Gigantes Adormecidos - Sylvain Neuvel


NEUVEL, Sylvain. Gigantes Adormecidos. Tradução Michel Texeira. São Paulo: Editora Suma de Letras, 2016. 312 p. (Arquivos de Têmis, v.1). Título original: Sleeping giants. Skoob. Comprar.

Sinopse
Rose passeia de bicicleta pelo bosque perto de casa, quando de repente é engolida por uma cratera no chão. A cena intriga os bombeiros que chegam ao local para resgatá-la: uma menina de onze anos caída na palma de uma gigantesca mão de ferro. 
Dezessete anos depois, Rose é ph.D em física e a nova responsável por estudar o artefato que encontrou ainda criança. O objeto permanece um mistério. A datação por carbono desafia todas as convenções da ciência e da antropologia, e qualquer teoria razoável é rapidamente descartada. 
Quando outras partes do enorme corpo começam a surgir em diversos lugares do mundo, a dra. Rose Franklin reúne uma equipe para recuperá-las e montar o que parece ser um robô alienígena gigante quase tão antigo quanto a raça humana. Mas ele se transformará em um instrumento para promover a paz ou causar destruição em massa?
Parte ficção científica, parte thriller, Gigantes adormecidos é uma história viciante da disputa pelo controle de um poder capaz de engolir todos nós.

Já tem um tempinho que venho me apegando aos livros de Ficção Científica, e por isso Gigantes Adormecidos chamou muito minha atenção. Além ter alienígenas no enredo, um tema pelo qual ainda não passei, as capas são incríveis. Assim, não resisti e resolvi me aventurar nesse novo mundo, mas admito que minhas expectativas não foram supridas.

Nesse primeiro volume vamos conhecer a Dra. Rose, que quando ainda era criança, fez uma descoberta que mudaria o mundo científico para sempre. Passeando pela floresta aos arredores de sua casa, a pequena Rose caiu em um buraco e descobriu uma mão de aço de mais de 6 metros de comprimento. Depois de 17 anos, já formada como PHD em física, Rose é convidada a trabalhar no artefato que ela mesma descobriu quando criança e, a partir daí, partiremos com a protagonista em busca das peças que podem montar esse robô desconhecido e misterioso.

O livro é todo narrado em forma de entrevista, um personagem desconhecido está montando uma equipe de pesquisa em busca de desvendar os mistérios desse robô que possui uma tecnologia mil vezes mais evoluída que a nossa. O personagem em nenhum momento se identifica, e apesar de ser um cara extremamente inteligente e bom de jogadas, é frustrante não saber quem está por trás de todo o processo. Enfim o livro inteiro gira em torno de achar as peças e montar o robô.

Nenhuma ação contida no livro está no esperado robô, mas sim nos personagens que o cercam e o gran finale, o momento em que você espera que seja revelado o motivo do robô estar ali, acontece de uma forma confusa. Todo o resto da história gira em torno de planos governamentais, países se unindo para tomar posse do projeto e os EUA sendo mais rápidos na busca de subterfúgios para manter o artefato em suas terras.

Apesar da escrita do autor ser cativante e a narrativa em forma de entrevista ser algo totalmente novo, para mim não rolou. Eu esperava bem mais do livro e confesso que finalizei a leitura me sentindo frustrada com o caminho que o enredo percorreu. Em breve iniciarei a leitura do segundo, na sinopse ele promete mais ação, mas confesso que não estou convencida de isso vá acontecer, por isso vou manter minhas expectativas bem baixas para não me decepcionar.

Para quem gosta de livros com temas políticos, recheado de debates e tramóias, com certeza vai amar gigantes adormecidos.

Série Arquivos de Têmis
  1. Gigantes Adormecidos 
  2. Deuses Renascidos
  3. Only Human (ainda não lançado no Brasil)

O Autor


SYLVAIN NEUVEL saiu da escola aos quinze anos. Desde então, foi jornalista, trabalhou em descontaminação do solo, vendeu sorvete na Califórnia e correu o Canadá vendendo móveis. É Ph.D em linguística pela Universidade de Chicago. Foi professor de linguística na Índia e engenheiro de software em Montreal. Também é tradutor juramentado, mas o que queria mesmo era ser astronauta. Gosta de consertar eletrodomésticos e mexer com robótica e é meio obcecado com o Halloween. Também é completamente apaixonado por brinquedos. Como a namorada quer convencê-lo de que tem brinquedos demais, escreve sobre alienígenas e robôs gigantes como desculpa esfarrapada para construir bonecos militares (para o filho, é claro).

Avaliação (2/5)




B-jussssss! ♥
;-p

16 comentários:

  1. Olá!
    É uma pena quando a narrativa se torna confusa e a expectativa que antes era alta, passa a ser decepcionante.
    Não é um tema no qual me aventuro muito pra leitura, mas acho válido passear pela imensidão de temas que a ficção aborda vez ou outra.
    Não sei se pegaria para leitura, a premissa sobre os robôs é até interessante, mas esse desenvolver confuso me deixou em dúvida.
    Quem sabe numa próxima, mesmo assim gostei de conhecer mais dessa sua experiência.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Ficção Científica é um gênero que requer muito a minha atenção na leitura, então não é sempre que o faço. Não sei se o livro me agradaria, pela trama envolvida, mas também não é o livro que dispensaria, Uma leitura misteriosa que só saberia lendo se me agrada ou não.


    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Nina
    Seu blog é master blis maravilhoso
    to me perguntando como não o conheci antes
    E adorei seu modo de escrever. não conhecia a obra mas o assunto me interessou bastante até porque eu amo livros sobre robôs

    adorei, beijos
    https://florescendolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi oi sabe Kelly para mim os livros de ficção científicas já são confusos mesmo, já tentei outras vezes partir para essa nuance da literatura mais nunca me inclinei para mas pelo sua excelente resenha eu vou indicar para a cientista da minha equipe.
    Beijos
    Anne

    ResponderExcluir
  5. Ps amei os apanhadores de sonhos do blog xonei 💜

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Nunca li um livro de ficção científica, mas tenho bastante vontade. Vi falarem super bem deste livro há algum tempo, e tinha até me interessado pela obra; é uma pena que não seja tudo isso... Adorei a resenha!

    Beijos,
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ola, eu não gosto de ficcão cientifica e esse livro não me chamar atenção em nada. Então eu vou passar essa dica

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Eu achei a capa linda e compraria apenas por ela, mas após sua resenha a frase "não julgue um livro pela capa" fez mais sentido ainda. Eu não curto o gênero e se para você que gosta foi uma decepção e uma experiência não tão agradável imagine para mim que não curto. Por isso, vou deixar passar esse livro e esperar pela próxima indicação.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?

    Eu acho essa capa tão feia. Já tinha visto o livro, porém ainda não tinha lido nenhuma resenha dele. Que pena que o livro tenha te decepcionado. Depois de ler sua resenha, não sei se seria uma boa leitura para mim. Não pelo enredo, ele parece ser bem legal, é mais pela sua impressão sobre ele. Acho que acabaria me decepcionando também.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. oieee
    que capa lindaaaaa, infelizmente narrativa confusa me deixa meio com pé atrás, mas gostei muito do tema, vou deixar anotado para ler algum dia, gostei de saber da sua opinião

    ResponderExcluir
  11. Oie tudo bem?!? Poxa eu também tinha muita esperança nessa série, exatamente pelo autor ser muito aclamado.
    Mas livros sci-fi se não tiverem uma boa narrativa fatalmente desagradarão, seja por ser confuso ou enfadonho.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá ! Tudo bom?
    Não conhecia o livro, achei a capa super linda, mas fiquei chateada por não ter rolado para você, já aconteceu isso comigo, escrita ok, tudo ok, mas não descia.
    Beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir
  13. Realmente a capa é linda e o tema super interessante. Mas confesso que não curto quando a narrativa é em formato de entrevista, sei lá parece que não envolve como deveria. Gostei de conferir suas impressões e torço para que o segundo livro seja mais dinâmico e envolvente. Valeu pela sugestão de leitura.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  14. Olá
    Que pena que o livro te decepcionou, ficção cientifica já é um gênero difícil, e esse tipo de narrativa em forma de entrevista é bem ame ou odeie. Eu gostei muito dos livro escritos dessa forma então, posso gostar bastante desse também.

    ResponderExcluir
  15. Já vi muito sobre esse livro é achei a capa bem linda. Pena que você não curtiu tanto a leitura. Vou tentar ler.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  16. Olá Kelly,
    Eu também tenho me apegado muito a livros de Ficção Científica, mas não fiquei interessada em fazer a leitura desse livro, pois não gostei de ela ser narrada em forma de entrevistas. Também não gostei de saber que a história não rolou pra você.
    Vou passar a dica.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p