A Duquesa Feia - Eloisa James


JAMES, Eloisa. A Duquesa Feia. Tradução Lúcia Brito. São Paulo: Editora Arqueiro, 2018. 272 p. (Contos de Fadas, v.3). Título original: The ugly duchess. Skoob. Comprar.

Sinopse

Baseado na história O Patinho Feio, esse é o terceiro volume da série Contos de Fadas.
Como ela ousa achar que ele a ama, quando Londres inteira a chama de Duquesa Feia?
Theodora Saxby é a última mulher com quem se poderia esperar que o lindo James Ryburn, herdeiro do ducado de Ashbrook, se casasse. Mas depois de um pedido romântico feito na frente do próprio príncipe, até a realista Theo se convence de que o futuro duque está apaixonado.
Ainda assim, os tablóides dizem que a união não durará mais do que seis meses.
Em seu íntimo, Theo acredita que os dois ficarão juntos para sempre… até que ela descobre que o que James desejava não era seu amor, mas seu dote.
E a sociedade, que primeiro se chocou com seu casamento, se escandaliza com sua separação.
Agora James precisará enfrentar a batalha de sua vida para convencer Theo que ele amava a patinha feia antes que ela se transformasse em cisne. E Theo logo descobrirá que, para um homem com alma de pirata, vale tudo no amor – e na guerra.

Que eu sou muito fã de Romance de Época, acho que já deu para perceber né? O que eu não sei se ficou bem claro é que Eloisa James é uma das minhas autoras preferidas do gênero! Com um texto muito envolvente, ela recria os contos de fadas adaptando-os no ambiente mágico dos romances de época -  impossível não amar!

A Duquesa Feia foi inspirado no clássico O Patinho Feio e tem como protagonista a jovem Theodora Saxby, que não se encaixa nos rígidos padrões de beleza da época. Alta e com o rosto anguloso, as línguas maldosas gostam de dizer que ela se parece com um homem e para amenizar a sua aparência, a mãe a obriga a se encher de laços, fitas e babados o que acaba piorando a situação. Ela perdeu o pai muito cedo e vive com a mãe sob a tutela do Duque de Ashbrook, o melhor amigo do falecido pai. Vivendo na casa do duque, ela cresceu junto do seu filho e herdeiro, James Ryburn, e os dois se tornaram grandes amigos. Ele é a única pessoa em que ela confia plenamente e o único a chamá-la de Daisy.

No entanto, o duque é bastante inábil nos negócios e um pouco dado aos jogos de azar e essa péssima combinação faz com que ele gaste boa parte da herança de Theo sem o conhecimento da tutelada, e para se safar do escândalo ele resolve forçar James a se casar com a jovem. No início, James se nega veementemente, mas depois de um escândalo ele acaba fazendo o pedido. Surpreendida pelo amigo, Daisy aceita, mas a imprensa é implacável com ela e a apelida de “Duquesa Feia”.

James sentiu-se um nada. E a dor lancinantes em seu coração lhe mostrou algo ainda pior: que ele havia corrompido o que poderia ter sido - teria sido - um dos momentos mais preciosos de sua vida. Ele daria qualquer coisa para ter entrado naquele beijo de coração puro e consciência limpa.

Nos primeiros três dias de casamento, os dois descobrem o amor que sentem um pelo outro e fazem grandes planos para o futuro, até que Daisy descobre que o que motivou James a se casar foi o seu dote, para salvar o pai e a propriedade da família da falência. Depois disso, tudo desmorona. E o que seria o seu final feliz, acaba sendo o começo de uma nova história.

Assim que comecei a ler esse livro, tive a sensação de que seria o melhor da série! Eu me apaixonei pelo James logo na primeira página e quase morri de pena ao ver como ele se martirizou por estar usando Daisy, e como, aos poucos, ele foi percebendo a grande mulher que ela é, se apaixonando verdadeiramente. Já Theo encanta com sua personalidade forte e por saber respeitar a própria aparência, ela sabe que não é como as outras mulheres e que isso não faz dela uma pessoa pior. É claro que ela sofre, mas não é nada que faça da vida dela um muro de lamentações. Além disso, ela é forte, determinada e sabe como alcançar o que deseja.

- Eu amava você, James. Eu amava você de verdade. O estranho é que eu não tinha me dado conta disso até nos casarmos. Mas ainda que não o tivesse amado dessa maneira, não o teria traído, porque você era o meu melhor amigo. Meu irmão. Você poderia ter pedido sabe?
O rosto dele estava branco.
- Pedido o quê?
- Meu dinheiro.

O que me incomodou foi o rumo que a história tomou depois que Daisy descobre os motivo de James. E como spoiler é totalmente contra a política do blog, fica complicado explicar meus motivos, mas posso dizer que as atitudes de James foram uma decepção gigantesca! Ele foi fraco, covarde e muito machista, especialmente quando decide que quer a esposa de volta. Digo isso pelos métodos nada ortodoxos que usou para seduzi-la. Mas é claro que isso faz parte da minha opinião pessoal sobre o livro e não desabona a leitura de forma alguma, afinal com certeza muito gente vai discordar do que penso.

A escrita de Eloisa James continua incrível e a inspiração nos contos de fadas faz com que eu continue amando a série, mesmo tendo me decepcionado com esse. Mas o bom é que os livros são totalmente independentes e se você quiser conhecer a série pode escolher qualquer um dos dois anteriores, que são incríveis!

Série Conto de Fadas


A Duquesa Feia

A Autora

Eloisa James escreveu seu primeiro romance depois de se formar em Harvard, mas o manuscrito foi rejeitado por todas as editoras. Depois de obter mais alguns diplomas e arranjar emprego como professora especializada em Shakespeare, ela tentou novamente, dessa vez com mais sucesso. Mais de 20 best-sellers depois, ela dá cursos sobre Shakespeare na Fordham University, em Nova York, é mãe de dois filhos e, numa ironia particularmente deliciosa para uma autora de romances, é casada com um legítimo cavalheiro italiano.

Avaliação (3/5)



B-jusss! ♥
;-p

Nenhum comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p