Lúcida - Ron Bass e Adrienne Stoltz


BASS, Ron. STOLTZ, Adrienne. Lúcida. Tradução Glenda d’Oliveira. Rio de Janeiro: Editora Galera Record, 2016. 364 p. Título original: Lucid. Skoob.

Sinopse
“Um thriller psicológico eletrizante, do roteirista de Rain Man e O casamento do meu melhor amigo
Sloane é uma aluna nota 10, com uma grande e amorosa família. Maggie vive uma existência glamorosa e independente, como aspirante a atriz em Nova York. As duas não poderiam ser mais diferentes. A não ser por um pequeno detalhe, algo que não têm coragem de revelar a ninguém. À noite, cada uma sonha que é a outra. Os sonhos são tão vívidos que as garotas sentem e experimentam o que a outra está passando naquele momento. Seriam as duas reais? Uma delas estaria mentalmente instável e imaginando a outra? Seriam ambas a mesma pessoa? Qual delas é real?”

Sloane Margaret Jameson, 17 anos. Duas garotas que compartilham o nome e a idade. Mas as coincidências acabam aí.

Maggie é uma aspirante a atriz que vive em Manhattan com a mãe, que está sempre trabalhando, e a irmãzinha. Apesar da aparente vida de glamour, ela se sente muito sozinha e sonha com uma vida simples de adolescente.
Sloane tem uma vida simples de adolescente, mas sonha com mais. Ela mora com os pais em uma cidade pequena do interior, com os pais e o irmãozinho, e tenta lidar da melhor maneira com a morte do melhor amigo.

Duas garotas completamente diferentes, mas com uma estranha ligação: todas as noites uma sonha estar vivendo a vida da outra - uma história tão absurda que elas não conseguem contar para ninguém. O problema é que essa interação entre as duas acontece por alguma razão e elas precisam descobrir qual é, antes que suas vidas desmoronem.

Com uma narrativa muito elaborada e partindo de uma premissa superinteressante, Ron Bass, roteirista de “Rain Man”, e Adrienne Stoltz se propuseram a fazer de Lúcida um thriller psicológico e realmente se esforçaram para criar um clima de mistério, que prendesse o leitor à leitura. Entretanto, essa acabou sendo a grande falha do livro pois, logo nos primeiros capítulos e usando um pouquinho de perspicácia, você consegue desvendar o mistério.

Os capítulos, narrados em primeira pessoa, se alternam entre Sloane e Maggie, e a história das duas praticamente não se conecta. Cada uma das meninas segue contando sua história, e nos deixando ansiosos pelo momento em que elas enfim vão se cruzar, e isso me deu a sensação de estar acompanhando uma história fraccionada, como se se eu estivesse lendo dois livros diferentes ao mesmo tempo.  E para piorar um pouquinho, achei as duas meninas muito frias e apáticas, e foi difícil torcer por elas.

Então, mesmo com uma ideia super original e uma narrativa bem elaborada, Lúcida acabou sendo uma leitura lenta e fragmentada, que se arrastou por longos 20 dias… Todo o desfecho ficou para os últimos quatro capítulos, o que deixou o final corrido, confuso e com informações demais. E apesar de ter achado que a solução ficou bem clara, também achei que todas as suposições que eu fiz antes de ler o livro são muito mais interessantes do que o que os autores fizeram, rsrsrs.

Enfim, não é um livro chato ou ruim, mas também não é uma leitura marcante. É só um livro normal, que pode te entreter por alguns dias, mas nada de excepcional.

Os autores

Ron Bass é o oscarizado roteirista de Rain Man e O casamento de meu melhor amigo, entre outros. Ele e Adrienne Stoltz trabalham juntos em roteiros por mais de dez anos.

Avaliação (2/5)






B-jusssss! ♥
;-p

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Oi! Muito obrigada pela visita!
Deixe aqui seu comentário, vou adorar receber!
B-jussss! ♥
;-p

Frase da Semana

"Ler é comer e beber. O espírito que não lê emagrece como um corpo que não come."

Victor Hugo

QUEM LÊ, SABE PORQUÊ - Copyright © 2013 - Todos os Direitos Reservados