Anjos à Mesa - Debbie Macomber

MACOMBER, Debbie. Anjos à Mesa. Tradução Rafael Gustavo Spigel. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2013. 224 páginas. Titulo original: Angels at the table.

"- Um de nossos papéis é auxiliar humanos a perceberam o quanto eles podem fazer por si próprios com a ajuda de Deus - Goodness esclareceu.
- Nós tentamos fazer o melhor sem interferir na vida deles - Shirley complementou rapidamente.
- Mas primeiro, e isto é o mais importante - Goodness enfatizou -, devemos ensinar a esses humanos uma lição. Então, e somente então, seremos capazes de ajudá-los com seus problemas." (p. 13)

Seguindo no clima natalino, a resenha de hoje é Anjos à Mesa da Debbie Macomber, mas uma história para aquecer o coração e nos preparar para as festas de fim de ano.

Mercy, Goodness e Shirley são três anjos Embaixadoras da Oração, que tem a responsabilidade de atender as orações dos humanos, depois que estas já foram ouvidas por Deus e repassadas à Gabriel. Mas, para atender a esses pedidos, elas não podem interferir na vida das pessoas. Acontece, que nossas três anjinhas são um pouco atrapalhadas, e tentando ajudar, acabam interferindo e, às vezes, até prejudicando um pouco. E por isso, elas não tem uma fama muito boa no céu.

Mesmo assim, um oportunidade incrível apareceu e pode fazer com que elas melhorem sua imagem diante do Criador. O anjo Will vai ser promovido a Embaixador da Oração e será treinado por elas, uma chance única! Mas atrapalhadas como só elas conseguem ser, as três levam Will para a Terra sem autorização e ele acaba unindo um casal que, apesar de estarem destinados a ficarem juntos, ainda não estavam prontos para isso.

Lucy Ferrara acabou de se formar no curso de gastronomia e ela e a mãe investiram tudo o que tinham para montar um restaurante, o Encantos Divinos, e o empreendimento tem que dar certo ou será a ruína financeira das duas. Aren Fairchild acabou de sair de um casamento difícil que terminou em traição e divórcio e a ferida ainda dói muito nele. Ele é escritor e mudou-se recentemente para Manhattan, contratado por um grande jornal novaiorquino. É obvio que nenhum dos dois está pronto para um relacionamento, mas ao esbarrarem-se "acidentalmente" no reveillon da Times Square, a afinidade entre ambos é instantânea, mas o momento difícil que passam não permite que fiquem juntos.

Um ano depois, atendendo às orações da mãe de Lucy, Gabriel envia os quatro anjos para consertarem a trapalhada e ajudar Lucy e Aren a se entenderem. Mas antes eles precisam aprender algumas lições sobre orgulho, vaidade e perdão.

* * * * *

Anjos à Mesa foi uma leitura super rápida. Debbie Macomber tem uma narrativa muito dinâmica, com muitos diálogos e poucas descrições e isso faz com que leitura voe. Os personagens são bem superficiais, os dramas são simples de se resolver e o enredo é bem desenvolvido e isso nos dá a oportunidade de relaxar e aproveitar a história e o clima de natal. Mas, o livro não me conquistou...

Lucy e Aren se identificam instantaneamente, mas eu senti que faltou paixão entre eles. Eles agiam como se fosse melhores amigos, pior, como se fosse irmãos! Lucy é a típica mocinha estereotipada, honesta, trabalhadora, boa filha, boa patroa, mas muito teimosa. Aren é tão perfeito que é difícil de acreditar que esteja sozinho e solteiro em Nova York (rsrs), mas é vaidoso e turrão.

Mesmo assim, meu grande problema com o livro não foi o casal e sim os anjos. Eles são tão atrapalhados que chegam a ser bobos e não vi graça alguma nas confusões aprontadas por eles. Na verdade eles até me irritaram um pouquinho e me dava ganas de pular as páginas em que eles apareciam. Não gosto nem um pouco de comédia pastelão e isso com certeza prejudicou muito meu julgamento.

Enfim, não é um livro ruim e acredito que tenha muita gente que gostou da leitura e por isso não deixo de recomendar para quem procura um livro bem leve.

A Autora


Debbie Macomber é uma das principais vozes femininas na literatura norte-americana.
Sete de seus romances chegaram ao primeiro lugar da lista de mais vendidos do The New York Times, com três deles estreando em primeiro lugar nas listas do The New York Times, do USA Today e do Publishers Weekly. Debbie vendeu mais de 160 milhões de cópias de seus livros em todo o mundo.

Avaliação (2/5)





B-jusssssssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

3 comentários :

  1. Oie!

    Eu gosto da escrita da Debbie, =D

    ResponderExcluir
  2. Michelli Santos Prado27 de dezembro de 2013 15:57

    Ooi Nina, este livro me chama bastante atenção, pois li várias resenhas sobre ele e uma pena que você não tenha gostado "tanto" da historia. Mas mesmo assim tenho ele na minha lista de desejados e espero poder ler me breve!!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  3. Oi Michelli! O livro tbm chamou muito minha atenção qdo foi lançado, achei uma pena de decepcionar com ele :-(
    Mas não desaconselho a leitura de forma alguma, afinal é uma história bem bonitinha!
    B-jussss!

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados