A Nona Vida de Louis Drax - Liz Jensen


JENSEN, Liz. A Nona Vida de Louis Drax. Tradução Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Record, 2016. 238 p. Título original: The ninth life of Louis Drax. Skoob.

Sinopse
“Livro que inspirou o filme estrelado por Jamie Dornan e Aaron Paul.
Louis Drax não é um menino comum. Prestes a completar 9 anos, dotado de uma imaginação mórbida, Louis todo ano sofre algo terrível e misterioso que ameaça tirar sua vida. Sua mãe vive em pânico constante. Seu psicólogo se vê perplexo diante desse fenômeno. O garoto está sempre entre a vida e a morte.
Em um piquenique com a família, Louis acaba caindo de um penhasco. Dado como morto, volta milagrosamente à vida, mas entra em coma profundo. Sua única chance de recuperação é o Dr. Pascal Dannachet.
O caso do menino se torna um desafio para o médico, e ele logo se vê envolvido pelas intrigantes circunstâncias de seu acidente. Será que a queda foi mesmo acidental? Apenas Louis detém a resposta, mas ele não pode se comunicar. Ou pode?”

Louis Drax é um garotinho no mínimo peculiar. Muito inteligente e maduro, ele tem uma perceção que está além das crianças de sua idade e, talvez por isso, ele não tem amigos e na escola é chamado de Menino Maluco. Além disso, ele tem a estranha propensão de sofrer acidentes e ter doenças que colocam sua vida em risco. Por causa disso, sua mãe Natalie está em constante vigilância, com medo de que algo leve seu filho, principalmente porque Pierre, seu marido e pai do menino, está sempre distante trabalhando.

No dia do aniversário de nove anos de Louis, a família decide fazer um piquenique ao ar livre e o menino cai de um penhasco. Dado como morto, ele é levado ao necrotério onde, duas horas depois, volta à vida como em um milagre. Mas as consequências da queda são muitas e ele é levado em coma para a Clinique de l’Horizon do dr. Pascal Dannachet, especialista em comas profundos e que tem um método incomum para tratar esse casos.

Durante o tratamento, o Dr. Dannachet se vê desafiado pelas peculiaridades do caso de Louis e não consegue controlar a atração que sente por Natalie, e pior, ele descobre que a queda não foi acidental. Como o casamento em crise e a vida estagnada, o médico fica completamente obcecado pelo caso e percebe que a única que pessoa que pode esclarecer os fatos é o garoto. Quando percebe que Louis está tentando se comunicar ele se empenha em ajudar nisso e acaba pondo em risco toda a sua vida e carreira, incluindo sua estabilidade mental e credibilidade.

A narrativa é feita em primeira pessoa e se alterna entre os pontos de vista de Louis e do Dr. Dannachet. A perspicácia e inteligência do menino é incrível, traz movimento para a história e nos faz refletir o quanto as crianças são mais espertas e preparadas do que imaginamos. No começo da história cheguei a ficar com medo do enredo e achei que ele iria pegar o caminho do terror/suspense, mas não foi assim. Logo o enredo envereda pelas investigações sobre o que aconteceu com Louis e os pormenores da vida dele com a família antes do acidente, e eu fui me apegando ao garoto e já não conseguia largar a história.

O grande problema é que o suspense não é tão complicado assim e logo no início eu já sabia o que tinha acontecido, a autora deixou tudo muito óbvio eu não fui nem um pouco surpreendida com o desfecho. Outro ponto que me incomodou muito foi que os narradores devaneiam demais e tudo está transcrito no livro, então tem momentos em que a leitura fica bem tediosa.

Enfim, é uma história bem interessante, principalmente por causa de Louis e sua personalidade inteligente, mas como suspense ele deixa a desejar. A narrativa arrastada e a falta de um final inusitado derrubaram um pouco a avaliação do livro, mas não deixo de recomendar.

O livro foi adaptado para o cinema com Jamie Dornan (Cinquenta Tons de Cinza) como o Dr. Dannachet e Aaron Paul (Breaking Bad) como Pierre Drax.



A Autora

Antes de se tornar escritora em tempo integral, Liz Jensen trabalhou como jornalista em Hong Kong e Taiwan e como escritora na França. Integrante da Royal Society of Literature, é autora de oito romances e foi indicada três vezes ao Orange Prize (agora chamado Baileys Women’s Prize for Fiction). Atualmente, Liz dá aulas de escrita criativa, dividindo seu tempo entre o Reino Unido e a Dinamarca.

Avaliação (3/5)






B-jusssssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados