Era uma vez no outono - Lisa Kleypas


KLEYPAS, Lisa. Era uma vez no outono. Tradução Maria Clara di Biase. São Paulo: Arqueiro, 2016. 288 páginas (As Quatro Estações do Amor, v.02). Título original: It happened one autumn. Skoob.

Sinopse:
“A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa.
Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar.
Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?”

Sim meus queridos leitores, é outro Romance de Época! Já confessei o meu amor pelo estilo por aqui um milhão de vezes e não resisto a ler mais, ainda mais quando faz parte de uma série tão bacana quanto As Quatro Estações do Amor. O complicado de se ler tantos livros de um mesmo gênero é que chega um momento em que eles ficam um pouco repetitivos, afinal é difícil se manter uma fórmula de sucesso para sempre, mas uma junção de fatores podem colaborar para isso. Em suma, o autor precisa dominar a arte de contar uma mesma história, mas de forma diferente. O que se faz é mudar uma coisa aqui e outra ali para sempre trazer uma novidade ao leitor. E nisso, Lisa Kleypas é mestra!

No primeiro livro conhecemos as amigas Annabelle, Lilian, Daisy e Evie, as Flores Secas. As quatro se intitularam assim porque sonham com um casamento com algum nobre inglês, mas por n razões, não são consideradas boas pretendentes e por isso, estão sempre abandonadas nos cantos durante os bailes e eventos sociais. Cansadas da situação, elas decidem se unir e traçar planos para encontrarem maridos umas para as outras.

No primeiro livro, Segredos de uma noite de verão, Annabelle conseguiu vencer seus preconceitos e casou-se com Simon Hunt, um poderoso comerciante mas que não tem nada de aristocrático. Agora é a vez da rebelde e espirituosa Lilian Bowman encontrar um pretendente, mas por ser americana e ter um temperamento impulsivo, elas sabem dos problemas que a moça enfrentará.

Assim, é com muita apreensão que Lilian percebe o interesse de Marcus Marsden, o conde de Westcliff, já que os dois não se suportam. Contudo, Lilian comprou uma novo perfume e o perfumista afirmou que contém um ingrediente secreto que atrairá seu grande amor. É claro que a moça não acredita muito nisso, mas depois que começou a usa a nova fragrância, o conde simplesmente não consegue tirar as mãos dela.

Entretanto, Marcus é muito pragmático e não acredita no amor. Para ele, o casamento é algo importante demais para ser decidido com base em emoções voláteis, como a paixão. E por isso ele não consegue nem se imaginar casado com uma jovem tão insana quanto a srt. Bowman, mas porque ele não consegue se afastar dela? É então, Marcus percebe que todas as coisas que ele achava erradas em Lilian são as que mais o atraem.

Só tendo esse casal super diferente um do outro o livro já teria tudo para ser incrível. Mas o enredo ainda melhora assim que um divertido e impensado triângulo amoroso começa, quando Lilian chama a atenção de St. Vincent, o libertino e doidivanas amigo de Westcliff, e ela se vê disputada entre o parceiro de cama mais desejado da Inglaterra e o solteiro mais cobiçado.

Como sempre, Lisa Kleypas se supera ao criar um enredo divertido e surpreendente, e que ao mesmo tempo consegue discutir o papel da mulher na sociedade de maneira contestadora. O livro deixa claro que, na época, as convenções sociais estavam acima das relações de amor e amizade, que os casamentos deveriam atender a essas exigências e o amor poderia ser encontrado de outras maneiras, em aventuras com outras pessoas. As necessidades pessoais eram desconsideradas pelo peso das responsabilidades, e isso sufocava os personagens e os impediu de viver essa atração plenamente, afinal eles tinha muito a enfrentar caso decidissem viver essa paixão.

Outro ponto que preciso ressaltar é a relação entre as Flores Secas, pois é uma delícia acompanhar a amizade e a cumplicidade delas. Os diálogos são muito divertidos e inteligentes, e me surpreende como elas se unem para enfrentar a visão machista e patriarcal que a sociedade do século XIX tem, e como elas precisam fazer o que se espera delas para que sejam aceitas nessa sociedade que as julga inferiores. Alguma diferença com o que vivemos hoje? Eu não vejo nenhuma, mudamos mas padrões mas nós mulheres ainda somos cobradas a ter determinado perfil (jovem, magra, branca, etc) se quisermos ser razoavelmente aceitas. E vocês não imaginam o quanto fiquei chocada ao constatar isso, os tempos mudam mas a opressão ainda é a mesmo, só com outros nomes.

Enfim, Era uma vez no outono é um livro leve e divertido, mas que traz temas polêmicos nas entrelinhas. É aquele tipo de romance que a gente termina de ler já com saudade dos personagens. Eu já estou ansiosa por Pecados no Inverno, terceiro volume da série que trará a busca de Evie pelo seu casamento, e pelo que percebi no final desse segundo livro, ela terá um parceiro totalmente impensado! Pelo jeito será o melhor da série!

Série As Quatro Estações do Amor


  1. Segredos de uma Noite de Verão
  2. Era Uma Vez no Outono
  3. Pecados no Inverno
  4. Escândalos na Primavera
A Autora

Lisa Kleypas, vencedora do prêmio RITA, já escreveu 34 romances. Seus livros foram publicados em 28 idiomas, em diversos países. Ela mora em Washington com o marido e os dois filhos.
Em sua página na web, a autora conta: "Comecei a escrever romances porque sempre amei lê-los. Indiscutivelmente, fui uma nerd durante toda a escola primária e, mesmo "florescendo" na secundária, acredite, a nerd interior ainda estava aqui. Nunca pude imaginar um tempo melhor aproveitado do que lendo um livro, e este amor pela leitura, com o tempo, se traduziu num profundo desejo de escrever um."

Avaliação (4/5)






B-jusssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

9 comentários :

  1. Eu não consegui pegar esse embalo de romances de época. Por mais que todos elogiem os livros, e já ouvi muitos elogios além dos seus para essa autora, ainda assim não bate aquela vontade de ler. Mas quem sabe um dia…

    Bjs.

    www.ciadoleitor.com

    ResponderExcluir
  2. Roberta Ferreira2 de abril de 2016 02:31

    Olá, tudo bom?
    Gosto de romances históricos, mas ainda não entrou no gênero queridinho. Acho que a autora e a edição precisam me conquistar logo de cara. Gostei da escrita da Lisa, mas em outros livros a edição deixou a desejar e acabei não conseguindo dar continuidade (sim, tenho problemas). Quem sabe não dê uma nova chance a essa série nova dela né? Parabéns pela resenha!

    Beijos, Rob

    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Nina, sua linda, tudo bem?
    Eu confesso que nunca me canso, por mais que as histórias sejam parecidas, adoro os romances de época, vivo suspirando por eles, risos... Acho que são os personagens que sempre desafiam a época, os padrões e seus pares românticos. Por isso não vejo a hora de ler, ainda mais sabendo que a atora imprimi humor ao seu texto.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sabrina Oliveira3 de abril de 2016 00:43

    Eu tive que pular a resenha aqui pq não li o primeiro e ainda quero ler, então nem quero passar por spoilers kkkk. Eu confesso que estou um pouco saturada de romances... mas, sendo de época, meu coração amolece haha. Tô precisando mesmo amolecer o coração kkk. Beijos da Sa!

    ResponderExcluir
  5. Oi!! Que bacana esta série. Achei legal o que vc falou sobre a sociedade da época. Eu gosto muito de romances assim, mas algo que sempre me chama a atenção é este olhar sobre a mulher, como se fosse somente un efeite. Me enfurece. Hehehe.

    Mas quero ler a série, gostei desse movimento das personagens. Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  6. Giuliana Sperandio Maier3 de abril de 2016 18:00

    Olá, comecei a gostar muito de romance de épocas depois que li os da Babi A Sette e Julia Quinn, ainda não li nenhum livro da Lisa, mas quero muito conhecer a escrita dela, ouço muitas boas críticas sobre as obras dela.
    Anotada a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu sou terrível para ler romances de época... Só o começo da sinopse me faria largar o livro na prateleira da livraria em 3 segundos: "sai dos EUA em busca de um marido...". Eu realmente não aguento isso...... No entanto, o fato de ser um romance mais divertido me despertou a curiosidade. Posso vir a dar uma chance futuramente... beijos!

    ResponderExcluir
  8. Livros & Tal...9 de abril de 2016 00:22

    Olá Nina!
    Assim como vc, eu amo romances de época... É um dos gêneros literários que eu mais aprecio.
    Gostei muito da sua resenha e estou doida para conhecer essa série.
    Infelizmente ainda nao conhecia a escrita da Lisa, mas acredito em tudo o que disse, por isso não vejo a hora de ler.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  9. Ooi
    Confesso que tenho um grande preconceito com livros de época, nunca me arrisquei mas tenho vontade de ler para ver o que acho.
    Esse não me chamou muita atenção por causa do preconceito já citado, mas daria uma chance, como disse, para conhecer. Haha
    Beijoos!
    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados