O Menino do Pijama Listrado - John Boyne


BOYNE, John. O Menino do Pijama Listrado. Tradução Augusto Pacheco Calil. São Paulo: Editora Seguinte, 2017. 328 p. Título original: The boy in the striped pyjamas. Skoob. Comprar.

Sinopse
Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto. Também não faz ideia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável. Esta edição de luxo, que comemora os dez anos de lançamento da obra, traz uma introdução inédita do autor e ilustrações do premiado artista Oliver Jeffers.

Recebemos em parceria com a Companhia das letras esse lindo exemplar de o menino do pijama listrado, e mesmo que já tivesse lido, não ia perder a oportunidade de rever uma história tão linda.

Bruno tem 9 anos, mora em Berlim com sua mãe, seu pai e Gretel sua irmã e caso perdido (como ele a chama) e tudo parece normal até que o dia em que ele chega da escola e descobre que eles estão de mudança. Deixar seus amigos parece algo inconcebível, mas quando Bruno chega a sua nova casa a coisa fica bem pior! Além da casa ser menor, o número de soldados que entram e saem é bem maior, não há casas por perto ou garotos da sua idade para brincar, além da casa só existe a cerca e aquelas pessoas estranhas que passam o dia todo de pijama. 

Um belo dia Bruno entediado demais resolve fazer uma exploração pela cerca, e no meio da aventura conhece Shmuel, um garoto que mora do outro lado da cerca. Uma amizade então nasce, e por meio dos diálogos através da cerca o choque entre dois mundos completamente diferentes se torna visível ao leitor. 

Hoje relendo a obra, consigo notar o quanto era imatura há anos atrás, e como sempre digo toda leitura tem seu tempo certo. Relendo a obra consegui perceber não só o choque cultural entre os dois garotos, mas a inocência daquele que está protegido e a maturidade do que vive as crueldades da vida. 

Bruno é o filho do comandante e acredita que seu pai é uma pessoa boa, e talvez ele até seja com aqueles que ama, mas Bruno não consegue entender a vida que Shmuel vive e por muitos momentos é egoista, em contrapartida Shmuel é maduro demais e prefere não expor as torturas pelas quais passa mantendo o amigo seguro em seu casulo.


Bruno é um menino muito inteligente e altruísta, e por muitos momentos seus pensamentos e argumentos são extremamente lógicos mostrando a crueldade ou a frieza dos adultos que o rodeiam, abrindo os olhos do leitor para coisas que separadas parecem comuns.

O livro é narrado em terceira pessoa, mas o autor se utiliza de uma linguagem bem infantil para que o leitor se identifique com os pensamentos de uma criança, a diagramação do livro está impecável e as ilustrações deram um toque a mais ao enredo que já será incrível.

Se ainda não conhece essa linda história se aventure, assista ao mundo pelos olhos sensíveis e sinceros de uma criança. A obra foi adaptada para o cinema em 2016, e o filme é tão tocante quanto o livro, portanto, pegue o balde de pipoca e uma caixinha de lenços.

O Autor

John Boyne nasceu na Irlanda, em 1971, e mora em Dublin. Escreveu diversos romances que já foram traduzidos para mais de quarenta idiomas. Seu livro mais célebre, O menino do pijama listrado (2007), lhe rendeu dois Irish Book Awards, vendeu mais de 5 milhões de exemplares pelo mundo e foi adaptado para o cinema em 2008.


Avaliação (5/5)



B-jusssss!
;-p

2 comentários:

  1. Oie, tudo bem?!?! Eu amo e odeio essa história. Amo a sensibilidade e a escrita do autor. Amo a amizade deles.
    Mas em contrapartida odeio a segunda gierra, odeio que as pessoas tenham passado por isso.
    Mas é um livro muito especial.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi BFF!
    Amei minha assinatura, tão linda e cheia de charme! Passando só pra deixar um cheiro

    Beijokas

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p