O bullying na literatura


Se tem uma coisa que realmente me empolga é quando leio um livro que traz alguma polêmica em sua trama, alga nos faça refletir sobre o mundo em que vivemos e buscar alguma forma de melhorá-lo. É o caso de A Playlist de Hayden, de Michelle Falkoff. Nele o personagem Sam está tentando superar o suicídio de seu melhor amigo, Hayden, provocado pelo bullying que o garoto sofria.

Hayden está um pouquinho acima do peso e não gosta de esportes, mas adora vídeo games e é um geekie assumido, ouve músicas alternativas e só usa camiseta de banda. Ele é um garoto como qualquer outro, mas que por não se encaixar nos “padrões” de beleza e comportamento dos seus colegas de escola, é ridicularizado e humilhado. Tanto e a tal ponto de só se comunica com Sam, seu único e melhor amigo. Mas nem mesmo Sam consegue proteger seu amigo da perseguição dos bullies, liderados pelo próprio irmão de Hayden, Ryan.


O bullying não é algo novo e tenho certeza que a maioria de vocês já vivenciaram algo assim na escola – ou riram de alguém, ou foram ridicularizados. Mas o que me chama a atenção é que está começando cada dia mais cedo, com crianças cada vez mais novas. Está bem mais violento e cruel, não só no abuso físico, mas também no emocional. Já saiu dos pátios das escolas e do parquinho na frente de casa e alcançou o mundo virtual, onde o anonimato pode tornar os bullies especialmente perversos. É tema de campanha envolvendo celebridades e presidentes, é assunto recorrente nos painéis de discussão e programas de TV. Está ficando cada vez mais corriqueiro, e todo mundo sabe o perigo que é quando essas coisas viram lugar-comum: as pessoas primeiro deixam de se espantar, depois param de se importar.

E é justamente esse tipo de comportamento que a leitura de livros como A Playlist de Hayden, Antes Que Eu Vá (Lauren Oliver), A Lista Negra (Jennifer Brown), Os Trezes Porquês (Jay Asher) entre tantos outros que tratam tema devem evitar. O bullying não pode ser banalizado, não podemos aceitar que tantos Haydens reais continuem sofrendo e perdendo suas vidas de maneira tão perversa. Precisamos aprender a lidar e, principalmente, a evitar o bullying.

Amanhã trago para vocês a resenha de A Playlist de Hayden, até lá espero ter conseguido trazer uma pouco de reflexão.

B-jussss!
;-p

Comente com o Facebook:

8 comentários :

  1. Déborah Araújo8 de junho de 2015 19:19

    Infelizmente o bullying é banalizado, Nina.

    As pessoas acham normal e as vezes até bonito.

    Eu sofri quando era mais nova e era meio briguenta por causa disso, era meu jeito de me defender.

    Gostei da reflexão.


    Lisossomos

    ResponderExcluir
  2. Graças a Deus não passei por algo assim durante minha infância
    e adolescência, e acho uma covardia das pessoas que praticam bullying.
    Li todos os livros que você citou, só falta a playlist de Hayden, com certeza
    vou lê-lo. Acho que esse tipo de leitura deveria ser obrigatória nas escolas,
    quem sabe assim deixa de ser um assunto banal.

    Bjos

    Amanda

    http://blog-emcomum.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Bullying x-x uma pequena palavra e uma responsabilidade gigantesca

    Também amo livros que nos envolvem assim *-*

    http://diariodelolivlet.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nina!
    Poxa, acho que eu iria adorar o Hayden, ele só usa camiseta de banda!! Eu amo usar camiseta de banda, mesmo minha mãe dizendo que eu não tenho mais idade pra isso hahah
    Já li sua resenha do livro e gostei! Adoro livros que trazem a tona esses assuntos que a maioria das pessoas acha que é besteira, Bullying é coisa séria gente!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  5. Oi oi Nina
    Concordo com tudo o que você falou!
    Acho que o bullying é como se a pessoa que esta agredindo esta se defendendo de algo, mas nao pensa que esta gerando um mal para outra pessoa, esse assunto se liga com outros assuntos! Mas é algo muito triste, quero ler esse livro pra ontem rsrs gosto de coisas relacionadas a este assunto!

    Beijoos
    http://blogmaiscafe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina!

    Eu tenho um pensamento bem semelhante ao seu. Hoje em dia é muito fácil expressar seu ódio pelos outros, anonimamente, atrás de um computador, o que é errado e que as vezes pode ferir mais do que uma agressão física.

    Beijos

    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/2015/06/evento-segundo-encontro-de-booktubers.html

    ResponderExcluir
  7. Sou super a favor de livros que tragam assuntos a serem refletidos e pelo que vejo vou adorar a leitura de a playlist de hayden.
    Pior de tudo é ver que muitas pessoas já não se espantam mais, não se importam mais e pior, continuam a deixar que coisas como rótulos e padrões continuem ganhando força...


    Bjos,
    Lica

    ResponderExcluir
  8. Eu acho muito triste que em pleno século XXI tenhamos que lidar com bullying, racismo e homofobia! Pra mim só prova que o ser humano ao invés de evoluir está regredindo fazendo coisas desumanas que eles acreditam ser apenas "brincadeiras"

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados