Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello - Chris Grabenstein


GRABENSTEIN, Chris. Fuga da biblioteca do Sr. Lemoncello. Tradução Ananda Alves. Rio de Janeiro: Editora Bertrand, 2016. 302p. (Biblioteca do Sr. Lemoncello, v.1). Título original: Escape from Mr. Lemoncello’s Library. Skoob.

Sinopse
“Kyle é fanático por todos os tipos de jogos — de tabuleiro, palavras-cruzadas e principalmente videogames. Seu ídolo, Luigi Lemoncello, o mais famoso, excêntrico e criativo criador de jogos, também é o responsável pelo projeto da nova biblioteca da cidade. E o melhor: O próprio Sr. Lemoncello estará presente na especial e exclusiva noite de inauguração. Com algum esforço e um pouco de sorte, Kyle consegue ser uma das doze crianças convidadas a passar a noite na biblioteca repleta de jogos. Quando amanhece, no entanto, todas as portas estão trancadas! Agora Kyle e as outras crianças terão que solucionar cada pista e decifrar cada charada para encontrar a saída! Será que você consegue descobrir como escapar da biblioteca?”

Me digam como um bookaholic de carteirinha pode resistir a um livro desses? Ele conseguiu unir em uma única história dois elementos irresistíveis para alguém que ama livros - tem uma biblioteca como cenário e reúne citações e referências de livros que amamos, dos clássicos aos mais contemporâneos. E por isso não pensei duas vezes antes de me lançar na leitura.

Kyle é o filho caçula da família e vive meio na sombra do talento do dois irmãos mais velhos, um é um atleta habilidoso e o outro é um gênio precoce. Assim, o menino sempre se sentiu meio deixado de lado até ter sua grande chance nas mãos. A biblioteca da cidade está sendo reformada para se tornar uma referência em modernidade e tecnologia, em uma parceria entre a bibliotecária dra. Yanina Zinchenko e ninguém menos do que o Sr. Luigi Lemoncello, o famoso criador de jogos e grande ídolo de Kyle. A questão é que o Sr. Lemoncello virá para a inauguração e 12 crianças de 12 anos serão escolhidas para passar a noite na biblioteca e conhecer de antemão todas as novidades disponíveis. E adivinhem só? Kyle é uma das doze crianças escolhidas e poderá enfim conhecer seu grande ídolo, mas a grande surpresa vem no dia seguinte, quando as crianças descobrem que estão trancadas e que para saírem terão desvendar um série de pistas até encontrar a saída secreta da biblioteca.

Com esse enredo é simplesmente impossível que não nos apaixonemos pelo livro logo de cara. Uma biblioteca ultra moderna, cheia de computadores e recursos tecnológicos que nem ousamos imaginar em nossos sonhos mais malucos e o melhor, comandada por uma bibliotecária ainda mais interessante! E para coroar, ainda tem toda essa pegada de A Fantástica Fábrica de Chocolate para deixar a premissa ainda mais envolvente, misteriosa e com pitadas de aventura.

As primeiras páginas do livro voaram e eu vibrava a cada pista que os meninos precisavam desvendar para encontrar a saída, afinal todas elas estão atreladas aos livros disponíveis na biblioteca que vão de Harry Potter a Dostoiévski num pulo. A narrativa em terceira pessoa é muito ágil e simples, bem característica de livros infanto-juvenis, também contribui para que a leitura flua bem. Apesar de fazer parte de uma série, o livro tem começo, meio e fim e a gente não fica sem saber o final e sem reposta para nada.


"- O quê? Ah, bom dia, sr. Lemoncello. Não esperava encontrá-lo aqui, dentro da biblioteca. Hoje não é o seu aniversário, senhor?
- Sim, Charles. E não existe outro lugar no qual eu gostaria de estar no meu grande dia do que dentro de uma biblioteca, rodeado de livros. A não ser, é claro, que pudesse estar em uma ponte para Terabítia." (pág. 240)

Os personagens são bem interessantes, especialmente os Sr. Lemoncello. Mas as crianças me incomodaram um pouco por serem estereotipadas e bem previsíveis, principalmente Kyle. Ele é bonzinho demais, certinho demais. Eu senti que o autor quis fazer um livro que trouxesse lições para o leitor e de forma alguma discordo com isso, mas muitas vezes as lições apareciam mais do que o próprio enredo, e eu imaginava que teríamos muito mais aventura. O livro fala muito da importância da leitura, mas trata também de questões como o trabalho em equipe e a auto descoberta, especialmente de Kyle que precisa enfrentar a complexo de inferioridade que sente frente aos irmãos.

Como um todo o livro não é ruim, é até divertido e acredito que vai agradar a leitores mais jovens. Mas como uma completa louca por livros e bibliotecas, eu esperava algo mais. Não deixo de indicar, só aviso que leitores mais adultos podem se sentir um pouco frustrados.

Série Biblioteca do Sr. Lemoncello

  1. Fuga da biblioteca do Sr. Lemoncello (Escape from Mr. Lemoncello’s Library).
  2. Mr. Lemoncello’s Library Olympics (ainda não lançado no Brasil).

O Autor


Chris Grabenstein é autor best-seller do New York Times. Também é um autor premiado, cujos Haunted Mysteries, combinados às suas apresentações escolares tumultuosas, lhe garantiram legiões de fãs por toda a América.


Avaliação (3/5)






B-jusssssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

7 comentários :

  1. Que legal!!! Adorei. Parece ser ótimo. Pode deixar que se eu for ler não irei com tanta sede ao pote. Kkkk
    Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  2. Desde o lançamento fiquei encantada pela capa, mas a história eu achei muito infantil até pra mim que sou apaixonada por livros juvenis. Não sei se lerei um dia, mas com certeza irei indicar pra mim irmã de 1 anos, ela irá amar com certeza.

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Gente, adorei essa premissa! Adoro bibliotecas, então vou me esbaldar! Já anotei a dica! O que mata é que temo a revisão da BB, a Record é um pouco desleixada.

    ResponderExcluir
  4. Suzana Chaves Linhares29 de agosto de 2016 18:22

    Olá! Já amei de cara! Já pensou ficar preso em uma biblioteca e achar a saída por meios de pistas..Muito legal mesmo! E achei legal o livro mostrar referências de outros livros...Bem legal! Deve ser bem divertido! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Acho que o fato das crianças serem estereotipadas e bem previsíveis me incomodaria também, e não curto personagens bonzinhos demais. Apesar da ótima premissa, da biblioteca como cenário e do jogo envolvendo vários livros, acredito que não leria.

    ResponderExcluir
  6. Oi Nina, sua linda, tudo bem?
    Eu fiquei louca com essa trama. Gente, quem não gosta de uma biblioteca? E passagens secretas? E as pistas estão nos livros que amamos? Pena que não foi tudo o que esperava. Eu fiquei tão empolgada. Mas vou anotar a dica, é um ótimo presente para os mais jovens. Gostei. muito da sua resenha
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  7. Olá!!! Uau, parece ser bem divertido hahaha, adoro livros que tratam sobre biblioteca e são bastante jovem!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados