Coroa Cruel - Victoria Aveyard


AVEYARD, Victoria. Coroa cruel. Tradução Cristian Clemente. São Paulo: Editora Seguinte, 2016. 232 páginas. (A Rainha Vermelha, v.1.5). Título original: Cruel crown. Skoob.

Sinopse
“Duas mulheres — uma vermelha e uma prateada — contam sua história e revelam seus segredos.
Em Canção da Rainha, você terá acesso ao diário da nobre prateada Coriane Jacos, que se torna a primeira esposa do rei Tiberias VI e dá à luz o príncipe herdeiro, Cal — tudo isso enquanto luta para sobreviver em meio às intrigas da corte.
Já em Cicatrizes de Aço, você terá uma visão de dentro da Guarda Escarlate a partir da perspectiva de Diana Farley, uma das líderes da rebelião vermelha, que tenta expandir o movimento para Norta — e acaba encontrando Mare Barrow pelo caminho.
Esta edição traz, ainda, um mapa de Norta e um trecho exclusivo de ‘Espada de Vidro, o aguardado segundo volume da série A Rainha Vermelha.”

Coroa Cruel é um livro que reúne dois contos que se passam no universo de A Rainha Vermelha - uma distopia espetacular que criou um mundo onde a humanidade é dividida entre prateados (elite com poderes sobrenaturais) e vermelhos (a plebe trabalhadora que não possui poderes).

O primeiro conto é A Canção da Rainha, que conta a trajetória da prateada Coriane, uma jovem muito tímida e sonhadora que observa sua família viver de aparências, enquanto o que ainda resta da antiga fortuna desaparece com as péssimas escolhas do pai. Quando eles se mudam para o palácio, ela chama a atenção de Tibérias, o príncipe herdeiro, e ele decide suspender a Prova Real que escolheria sua noiva e casar-se Coriane por amor. Isso desperta a inveja e o ciúmes das outras moças da nobreza, especialmente da perigosa murmuradora Elara Merandus, que tem o dom do controle da mente.

Cicatrizes de Aço nos mostra os bastidores da rebelião por meio de Diana Farley, a valente coronel da Guarda Vermelha. Uma das líderes dos rebelde, é ela quem tem a missão de semear a revolta em Norta, e esta será a primeira missão que ela comandará sozinha. Uma de suas tarefas é recrutar comerciantes do mercado negro, contrabandistas e rebeldes para uma primeira tentativa de ataque à capital, sem chamar a atenção dos oficiais prateados. E enquanto tenta cumprir sua missão, seu caminho acaba cruzando com o de Shade Barrow e de sua irmã Mare.

Preciso confessar que fiquei um pouco decepcionada com os contos pois me pareceu que Victoria Aveyard não sou explorar totalmente as histórias que tinha na mão, especialmente A Canção da Rainha. Coriane é uma garota bem sem graça e eu não consegui entender o que o príncipe viu nela, mas até aí tudo bem. A questão é que eu queria saber mais sobre o tormento e morte da rainha e isso foi passado muito brevemente. Já Cicatrizes de Aço, que eu achei que seria incrível por falar da Guarda Vermelha, foi uma tortura para mim de tão chato! Eu esperava mais ação e mais informações sobre os rebeldes e nada disso me foi revelado.

No geral o livro não chega a ser ruim, mas também não é tudo o que eu esperava. Imagino que a autora quis mostrar como mulheres tão diferentes encontram maneiras distintas para lidar com as dificuldade de viver em um mundo dividido. Coriane é bondosa, mas submissa demais. Farley é valente, mas muito dura. E acredito que em Espada de Vidro, Mare vai encontrar um meio termo entre as duas atitudes.

A Coroa Cruel pode servir como um aquecimento para o segundo livro e também para matar a saudade do universo criado nele, e por isso não deixo de recomendar a leitura. Mas só não vão como muita sede ao pote, porque a água é pouca.

Série A Rainha Vermelha



1. A Rainha Vermelha
1.5. Coroa Cruel
2. Espada de Vidro

A Autora

Victoria Aveyard cresceu em Massachusetts e frequentou a Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles. Formou-se como roteirista e tenta combinar seu amor por história, explosões e heroínas fortes na sua escrita. Seus hobbies incluem a tarefa impossível de prever o que vai acontecer em As Crônicas de Gelo e Fogo, viajar e assistir a Netflix.


Avaliação (2/5)






B-jusssssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

7 comentários :

  1. Eu estava bem curiosa para ler Coroa Cruel mas ainda não li nenhum dos livros da série. Achei legal seu ponto de vista e sua resenha sincera, espero que eu possa ler e tirar minhas próprias conclusões.

    ResponderExcluir
  2. Giuliana Sperandio Maier10 de abril de 2016 16:22

    Olá Nina, caramba eu fui lendo a sua resenha e também achei a mocinha do primeiro meio tonta kkk apesar de todos falarem dessa série, ainda não consegui ter tanta vontade de ler. Quem sabe mais pra frente, mas pelo que vi não sei se será uma leitura que vá agradar.
    Parabéns pela sinceridade respeitosa, acho muito bom ver resenhas que apesar de não agradar a pessoa, ela saiba ser uma crítica respeitosa.
    Beijos e continue assim! 💙

    ResponderExcluir
  3. Ai, que pena... mais uma pessoa que não curtiu muito esses contos.. eu estava com as expectativas nas alturas, mas agora estou até com medo de ler... rs... Tanto que nem comprei o livro, baixei os contos na Amazon gratuitamente, se por acaso eu gostar compro meu exemplar, se não deixo pra comprar só Espada de Vidro mesmo e finjo que esse livro nunca existiu... hehe... Amei tanto A Rainha Vermelha, que com certeza iria com toda a sede do mundo ao pote se não fosse alertada!

    Beijo!

    Ju

    ResponderExcluir
  4. Simeia Da Silva Perpetuo11 de abril de 2016 13:50

    Olá, tudo bem?
    Essa é uma serie que não tenho vontade de ler, além de não ler muitas distopias, não me senti empolgada com a história não, pelo menos por agora, estou dando prioridade a outros gêneros. Uma pena que esses dois contos te deixou decepcionada, é muito ruim quando isso acontece, mas torço para que o segundo livro te deixe mais animada do que esse esquenta aí que não funcionou com você, pelo que vi foi mais um esfria né?Hahaha.

    Parabéns pela sinceridade.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que situação! Como contos de um livro tão bom conseguem decepcionar tanto? Comecei a ler sua resenha bastante animada, mas ao ver sua opinião real foi como um balde de água fria.

    ResponderExcluir
  6. No começo eu me empolguei com a possibilidade de ler A rainha vermelha, mas depois vi uns comentário nada bons e fiquei com o pé atrás. E agora vc dizendo que os contos meio que decepcionou... sei não haha. Quem sabe ainda volte a vontade de eu ler o livro rs. Beijos da Sá!

    ResponderExcluir
  7. Olá, estou morrendo de vontade de começar a série, tenho visto diversos conflitos de opinião a respeito, muito amam e outros nem ligam. É uma pena que você não tenha curtido muito os contos.

    Abraços

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados