem estava consumindo o outro.

Outro ponto que eu amei é de nesse livro ela fala mais sobre os demdjis e muita coisa que tinha ficado confusa para mim no primeiro livro foi esclarecida. Questões como a incapacidade deles em dizer mentiras e a maneira como o contato com o ferro elimina seus poderes, são coisas que estavam no primeiro livro, mas que não eram essenciais nele e por isso acabaram passando batido.

O enredo é uma montanha russa de emoções: é um plot twist atrás do outro. São reencontros inesperados, traições, conspirações e intrigas, personagens queridos morrendo, personagens voltando do reino dos mortos, e mais um tanto de traição. Haja coração para acompanhar esse história!

Quanto aos personagens, Jin que era o mocinho perfeito no primeiro livro, deu uma série de mancadas nesse. Sumiu e voltou, errou e não pediu desculpas… mas quando penso nas ações dele inseridas no contexto da guerra, até consigo entender. Já Amani está visivelmente mais madura e senhora de si, mas ainda capaz de se enganar tremendamente com as pessoas. Como ela é incapaz de mentir, tem momentos que parece que ela acredita que todos são assim, tanto que ela caiu numa armação muito óbvia! Mas nem isso foi capaz de macular o brilho desse livro.

A Bandida dos Olhos Azuis sempre fora mais poderosa do que eu. O príncipe rebelde sempre fora mais poderoso do que Ahmed. E, agora, poderíamos escrever uma história melhor do que a do príncipe pródigo. Uma que ninguém jamais esqueceria. Que seria apoiada por toda Miraji.

Além disso, as cenas de aventura e ação são muito presentes e injetam altas doses de adrenalina na leitura e eu amei como Alwyn Hamilton consegue mudar tudo em poucas linhas. Ao mesmo tempo em que os rebeldes estão conquistando uma grande vitória, há uma enorme perda, e as batalhas não são travadas apenas com armas e poderes sobrenaturais, há toda uma guerra verbal e psicológica.

Enfim, eu amei! Foi a continuação perfeita para uma história que já tinha me conquistado. Recomendo muito!!!

Série A Rebelde do Deserto
  1. A Rebelde do Deserto
  2. A Traidora do Trono
  3. Hero at the Fall (ainda não lançado no Brasil)
A Autora


Alwyn Hamilton nasceu em Toronto, no Canadá, e já morou na França e na Itália. Estudou história da arte no King’s College, em Cambridge, e atualmente vive em Londres. Tem o péssimo hábito de comprar livros demais para alguém que está sempre mudando de casa.


Avaliação (5/5)








B-jusssss! ♥
;-p


9 comentários:

  1. Oi Nina, a dinâmica parece ser demais, estou encantada com sua resenha parabéns, eu li o primeiro e fiquei muito curiosa agora, obrigado. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu acho essa capa tão linda, que sempre que passo por ela em uma livraria eu fico tentada em comprar.
    Mas ainda não li o primeiro e tenho que me controlar. Inclui a série na minha listinha de desejados..

    ResponderExcluir
  3. O livro é lindo e me enganou certinho, achei que era mais um romance, mas com a resenha notei que se trata de uma grande aventura.
    Fiquei curiosa em relação a Bandida dos Olhos Azuis. Não conhecia os livros, mas anoto a dica.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Quero muito começar a ler essa série, acho super interessante quando a história envolve esse tipo de magia.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  5. Oi Nani.

    A capa do livro é um charme e pela sua resenha a história vale a pena. Vou tentar adquirir os dois livros para lê-los e aguardar o livro que fecha a trilogia.Parabéns pela resenha.



    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina,
    Fiquei meio perdida ao ler sua resenha desse segundo volume, pois não li o primeiro livro ainda. Mas sua resenha está interessantíssima. Fiquei muito feliz por esse livro ter te surpreendido e intrigada para saber o que acontece nesse segundo volume.
    Vou anotar a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ola eu não tenho vontade nenhuma de ler esses livros eu não sei se tenho paciência para ler esses livros não mais

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?

    Esse livro já está na minha lista desde o lançamento. Li o primeiro e amei a escrita da autora e o enredo do livro. Estava bem ansiosa pela leitura, mas como tive que ler ouros livros, fiquei mais tranquila. Mas com a Black Friday voltei a querer muito o livro. Vou tentar comprar esse mês.

    ResponderExcluir
  9. Tenho muita curiosidade de iniciar a leitura desses livros. Em breve irei começar o primeiro e é espero gostar bastante! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p