[Resenha] Origem - Dan Brown


BROWN, Dan. Origem. Tradução Alves Calado. São Paulo: Editora Arqueiro, 2017. 432 p. Título original: Origins. Skoob.

Sinopse
“Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete “mudar para sempre o papel da ciência”.
O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento… algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana.
Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.
Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.
Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo.
Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch… e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.”

Dan Brown é um dos autores mais conhecidos da atualidade, com seus livros que são fenômeno de venda e rendosas adaptações para o cinema, é difícil encontrar alguém que não conheça ao menos uma de suas obras. Eu mesma já li várias, e confesso que tenho uma relação de amor e ódio por elas. Amei Anjos e Demônios, acho que é um dos melhores livros que já li. Depois disso, nunca mais li nada de Brown que me agradasse tanto. E na ânsia de encontrar um outro livro que agradasse, acabei detestando quase todos os outros que li dele, especialmente O Símbolo Perdido. Por isso, li Origem com muito receio e com os dois pés bem atrás. E não é que ele me surpreendeu?

No novo livro, reencontramos Robert Langdon, professor de iconografia religiosa e simbologia da Universidade Harvard, e uma obsessão antiga de Brown: a religião, agora em conflito com a ciência (digo isso porque em todos os livros que li do autor, o enredo girava em torno da religião). Dessa vez, Langdon é convidado por Edmond Kirsch, um brilhante ex-aluno e grande amigo, que agora é um bilionário gênio da ciência. Kirsch alega que descobriu o segredo da origem do homem e qual o seu destino – o bom e velho de onde viemos e para onde vamos, e quer revelar no seu melhor estilo: numa apresentação apoteótica que atingirá milhões de pessoas conectadas à internet. A confusão toda é que a revelação desse segredo promete destruir as religiões.

No dia em que vai revelar a novidade para todo mundo, no museu Guggenheim de Bilbao, Kirsch é morto com um tiro. E cabe a Langdon e à bela curadora do museu Ambra Vidal (que também é noiva do príncipe espanhol) revelarem o segredo ao mundo – não sem antes resolver um quebra-cabeça para descobrir a senha que dá acesso a ele enquanto fogem de um grupo misterioso que quer impedir que essa revelação.

Museu Guggenhein Bilbao, Casa Milà e Igreja Sagrada Família.
No geral, o enredo se parece bastante com Anjos e Demônios e Código da Vinci especialmente por estar tão estreitamente ligado à religião e à arte. Mas o diferencial em Origem é que dessa vez Dan Brown fala mais da arte moderna e contemporânea trazendo grandes referências ao estilo. Eu confesso que sou meio como o Langdon, não entendo muito de arte moderna, por isso foi uma descoberta e tanto ler sobre os artistas e a arquitetura moderna. Fui lendo pesquisando as obras e lugares na Google e acabei me encantando com os lugares lindos que o livro descreve e que eu não conhecia. Lugares como o Museu Guggenheim Bilbao, A Casa Milà e a Igreja da Sagrada Família, ambos obra do arquiteto espanhol Antônio Gaudí. É nessa igreja que tem uma das escadarias mais perigosas do mundo e é nela que acontece uma das cenas mais eletrizantes do livro, aliás, se vocês observarem bem verão que essa escadaria é a inspiração para a capa do livro.

Escadaria da Igreja Sagrada Família - Barcelona
Ainda sobre o enredo, ele traz uma discussão sobre o uso da tecnologia no nosso dia a dia, especialmente da Inteligência Artificial. O livro traz um personagem, Winston, que na verdade é um software criado por Kirsch que interage como se fosse um humano. Eu fiquei muito impressionada com tudo o que Winston foi capaz de fazer e, pesquisando a respeito, vi que Dan Brown não está fantasiando em nada, as máquinas estão cada vez mais espertas, basta ver a Siri do Iphone ou a Google Assistente - ou então, deem uma olhada nessa reportagem aqui, o robô tira sarro do Elon Musk hahaha. 

Que nossas filosofias sigam no mesmo passo das nossas tecnologias. Que nossa compaixão siga no mesmo passo dos nossos poderes. E que o amor, e não o medo, seja o motor da mudança. 



No geral o livro é bom, gostei muito de toda a discussão em torno da tecnologia e da rapidez com que as notícias se espalham, mas como suspense ele é bem fraco. Mesmo me fazendo refletir sobre diversas questões, senti falta de mais ação e mistério. Foi até bem fácil adivinhar o final, antes mesmo da metade eu já tinha matado charada.

Mais do que recomendado, mesmo não sendo o melhor livro de Dan Brown, Origem é uma obra que vai por muita gente para pensar.

O Autor


Dan Brown é o autor de suspense mais popular da atualidade, com mais de 150 milhões de livros vendidos. Seu mega-seller O Código Da Vinci já vendeu mais de 80 milhões de exemplares em todo o mundo. Ele também escreveu Anjos e Demônios, O Símbolo Perdido, Inferno, Fortaleza Digital e Ponto de Impacto.
Dan é casado com a pintora e historiadora da arte Blythe, que colabora nas pesquisas de seus livros. Ele mora na Nova Inglaterra, nos Estados Unidos.

Avaliação (4/5)

B-jusssss! ♥
;-p

10 comentários:

  1. Nina!
    Já sou bem fã do Robert Langdon e claro do Dan Brown, porque gosto muito das questões que levanta em seus livros, principalmente sobre religião e como elabora todo enredo voltado para a utilização dos conhecimentos de Langdon. E agora tudo se passa na Espanha, já fiquei empolgada.
    Uma pena que achou ter faltado algo e não foi empolgante como os anteriores.
    Ainda assim, quero ler.
    Desejo uma semana carregadinho de luz e paz!
    “ Inteligência não é não cometer erros, mas saber resolvê-los rapidamente.” (Bertolt Brecht)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA novembro 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy!
      Mas sabe que mesmo sentindo falta de algo, eu amei o livro. Adorei saber mais sobre arte moderna e sobre Gaudí, e adorei a discussão em torno da religião e da Inteligência Artificial (fiquei até com um medinho dela, kkkkk)
      Bjs!

      Excluir
  2. Eu sou completamente apaixonada pelo Dan. Meu autor preferido desde sempre. Foi ele quem despertou meu amor pela literatura.
    Estou louça para ler esse livro..Ainda mais pq é com o Robert, que, como sempre, tem uma mulher acompanhando 😂😂😂
    Só falta ler este. Tenho todos os outros.
    Sua resenha ficou excelente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Halana!
      Não seria Dan Brown se não tivesse uma linda mulher acompanhando o Langdon, né? Faz parte da formula! kkkkkk
      Mas a Ambra é uma ótima personagem. Leia, tenho certeza de que você vai gostar dela
      Bjs!

      Excluir
  3. Oi, até hoje não consegui ler os livros dele. Mas acho que vc descobriu o final, pq ele criou uma receita de bolo de sucesso e muda apenas personagens e situações... Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniela!
      Não posso discordar, realmente a receita é a mesma! Mas o interessante do livro está nas discussões que ele traz, e por isso vale muito a pena.
      Bjs!

      Excluir
  4. Amo os livros do Dan Brown mas ainda não tive a oportunidade de ler esse livro. Tenho lido várias resenhas e muitos comentários sobre ele, e tenho visto que são bem positivos, o que deixa a gente com mais vontade ainda de ler.

    ResponderExcluir
  5. Os livros do Dan são eletrizantes e cheios de misterios, ainda duvido que realmente seja tudo ficção, ele sempre dá uma explicação pra tudo mas tira o corpo fora no final. São livros que instigam a critica de quem está lendo e esse não vai ser diferente. Até pq ele tocou num ponto de brigas e controvérsia entre a ciencia e a religiao. Que onde viemos. Amei a resenha e só pela obra nas minhas mãos

    ResponderExcluir
  6. Como sou muito leiga no assunto, referente a obras de artes moderna e contemporânea, acredito eu que por isto será uma aventura e tanto, poder ler mais sobre o assunto, conhecer novos lugares. No entanto o que realmente me interessou nesta obra, foi a questão de retratar a inteligencia artificial, e como isto interfere em nossa sociedade. Uma pena que o mistério tenha sido fraco, porém como esta sera o primeiro livro do autor que pretendo ler, acredito que não irei descobrir de primeira.

    SORTEIO NO AR, VENHA PARTICIPAR: http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Suspeita pra falar de Dan... Foi ele quem me abriu para leituras! Costumo dizer que sou uma antes e depois de Dan!
    Depois do primeiro livro nunca mais parei de ler (ai me abri para outros títulos, autores, estilos etc)
    Então todo novo livro dele eu gosto demais e amo! Não consigo encontrar defeito, ainda que o estilo seja o mesmo rsrs
    Além ler Dan dá assim uma vontade de ir lendo e ao mesmo tempo estar visitando as obras e museus que ele coloca no livro...
    Queria rsrs
    Animada para esse "final" de Origem!!!!!

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p