Antes de Partir - Colleen Oakley


OAKLEY, Colleen. Antes de Partir. Tradução Valéria Lamim. Rio de Janeiro: Editora Bertrand Brasil, 2016. 322 páginas. Título original: Before I go. Skoob.

Sinopse:
“Na véspera do que esperava ser uma triunfante comemoração de três anos livre do câncer, Daisy, 27 anos, sofre um golpe devastador: seu médico lhe diz que a doença está de volta, desta vez ainda mais agressiva. Tendo apenas de quatro a seis meses de vida, ela está apavorada com o que será de seu marido, Jack, quando não estiver mais lá para cuidar dele. Esse medo tira seu sono, até que uma solução lhe vem à mente: ela precisa encontrar outra mulher para ele. Com uma determinação singular, Daisy visita parques, cafeterias e sites de relacionamento à procura do par perfeito para Jack. Mas, à medida que ela avança em sua busca, ela se vê forçada a decidir o que é mais importante no curto tempo que lhe resta: a felicidade de seu marido ou a sua própria?”

Antes de Partir foi um livro que me pegou pela capa, quando vi a foi impossível não associar a Como Eu Era Antes de Você e com todas as histórias lindas da Jojo Moyes que já li. Quando li a sinopse achei que iria me acabar de chorar e ficar profundamente emocionada, mas infelizmente, não foi bem isso o que aconteceu.

Daisy sobreviveu ao câncer de mama aos 23 anos e agora, quatro anos depois, a doença está de volta, mais forte e impossível de tratar e ela tem poucos meses de vida. Preocupada com o que pode acontecer ao seu marido Jack depois que ela partir, Daisy decide encontrar uma nova esposa para ele. Esse mote já é o suficiente para fazer com que eu me apaixone pela história, toda esse altruísmo e preocupação com o outro ao invés do sofrimento por si mesma. O problema é que Daisy faz isso por motivos equivocados e é óbvio que vai dar errado. Primeiro porque ela considera o marido incapaz de cuidar de si mesmo e não passa pela cabeça dela em compartilhar sua busca com ele. E segundo porque ela não consegue lidar com o ciúmes.

A narrativa da Colleen Oakley é muito bem estruturada, e ela consegue desenvolver a história mesclando momentos tristes e reflexivos com outros mais leves e engraçados. Ela vai alternando leveza e melancolia e com isso nos prende na história. O problema para mim foi a falta de simpatia pelos personagens. Daisy é muito controladora e chata, mas dá para entender isso pelo momento que ela está passando. Mas Jack é tão alheio às ideias da esposa que às vezes parece estar desinteressado, e mocinho desinteressado fica bem complicado né?

Não é um livro ruim, muito pelo contrário, é muito bem escrito e pode agradar muita gente, mas eu esperava bem mais emoção e choro com a história. Não deixo de recomendar, mas não vão com muita sede ao pote, pois como eu, vocês também podem se decepcionar.

A Autora


Colleen Oakley é jornalista com artigos e ensaios publicados em jornais e revistas como e New York Times, Women’s Health e Marie Claire.




Avaliação (3/5)






B-jussssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

4 comentários :

  1. Olá! A capa é muito linda mesmo. E apesar de o enredo ser bom, não me fisgou. Não sou muito fã de dramas e choradeira. E apesar de ter gostado de "Como eu era antes de você" eu não estou muito afim de embarcar em dramas por enquanto. Kkkkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. A capa é realmente bacana, apesar de comum e justamente por parecer como tantos outros sick-lit que eu deixaria passar. Junte a isso o fato de a mulher, ao invés de aproveitar seus últimos dias de vida com o marido em viagens ou em noites loucas de sexo, ela vai catar outra p ele, mesmo morrendo de ciúmes? meio louco p mim, n sei lidar c esse altruísmo todo, por isso passarei a dica. bj!

    ResponderExcluir
  3. Olá, acho a capa bem fofa...acho que é uma característica marcante em chick-lit esse estilo de capa...
    O enredo parece bacana, vou anotar a dica.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Oi Nina, sua linda, tudo bem?
    Quando eu vi a capa pensei que era um novo livro da Jojo também, pelo visto não fui a única, risos... Não achei certo a atitude dela. Não é justo pedir a alguém que nos ama e que está sofrendo, pois irá nos perder, casar com outra. O amor não pode ser manipulado dessa forma. Eu sei que ela tem boas intenções, mas em minha opinião está errada. Que pena que o livro não te agradou tanto. Não sei se irei gostar, pois preciso me envolver com os personagens e você disse que não conseguir simpatizar com eles. Vou pensar mais um pouco. Gostei muito da sua sinceridade, sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados