O Livro de Memórias - Lara Avery


AVERY, Lara. O livro de Memórias. Tradução Flávia Souto Maior. São Paulo: Editora Seguinte, 2016. 392 páginas. Título original: The memory book. Skoob.

Sinopse
“Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível. E nada vai ficar em seu caminho - nem mesmo uma rara doença genética que aos poucos vai apagar sua memória e acabar com sua saúde física. Ela só precisa de um novo plano.
É assim que Sammie começa a escrever o livro de memórias: anotações para ela mesma poder ler no futuro e jamais esquecer. Ali, a garota registra cada detalhe de seu primeiro encontro perfeito com Stuart, um jovem escritor por quem sempre foi apaixonada, e admite o quanto sente falta de Cooper, seu melhor amigo de infância e de quem acabou se afastando. Porém, mesmo com esse registro diário, manter suas lembranças e conquistar seus sonhos pode ser mais difícil do que ela esperava.”

Quem acompanha o blog há algum tempo sabe da queda que tenho pelos sick-lits. O fato de que não podemos evitar a doença, de que qualquer um de nós está sujeito a passar por isso, sempre mexe muito comigo e com O Livro de Memórias não foi diferente.

Aos 16 anos, Sammie McCoy descobriu que tem um doença degenerativa extremamente rara, a Doença de Niemann-Pick tipo C, que vai fazê-la perder o tônus muscular e aos poucos, causar uma demência que levará  ao declínio intelectual e a perda da memória. Aluna brilhante, ela é a oradora da turma, participa do clube de debates e já tem sua vaga garantida na Universidade de Nova York. Seu grande sonho sempre foi deixar a pequena cidade onde vive para trás e iniciar uma nova vida de conquistas e descobertas. Mas a NP-C quer por tudo isso em risco e tudo o que Sammie quer é conseguir realizar seu sonho, custe o que custar.

Muito inteligente, a grande preocupação de Sammie não é definhar em uma cama, é saber que a doença vai corroer suas memórias, vai fazer com que ela se esquece de tudo o que é e de tudo que lutou tanta para conseguir. Decidida a não se deixar vencer, ela começa a escrever suas memórias para que a Samm do Futuro não se esqueça de quem foi a Sammie do Presente.

Com um enredo tão emocionante, o livro conseguiu me prender rapidamente e a leitura fluiu muito fácil. Sammie é uma garota adorável, muito inteligente e dedicada à escola, o que me impressionou nela foi sua preocupação com perder suas memórias. Ela não está preocupada com seu corpo ou seus músculos e sim com seu cérebro e sua personalidade. Ela tenta por todos os meio manter seus planos inabaláveis, mesmo com a doença, e está disposta a qualquer sacrifício para seguir em frente. Ela é muito otimista e tem certeza de que o pior não vai acontecer e é muito doloroso quando ela percebe que terá abrir mão de seus planos, ajustar seus sonhos e reinventar uma nova versão de si.

E em meio a esse turbilhão que se tornou sua vida, Sammie ainda vai viver seu primeiro amor e redescobrir uma amizade que ela julgava perdida. Vai se aproximar da família e dos irmãos e aprender a valorizar o que tem e onde está.

Outro ponto que me agradou muito foram os personagens secundários, onde a autora se preocupou em mostrar uma diversidade étnica e de gênero. Maddie, a melhor amiga da Sammie é lésbica e lida super bem com isso e o tema é tratado com muita naturalidade no livro. Stuart Shah, o namorado, é indiano e a autora não usa de clichês e estereótipos para descrevê-lo. A orientadora pedagógica, Srª. T, é negra e tem um lindo cabelo black power. Coop, o melhor amigo, tem problemas com drogas mas não é típico “porra louca” que não se importa com nada, muito pelo contrário, ele é doce e presente e não faz de seu problema uma bandeira. Eu acho divino quando um livro sai do lugar comum de personagens sempre brancos, lindos, bem resolvidos e de classe média.

A narrativa é em primeira pessoa e na forma de um diário. O livro é realmente o Livro de Memórias que Sammie escreve para si mesma, e com o desenrolar da história, vamos percebendo seu declínio para a doença, como ela vai perdendo o controle, seus pensamentos ficam confusos e ela começa a ter surtos de demência, a se esquecer de onde está e a não reconhecer as pessoas. E aí começamos a sofrer por ela e a desejar que algum milagre aconteça e que a salve do seu destino. O interessante é que mesmo doente o livro não perde a coerência porque outros narradores são incluídos, pessoas que escrevem lembranças para Sammie.

Foi uma leitura fascinante para mim e que recomento muito. Só não foi favorito porque eu esperava me comover bem mais com a história, mas agora, depois da leitura concluída, eu entendo que drama não faz parte da personalidade de Sammie e portanto não fazia sentido que o livro fosse mais dramático. Uma história sobre otimismo e sobre aprender a valorizar o que realmente importa.

A Autora

Lara Avery nasceu em Topeka e estudou cinema no Macalester College. Autora de livros infantis e de mais duas obras de literatura jovem adulta -Anything But Ordinary e A Million Miles Away -, atualmente mora em St. Paul, Minnesota. @LaraAvery


Avaliação (4/5)






B-jussssss! ♥
;-p

8 comentários:

  1. Olá Nina... que resenha linda!
    Não conhecia essa história, mas eu sinceramente fiquei apaixonada pela sua resenha. Acho que a nossa cabeça e os nossos pensamentos e memórias são tudo o que temos de verdade e perder isso, deve ser angustiante. Entendo ela...
    Eu quero ler esse livro e tenho certeza que eu vou chorar demais :/

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  2. Olá amore,
    De cara ameiiii a capa do livro, e a história de Sammie já me instigou e muito!
    Sua resenha me mostrou que parece se tratar de um livro maravilhoso... o único problema é que passo por esses livros me colocando no lugar do personagem... e de cara já fiquei aqui imaginando como seria perder meus melhores pensamentos e memórias... não dá... já dói na alma...
    Ainda sim vou anotar a dica pra um momento que esteja mais preparada psicologicamente.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  3. Oi, achei a premissa do livro interessante e instigante, além de envolvente e também gosto de livros sick lit, gosto com livros com essa pegada, pois nos faz refletir sobre a vida, e o fato da personagem ter essa doença com perda de memoria nos faz refletir sobre o que realmente é importante na vida.
    bjus

    ResponderExcluir
  4. Eu sou um tanto 'pé atrás' com sick-lit. Acho que por já ter uma doença incurável e ter escrito minha biografia tentando informar a invés de dramatizar que não gosto muito desse tipo de leitura. Mas... nada me impede de ler alguns de vez em quando. Justamente por causa da pouca dramaticidade e também da pluralidade de personagens que eu leria o livro. Gostei exatamente disso! bj!

    ResponderExcluir
  5. Cristiane Rodrigues13 de setembro de 2016 10:24

    Oiii!!
    Não conhecia o livro e achei a história bem interessante. Nunca vi nada parecido. Fico pensando, em como deve ser difícil para a pessoa saber que vai começar a esquecer das coisas que viveu. Pelo menos o livro não é muito dramático rs se não todo mundo que for ler vai chorar rios de lágrimas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Sick-lits sempre mexem muito comigo também, realmente doença aparece quando quer pra qualquer um, não dá pra prever, não dá pra evitar. Esse já estava na minha lista e é ótimo saber que foi uma leitura fascinante para você, com certeza se fosse mais dramático e comovente eu ia gostar mais ainda, mas ainda quero ler mesmo assim.

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Adoro livros assim, ver personages que não desistem independente dos problemas.

    Att,
    Gabrielly Gomes

    ResponderExcluir
  8. Que livro é este?!! Que estória emocionante e cativante!! A Sammie é uma guerreira, uma pessoa que sabe viver o momento, forte, determinada!! Fiquei super querendo ler este livro, conhecer os personagens, saber como termina esta estória. Sem dúvida esta é uma narrativa inspiradora, principalmente para mim!! Gostaria muito de ler, apesar de saber que eu irei me emocionar muito!!

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p