Quando eu era Joe - Keren David

DAVID, Keren. Quando eu era Joe. Tradução Geraldo Cavalcanti Filho. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2014. 320 páginas. (Quando eu era Joe v.1). Título original: When I was Joe.

"Mas me pergunto se em um tribunal de verdade é assim tão fácil manipular os fatos. Talvez não exista uma verdade única, apenas muitas maneiras diferentes de se explicar a mesma coisa." (p.159)

Quando eu era Joe conta a história de Ty Lewis, um tímido garoto de 14 anos que vive com a mãe em Londres e que tem uma vida bastante normal: vai à escola, visita as tias e a avó e anda por aí com seu melhor amigo Aaron. Mas tudo muda quando ele presencia um crime no parque que frequenta e, aconselhado pela avó, ele decide fazer o que é certo: contar o que viu à polícia.

A partir daí sua vida vira de pernas para o ar, ele descobre que aquele crime tem proporções maiores do que ele imaginava e a polícia o coloca em um Programa de Proteção a Testemunha, ele e a mãe são obrigados a abandonar tudo e a todos que amam e a se mudar para uma pequena cidade do interior do país. Ty ganha novas roupas, um novo corte de cabelo, lentes de contato e um novo nome: Joe Andrews. E o garoto tímido e mirrado tem a chance de mudar tudo o que não gosta em si.

Na nova escola, Joe é popular e disputado pelas garotas. É esportista, coisa que Ty nunca pensou que seria, tem uma treinadora e um cartão de acesso exclusivo para a academia da escola. Mas o garoto vai perceber que não é tão fácil reconstruir a vida em cima de mentiras, ainda mais sabendo que as pessoas que ama podem estar correndo risco.

* * * * *

Na minha modesta opinião, não há prazer maior para um bookaholic do que ser surpreendido positivamente por um livro. Quando vi o lançamento de Quando eu era Joe pela Novo Conceito confesso que não me animei muito, primeiro por ser o primeiro livro da autora Keren David, e segundo por se tratar de uma série e eu ando com uma preguiça enorme de começar a ler novas séries, mal consigo ler as que já companho. Mas tive as minhas duas proposições destruídas pelo livro.

Keren David tem uma escrita excepcional, nem parece o primeiro livro dela. Os personagens são muito bem construídos e cativantes, a gente se identifica com eles, se apaixona, fica raiva e depois perdoa, ri, chora... como faria com pessoas reais do seu cotidiano. O enredo é muito bom e bem amarrado, no início não sabemos exatamente o que aconteceu no parque ou qual é o real envolvimento de Ty no crime e vamos descobrindo mais conforme avançamos na leitura, o que torna o livro instigante.

Ty é um personagem adorável que cresce a olhos vistos durante a leitura. Ele faz uma separação incrível de características que são dele e as que são de Joe, como se houvessem duas pessoas vivendo dentro dele. E em momento algum a autora se esquece de que ele só tem 14 anos, então tem aqueles momentos de crise típicos de adolescente em que ele culpa o mundo e a mãe pelos problemas, mas ao mesmo tempo tem momento em que ele é gentil e maduro.

Os personagens secundários também são ótimos e apresentam facetas novas na história, como o bullying, a automutilação, a adaptação do cadeirante a um mundo que não aceita muito bem quem não é como os outros.

Quanto ao fato de ser série, vi no Goodreads que todos os três livros são muito bem cotados, o que demonstra que Keren David conseguiu manter a qualidade nos outros livros. Dessa forma, eu não me importo de começar uma nova série se ela for boa. ☺

Recomendo muito a leitura de Quando eu era Joe, e se você se interessou, garanto que pode comprar sem medo de errar, é um livro incrível que pode ser lido em qualquer idade. E mais, se você tem uma longa lista de espera de livros não lidos (como eu \o/) pode passar ele na frente, tenho certeza de que vai gostar.

Série Quando eu era Joe

  1. Quando eu era Joe
  2. Almost True (ainda não lançados no Brasil)
  3. Another Life
A Autora

Keren David flerta com o jornalismo desde os 18 anos. Já atuou como repórter, correspondente na editoria de política e editora. Trabalhou no The Independent, mas também foi articulista para outros jornais de porte nacional. Quando se mudou para Amsterdã, foi editora-chefe de uma agência de fotojornalismo, e, após oito anos na Holanda, voltou à Inglaterra decidida a escrever um livro. Matriculou-se em um curso de Escrita para Crianças na City University, onde foi orientanda de Amanda Swift e onde, ao fazer um exercício de plano de enredo, deu início ao seu primeiro livro: QUANDO EU ERA JOE.


Avaliação (5/5)





B-jusssssssssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

5 comentários :

  1. Oi Nina!
    Eu ainda não peguei esse livro para ler o.O
    Como disse, está aqui na minha pilha ahahha
    Bjks!

    ResponderExcluir
  2. acho que esse livro é incrível,faz as pessoas pensarem o que é realmente importante;sua fama e sucesso ou as pessoas que sempre estiveram presentes só por gostar dele,é como um choque de realidade nesse mundo cheio de falsidade e interesse

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde,
    sabe me dizer quando será lancado o QUASE VERDADE? Acabei de ler o QUANDO EU ERA JOY e o livor é ótimo.. quero emendar o proximo!

    ResponderExcluir
  4. Oi Daniel!
    Infelizmente a Novo Conceito ainda não divulgou quando pretende lançar a continuação da série... só nos resta aguardar ansiosamente :-(((
    B-jusss! ♥

    ResponderExcluir
  5. Terminei de ler o livro hoje e já to com bruxismo de tanta curiosidade para saber o que acontece com ele, com a claire, com o Aron!!!


    AAAAAAAAAAAAH

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados