O Ano em que Te Conheci - Cecelia Ahern


AHERN, Cecelia. O Ano em que Te Conheci. Tradução: Ana Paula Corradini. Ribeirão Preto, SP: Editora Novo Conceito, 2016. 336p. Título original: The year I met you.

Sinopse
“Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt.
Vizinhos, eles não têm o menor interesse em tornarem-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato.
Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt.
Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com seus dramas familiares. Eles precisam de ajuda. 
Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles têm muito tempo livre e precisam rever seus conceitos para poder seguir em frente.
Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer.
Uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever.”

Mais uma vez, cá estou eu resenhando um livro de Cecelia Ahern e suspirando em cima do teclado porque não tenho a menor ideia de como começar. É incrível como essa autora tem a capacidade de me prender em suas histórias de uma maneira tão profunda que acabo sem saber como descrever todas as emoções que senti lendo. Isso porque ela tem o dom de criar histórias simples, que poderiam fazer parte do nosso cotidiano e com personagens sem muito apelo emocional, em uma leitura que te surpreende e que te deixa com vontade de ler todas as obras dela.

Com O Ano em que te Conheci o sentimento não foi diferente, mas além de todos os benefício que já falei de Cecelia Ahern, esse ainda tem a vantagem de ter um tema diferente. Isso porque esse livro não fala de amor e sim de amizade. A amizade entre irmãos, entre homem e mulher, entre pessoas de idades diferentes. E eu acredito que a amizade é o sentimento mais sublime que pode existir entre duas pessoas, mais até que o amor.

Jasmine é workaholic, controladora e tem compulsão por organização. Ela perdeu a mãe muito cedo, sofreu com a negligência do pai, e precisou assumir os cuidados com a irmã mais velha, Heather, que tem Síndrome de Down. Ela sempre trabalhou duro para conseguir sucesso profissional e é a responsável pela fundação da Fábrica das Ideias, uma startup que ajuda outras empresas a evoluírem. Seu plano era que, quando a empresa se consolidasse no mercado, ela a vendesse e conseguisse lucros exorbitantes. Mas seu sócio Larry não concorda com o plano e, quando descobre que ela estava tendo encontros com um possível comprador, ele a demite sob o regime de licença remunerada por um ano. Isso significa que ela terá que ficar doze meses em casa impedida de trabalhar. E Jasmine, que sempre trabalhou muito e que nunca tinha tempo para nada, agora o tem de sobra, ela não sabe o que fazer com ele. Assim, ela começa a observar o vizinho Matt, que sempre detestou.

Matt, o vizinho, é locutor de um programa de rádio chamado o Trombone de Matt Marshall, onde ele promove debates dos mais variados temas. Na véspera de Ano Novo, ele provoca uma situação no ar que choca seus ouvintes e é afastado para averiguação. Somando-se a isso os problemas dele com bebida, sua esposa não pensa duas vezes antes de sair de casa levando os três filhos do casal.

E os dois vizinhos, que sempre foram tão diferentes, se veem na mesma situação e tendo que lidar com ócio. Aos poucos vão se aproximando e se conhecendo melhor, e o ódio que existia entre eles dá lugar a uma grande amizade.

Mais uma vez, Cecelia Ahern me fascinou ao criar uma história simples mas repleta de significado e com uma carga emocional imensa. Os personagens são ótimos, mas o destaque é Heather, principalmente pelo respeito que ela teve ao retratar a Síndrome de Down.

Quanto a narrativa, não há o que dizer, só que é bem no estilo Cecelia Ahern: delicada e inspiradora. A história é contada por Jasmine em primeira pessoa, mas ela não está falando conosco, e sim com Matt, então, é como se o livro fosse uma grande carta escrita para ele. Ela vai contando a ele como foi o ano em que o conheceu e tudo o que aconteceu com ela nesse período. Além disso, o livro é dividido em quatro partes: Inverno, Primavera, Verão e Outono, e seu relato, que se inicia de maneira muito raivosa e ressentida, vai se transformando ao longo das páginas conforme as estações do ano vão chegando, até finalizar de maneira muito esperançosa.

Enfim, é um livro emocionante, que nos toca ao nos mostrar a importância de valorizar as coisas pequenas e parar de tentar controlar tudo. Pode não ser o melhor livro da autora, mas com certeza merece ser lido com muito carinho.

A Autora

Antes de engrenar na carreira de escritora, Cecelia Ahern se formou em Jornalismo e Comunicação. Aos 21 anos, escreveu seu primeiro romance, P.S. Eu te amo,que se tornou um best-seller internacional e foi adaptado para o cinema. Seus outros romances — A Vez da Minha Vida, Onde Terminam os Arco-íris, Aqui é o Melhor Lugar, Se Você Me Visse Agora e As Suas Lembranças São Minhas — foram todos best-sellers #1.
Cecelia foi uma das criadoras da série de TV Samantha Who?,que ganhou um Emmy.
Seus livros foram publicados em 46 países. Foram vendidas mais de 20 milhões de cópias no mundo todo. A autora mora em Dublin (Irlanda) com sua família.

Avaliação (5/5)






B-jussssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

7 comentários :

  1. Eu cheguei a ler alguns capítulos disponibilizados pela editora, e até fiz as primeiras impressões deles. Nunca tinha lido nada da Cecelia, não estava acostumada com ela, mas adorei seu estilo. Achei mesmo que seria impossível ver esses dois se dando bem, mas parece que a autora levou com maestria. Espero poder ler o livro completo. Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Olá =) Já tinha visto o livro pela internet mas não sabia que ele retratar a Síndrome de Down. Gostei da ideia do livro ser dividido de acordo com as estações. O livro realmente parece apresentar uma história emocionante. Sua resenha além de me apresentar o livro me deixou curiosa. Beijos'

    ResponderExcluir
  3. Suzana Chaves Linhares24 de novembro de 2016 23:52

    Olá! Li os primeiros capítulos dele é fiquei encantada! Nunca tinha lido nada da autora, os capítulos iniciais foram o suficiente para fazer me apaixonar. Amei saber que ela traz a amizade pra dentro da história. Pretendo ler logo. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Eu já ouvi falar desse livro, bem e não tão bem assim.. Rsrs
    O que mais ouvi falar bem foi sobre a escrita da autora, que me deixou curiosa pra ler alguma coisa dela. Mas o enredo desse livro não me atraiu muito. Vou passar a dica dessa vez.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Eu ainda não li este livro, mas conheço outras obras da autora e adoro a escrita dela. Para ser publicada em 46 países, tem que ser boa mesmo, né? Fico feliz em saber que o livro te agradou tanto, eu tinha visto algumas resenhas um tanto negativas a respeito dele, então estava receosa. Ganhei uma dose de animação agora \0/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  6. Oii, confesso que fiquei um pouco triste que não pude solicitar esse livro, ainda mais por que estou louca para lê-lo. Gostei da história, principalmente por se tratar de uma história de amizade entre irmãos.

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Esse livro me deixou curiosa, pelo tema cono você disse se tratar de um amor além de romance, gostei bastante do jeito que escreveu, quem sabe eu não vá suspirar como você? Hahaha pretendo ler

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados